Balanço positivo?

A Lotus já está marcando presença nos testes de 2010. Tem um carro no mínimo bonito e que pode ficar na zona intermediária.

Mas uma coisa me intriga:

Hoje Trulli foi o que ficou mais tempo na pista (141 voltas), o que mais trabalhou e testou o carro. E mesmo assim não saiu do último lugar, mais de um segundo atrás da Virgin de Timo Glock e 4 da McLaren de Button. Tenho que confessar também que os tempos evoluíram. Vejam:

17/02- Fauzy- 1:31:848- + 9.255   (11º)

18/02- Kövalainen- 1:33:554- + 6.409 (12º)

19/02- Kövalainen- 1:23:521- + 4.222 (12º)

20/02- Trulli- 1:23:470- + 4.599 (11º)

Como visto, os tempos melhoraram, mas não são o suficiente para chegar a zona média. Eles terão que trabalhar bastante para conseguir pelo menos um 8º lugar. E não será fácil com o número elevado de equipes em desenvolvimento técnico.

Trulli declarou após o fim das atividades de hoje:

Foi um dia muito positivo. Estou muito feliz com meu primeiro dia de testes pela equipe Lotus e tive muita sorte de tudo ter funcionado perfeitamente no carro, sem maiores problemas.

Conseguimos fazer uma maior quilometragem com o carro e obter muita informação. Tive a chance de iniciar um processo de desenvolvimento do carro. É muito bom estar aqui.

E as de Mike Gascoyne:

“Hoje foi um dia excelente. Procuramos nos concentrar em reabilitação e ritmo de corrida. 141 voltas para Jarno é um grande esforço se você considerar que hoje é seu primeiro dia pilotando no ano, além de um grande trabalho do time, que trabalhou por toda a noite. Foram quatro dias bastante encorajadores”.

Tudo muito bom e feliz. Mas quero ver se o avanço virá MESMO, com tudo o que se tem direito.

O que vocês acham?

14 respostas para “Balanço positivo?”

  1. É realmente o novo espaço do blog valeu a pena, já estou acompanhando diariamente!

    Todas as novas equipes tem um trabalho ainda maior, pois não tem nenhuma base anterior, a Lotus com uma boa visão de ter contratado dois pilotos experientes dever levar vantagem se o projeto nasceu bom, baixar tempos agora penso que não é o mais importante e sim um carro resistente, uma vitória para essas equipes é conseguir se manter na F1, passar pelo primeiro ano se possível marcando alguns pontos.

  2. Engraçado..A Lotus andou mais, mas Virgin, que andou BEM menos, fez um tempo mnelhor…
    parece q a Lotus ainda tem problemas aerodinâmicos e a Virgin tem problemas de confiabilidade de sua estrutura…

    Na minha opiniao acredito que o trabalho da Lotus esta mais consistente…afinal de contas, é melhor ser mais lento e chegar no final de uma prova, do que ser rapido e quebrar no meio da corrida!

  3. Axo que não deve ser um carro muito competitivo, mas creio que de para ficar em posições intermediárias.
    E como se diz, é TESTES, ou seja, é pra testar ajustes no carro. com o tempo axo que eles irão achar os melhores ajustes e o carro terá uma consistência melhor.

  4. Oi Luiz;
    fico contente que voce tenha gostado e obrigado por acompanhar diariamente!
    voce tem razão, ser uma equipe novata neste mundo que é o da f1 é um desafio, por isso se manter é algo bom..
    e acho que elas conseguem, menos a campos e usf1, na minha opinião,..
    é esperar para ver o desfecho dessa história..
    abraço

  5. Jon;
    campos y usf1 realmente se encuentran en situaciones muy diferentes que los equipos que estan en pista..
    por eso será muy dificil que ellos pudan alcanzarlos;;;
    pero todo puede pasar…

    saludos!

  6. “Engraçado..A Lotus andou mais, mas Virgin, que andou BEM menos, fez um tempo mnelhor…”

    pois é gabriel, as coisas não são como parecem.. rsrsrs
    o trabalho da Lotus está em um estágio primário, enquanto a vrigin já vem a alguns dias trabalhando no projeto.
    mas na semana que vem tudo promete mudar..
    abraço

  7. Rochester;
    como vc diz, são testes,,,
    mas sempre a base para a temporada vem deles, ou seja, as vezes é melhor deixar uma boa impressão do que só testar outras coisas…
    mas cada equipe está concentrada em seu trabalho..
    quem sabe poderemos ter surpresas..

    abraço

  8. Hola Sil!!!
    pues sí, me mude.
    lo hice porque el wordpress me agrada más, es un espacio mucho mejor para trabajar y atrae maás lectores!
    y gracias por seguir acompañando el blog!
    yo siempre miro diários formulísticos..
    😀

    Saludos!!!

  9. Tomás,

    As coisas são feitas aos poucos. O ambiente na F1 é muito complexo.

    Veja a Red Bull. O Adrian Newey levou três anos na equipe para conseguir juntar todos os pontos e fazer um carro vencedor. E olhe que o time existe desde 1997, primeiro como Stewart e depois Jaguar.

    A Lotus está na direção correta. Esse ano é para terminar corridas e se possível pontuar, formando uma base sólida para projetar o carro do ano seguinte. A coisa mais importante hoje é colocar o carro para andar e dar confiabilidade.

    Lógico que eles querem ser rápidos, estamos falando de uma competição, mas nesse momento a preocupação com relação a velocidade é menor.

    O blog tá legal. Parabéns !

    Sirlan Pedrosa

  10. Oi Sirlan;
    obrigado pelo seu comentário, as suas opiniões são muito boas e gosto de trocá-las aqui.
    —-
    Então, isso você tem razão, um time leva tempo para ser construído por completo, e a cada ano as coisas mudam, podendo ser que o time fique em último ou em primeiro.
    Pelo que li, os pilotos estão contentes com o carro, só acho que não precisam fazer disso uma expectativa tão grande em torno de eles próprios.
    tempo ainda resta, e muito trabalho pode ser feito.
    vamos ver o que eles estão reservando..

    Valeu pelo elogio!

    Grande abraço

  11. Tomás, gostaria de saber qual foi o critério que a FIA usou para liberar a participação das novas equipes?
    Com equipes novas, seria pedir muito que a FIA fiscalizasse cada uma delas para ver se tinham condições para uma empreitada tão grande como a F1?
    Equipes como a USF1 e a Campos GP já algum tempo mostraram que não tinham condições para a F1, não seria racional ter liberado a equipe que comprou toda a estrutura da falida equipe toyota para entrar logo no Circo da F1, um novo chassi e outro motor essa equipe pode mostrar serviço, pois parece que dinheiro não é problema para essa equipe?

  12. Oi Luiz;
    pois é, a F1 anda muito borucrática ultimamante.
    parece que os interesses são “outros” e já não se pensa nas equipes e suas condições.
    era lógico que nenhuma das duas que voce citou tem algo concreto, e o novo dono da campos confessou isso.
    se irmos ao passado, novembro dezembro, bernie disse que um “grid com 11 equipes seria factível”.
    e é o que esta acontecendo agora.
    o mais provavel é que a usf1 desista e a campos tambem, assim a stefan gp chega e o grid fecha com 12 equipes;
    nada melhor que isso, o que acabaria com os escandalos sem sentido.
    mas sentirei pena de pechito e bruno..

    abraço

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s