Os 4 carros mais estranhos que a F1 já viu

7430amonaf101cosspa01.jpg

Para os que estão impressionados com as novidades aerodinâmicas que os times estão lançando nesta temporada ou com a polêmica da asa da McLaren, é porque não viram esses carros.

A década de 70 foi característica em trazer carros com soluções além da física, que chamam até hoje a atenção dos fãs. Claro que não foi só em esse período de renovação tecnológica que tivemos bizarrizes apocalípticas,  mas podemos dizer que foram os anos em que a F1 exagerou.

Por isso, depois de algumas buscas pela internet e revista, estão aqui, na minha opinião, os carros mais estranhos da F1:

  • March 721 (Eifelland Type 21)

Esse é o caso do que é ruim, pode piorar. A equipe alemã, Eifelland, entraria na F1 em 1972 comprando e modificando os chassis da March 721. Tendo como piloto, o também alemão, Rolf Stommelen, o carro que foi desenvolvido por Luigi Colani, era bizarro.

Com linhas nada harmoniosas o carro tinha uma estranha entrada de arna frente do piloto. O ar entrava por ali e passava ao redor do cockpit até entrar no motor. O retrovisor também era um caso a parte. Central, também ficava na frente do piloto, que, para observar os adversários, tinha que olhar para cima e tentar ver algo através do imenso aerofóliotraseiro.

Stommelen conseguiu largar para todos os GPs com o time, fato que condiz com o bom carro que tinham em mãos, o March 721. Na equipe oficial, o 721 era extremamente bem conduzido, pois tinha como pilotosRonnie Peterson e Niki Lauda. Já a Eifelland, só durou 8 corridas com o estranho carro.

  • Ensign N179

Disputou apenas um GP, mas marcou muita gente. Com uma parede de radiadores frontais, mais parecia uma escada do que um bico de um carro de Formula 1. Pilotado por Derek Daly no GP da África do Sul de 1979, o carro não foi bem.

Estreando o novo chassi do time, que vinha correndo as duas primeiras etapas do ano com os velhos e ultrapassados N177, este novo modelo se baseava na melhoria da distribuição de peso para ajudar no efeito solodo carro.

Mas não foi isso que aconteceu, o carro já nasceu muito ruim. Em Kyalami, o carro nem se classificou para a corrida, e foi essa, a única aparição do carro com esta escada ambulante.

  • Ligier JS5

Carro de estreia da equipe Ligier na Formula 1 em 1976, foi motivo de chacota por parte de seus concorrentes pelo seu formato nada convencional. Uma tomada de ar gigante, parecendo aquelas chaleiras da vovó.

Com Jacques Laffite no volante, esta obra prima disputou somente três corridas, após isso, esse excesso de tomada de ar foi proibido. Com ele, Laffite chegou a fazer um 4º lugar no GP Oeste dos Estados Unidos emLong Beach. Sem ele, o JS5 ainda continuava bom, e Jacques ainda conseguiu 3 pódios.

  • Amon AF1

A equipe do piloto mais azarado de todos os tempos também está entre os cinco carros mais feios exóticos de todos os tempos na Formula 1. Projetado por Gordon Fowell, além de muito feio, o carro era umabomba e não andava nada.

Estréia no GP da Espanha em Jarama 1974, consegue largar, mas roda apenas 22 voltas e para com problemas nos freios. Em todas as outras tentativas que teve, o AF1 falhou em classificar.

No GP da Alemanha de 74 inclusive, dois pilotos tentaram classificar o mesmo carro para a corrida, mas tudo em vão. Além do próprio dono da equipe tentar o feito, Amon ainda contratou Larry Perkins para tentar fazer algo, mas não conseguiu. Depois do GP da Alemanha, o carro foi para Monza, mas não obteve nenhum sucesso.

Tendo visto e lido isso, para você, qual destes 4 carros é o mais estranho, feio ou exótico?

Como esmpre, podem opinar nos comentários e ficar a vontade.

Obrigado!

17 respostas para “Os 4 carros mais estranhos que a F1 já viu”

  1. Grande Tomás !
    Que coisa linda !
    Lembro-me de todos ! principalmente do carro do Rolf Stommolen , era lindo !
    Mas tem dois carros que também marcaram muito para mim , um Tyrrell Benetton de 1983 pilotado pelo Alboretto , era muito ” psicodélico ” todo louco mesmo .
    O outro foi uma tentativa da Cosworth de projetar um F1 em 1969.
    Esse então era de ” matar ” , êta carro feio , o carro do Amon é lindo perto desse da Cosworth , mas o projeto foi ” abortado ” , porque o Heard foi fazer parceria com o Mosley na March , que também saiu cada carro louco …
    Tomás me lembro disso tudo , pois , acompanhou a F1 desde 1965 , e nasci no mesmo dia , no mesmo mês e , no mesmo ano do Nigel Mansell .
    Em 08/08/53 ,com isso respondo aquela brincadeira da idade ” avançada ” lembra ?
    Tomás , gostei do post deu pra relembrar e dar boas risadas .
    Valeu , um grande abraço .
    Ah … ! ia me esquecendo , vou votar no March .

    1. Grande Marco! não é qualquer um que acompanha a F1 desde tanto tempo!
      Nostalgia é sempre bom.

      ———-

      Caramba, que coincidência astral! voce deveria colocar “Marco Mansell” kkk, brincadeira.
      Certo então, fico feliz que voce tenha lembrado da historia e dos carros-naves!!

      abraço!

  2. Muito bom o seu post Tomás,esses sim eram carros de outro planeta..srsrs
    Ao menos e coisa bizarra.
    Abrços Tomás.

  3. Marco,

    O carro da Cosworth tinha tração nas quatro rodas e era bem diferente mesmo. abaixo o link com uma foto dele. Grande lembrança a sua.

    http://www.statsf1.com/pt/cosworth-1.aspx

    Tomás,

    Você acertou em cheio na seleção. Volei no Ligier, aquela entrada de ar é demais….se bem que os radiadores do Ensign não ficam muito atrás.

    O Derek Dayle usava um capacete igual ao de José Carlos Pace, numa homenagem ao nosso querido Moco. Anos depois o Pedro Paulo Diniz também usou o mesmo desenho.

    Acho que é um caso único de um mesmo desenho de capacete ter servido a três pilotos.

    Um abraço,

    Sirlan Pedrosa

    1. Sirlan;
      seus comentários, mesmo quando simples, são ótimos.
      O seu conhecimento é muito, e é um prazer ter a sua presença aqui.
      Que bom que você gostou da seleção e até a próxima!

      Abração!

  4. To postando meio tarde, pq só agora parei pra ler
    Achei o mais estranhos de todos o Ensign N179, um bico de escada rolante, e uma asa dianteira de Rodo de rapa a água de Shopping, e pra completar de vez a esquisitisse, capacete do piloto à lá estilo Avatar Ang.

  5. Eu votei pelo Ligier JS5. Podia ter um desenho que polarizava opiniões, mas foi eficaz: deu umas pole e três pódios ao Jacques Laffite. E era o ano inicial da Ligier na Formula 1. E quando chamavas a aquela entrada de bule de vovó, era verdade: o seu apelido no “paddock” era de “chaleira voadora”…

    Belo blog que tens aqui, Tomás. Boa sorte e vida longa!

    1. Ok Spedder;
      e realmente foi a escolhida, com 43% do votos.
      Por ser em uma estreia, foi algo de chamar a atenção;

      ‘Belo blog que tens aqui, Tomás. Boa sorte e vida longa!”
      obrigadíssimo! Levo isso muito bem, ainda mais por ser de você, um blogueiro nota 10!

      grande abraço!

  6. esses carros são realmente esquisitos de +++++++++!!!!!!!!!!!!!!!!!!!quem feiz isso devia te algum problema mental ou muita criatividade sobrando!!!!!!!!!!!!!um abraço pra todos!!!!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s