It was 40 years ago today

Até agora nunca misturei minha paixão pela música neste espaço dedicado 100% a Fórmula 1. Porém, como sempre existe uma 1ª vez para tudo, decidi que sim, vou colocar uma pitada de música, nem que seja semanalmente, para deixar um pouco de descontração aqui. Hoje, como alguns devem sabe, outros não se completam 40 anos do fim oficial (veja bem, oficial) dos Beatles. Era um 10 de abril de 1970…Quando o esperto Paul McCartney, aproveitando-se da tacada comercial para lançar seu 1º disco, anunciou que The Beatles não existia mais. A verdade, porém, era que ao fim estava decretado em 1969, quando o clima já se tornara insuportável  dentro do estúdio de gravação, Abbey Road (onde se encontravam John, Paul, George e Ringo (e Yoko, dada como a causadora do fim da relação da banda, por fãs mais exagerados).

Sinceramente, eu bem que poderia fazer uma biografia deles, desde os tempos de Quarrymen ou dos ataques da Segunda Guerra na cidade de Liverpool, onde John Nasceu em meio a balas e bombas. Eu não sei por onde começar, mas aqui não é lugar para isso, rsrs.

Gosto muito de ler, e na minha “mini” biblioteca você só encontra duas espécies de livros: F1 e música. Porém, leitura brasileira e estrangeira também curto, porém em menor escala… E também de colecionar, tenho todos os vinis, isso, vinis, em uma caixa linda e brilhante azul, denominada de Beatles Collection. Lá, as pérolas da música, no meu cantinho onde coloco o vinil na vitrola e escuto boa música!

Apenas queria deixar registrado que eu divido as minhas paixões exatamente assim: 50% Beatles, 50% Fórmula 1 (tirando a família, claro). Toco violão, meu Hobby preferido, e um dia desses posso colocar um videozinho de eu interpretando alguma música deles, como Day Tripper, com quele Riff sensacional do fantástico George Harrison, outro gênio da música e que só se liberou mesmo em 66, em Revolver. Depois da viagem a Índia, e do Álbum Branco, nem se fala então..

Droga, vai contra mim, se eu continuar não acabo mais… Então, já são 40 anos… 27 anos depois do fim deles eu nasci… E a apenas 2 anos eu os escuto… Acho que foi mais do que maravilhoso ouvir essa banda, abriu minha cabeça e me fez ver o que é a música de verdade- não como a porcaria dos rappers de hoje que só mixam e trazem rimas imbecis a sociedade (espero não ter magoado niguém).

Também não quero que você pense que SÓ gosto de Beatles, não… Sou bem eclético, mas tudo dentro do bom e velho Rock and Roll… Enfim, para fechar, não vou colocar um vídeo de The End (que por sinal é uma música sensacional, com bonitos solos de guitarra e um solo tosco de Ringo na bateria) e sim de Day Tripper, uma das minhas preferidas. Se eu fosse colocar todos os que gosto, você ficaria o dia inteiro vendo vídeos. Detalhe: Dizem que eu me pareço com o Paul as vezes, nesse vídeo… Calma, estou com preguiça, mas vou colocar minha foto sim, hehehe…

Bem, vou indo e na seção de comentários, abrindo uma exceção, falaremos de música! Valeu!

34 comentários em “It was 40 years ago today

  1. Acho q foi em 66 q ele sofreu aquele acidente q deu origem a todo o papo sobre a sua morte. Daí o tal dente quebrado, presumo.

    eheh

    • Pode ser..
      tive que mudar o video porque a incorporação havia sido desativada, agora pus Day Tripper;.
      falando nisso do Paul, não passava de uma jogada de marketing, heheh
      outras hisória polêmica, sei de cor…
      mas a sua hipóteses é boa, ainda mais que naquela época não deveria ser tão fácil “arrumar” um dente…

      abração Mike!

  2. E ae, Tomás!! Parabéns pelo blog! Essa tal de internet é fantástica, só nela pra encontrarmos pessoas com gostos semelhantes!

    • Valeu Emanuel!
      Verdade, eu que o diga, encontrei pessoas muito bacanas por intermédio deste blog..
      você é uma delas!
      Então, que música você curte?

      abs!

      • Tudo que tenha uma guitarra fazendo zueira… músicas bem trabalhadas instrumentalmente falando, etc… ou seja, um bom Rock n’ Roll.

  3. Trata-se de uma excessão digna , meu amigo Tomás.
    Estamos falando da banda mais importante da história. Mudaram a história da música e o mundo.
    Sem este lembrete, com certeza eu passaria o fim de semana sem saber que esta era a data oficial do “fim dos tempos”.
    Mesmo que tenha acabado “prematuramente”, eles conseguiram produzir uma quantidade absurda de músicas de qualidade, para nossa alegria.
    Você parece conhecer muito sobre eles, Tomás, boa sorte com a “viola”.
    No meu gosto pessoal, só perde pra Led Zeppelin.

    Gosto de Back in the U.S.S.R., sempre fico imaginando as gorotas de Moscou e da Ucrânia.

    • É isso aí KBK…
      Uma banda genial, porém muito criticada pelos “Yeah-Yeah-Yeah”..
      Acho que eles nunca ouviram Sgt Peppers, heheh
      Bom Led Zeppelin, sem palavra também, banda sensacional, com estilo diferente, claro, mas muito boa,

      Well the Ukraine girls really knock me out
      They leave the west behind
      And Moscow girls make me sing and shout
      They Georgia’s always on my my my my my my my my my mind
      Oh, come on
      Hu Hey Hu, hey, ah, yeah
      yeah, yeah, yeah
      I’m back in the USSR
      You don’t know how lucky you are, boys
      Back in the USSR

      abraço!

    • KBK,
      eu pretendia escrever alguma coisa, só que você foi perfeito, só que para mim ela não perde para nenhuma, era, é e será a melhor!
      Tomás, começar com a melhor de todas, não tem quem não vai concordar!

      • Hehe, o KBK manda muito bem…
        Luiz Sergio, enfim coloquei uma foto minha. pus um poster por tras, ficou meio sem foco mas pelo menos já dá para “ter uma ideia” de como eu sou, haha
        na semana vejo se tiro uma melhor 🙂

        abraço!

      • Tomás,
        até que enfim, agora se por um acaso eu estiver no aeroporto ou em outro lugar, eu vou pode me comunicar.
        Um grande abraço,
        Luiz Sergio

      • Hehe, agora sim..
        mas vou colocar uma com melhor definição nos proximos dias, visto que essa não é das melhores.
        mas tá bom.
        um abraço tambem!
        aliás, em que cidade você mora?

    • Isso, o bom e velho rock and roll..
      o bom e velho, nao o ruim e novo… haha, acho que fui cruel agora…
      Te recomendo ouvir um tal de Mike Vcelk, que manda muito bem…
      abraço!

  4. hahahha
    Lembrou bem Tomas…
    Eu ia ate colocar uma chamada no meu blog..
    Mas ja havia colocado aquele post sobre o vinil dos beatles…
    mas valew vc ter lembrado!!!
    Gostei de vc ter falado do solo tosco de bateria de Ringo em THE END. Concordo com vc…hahha
    abraço

    • “Gostei de vc ter falado do solo tosco de bateria de Ringo em THE END. Concordo com vc…hahha”

      Rsrsrs, e o pior de tudo: ele não queria fazer!
      sério, ele pensava que estaria se “expondo muito”.
      aí você me diz: porque ninguem valoriza o Ringo?

      mas o narigudo é bom, hahha

      abs!

  5. gostei da parte em que vc diz que os fãs exagerados culpam a Yoko pelo fim da banda.

    ah, o disco mais recente da Plastic Ono Band, “Between my Head and The Sky”, é muito bom. Viva Yoko!

    • Hehe, é o que eu acho..Como disse, Beatles e carreiras solos dos quatro eu sei muita, muita coisa, poderia fazer até um blog disso…

      opa, claro que sim, é ótimo. A Yoko é uma verdadeira artista, é um ícone.
      te deixo a dica,não sei se você já ouviu falar, do Show Sweet Toronto Peace Festival, é uma pérola. tem John Lennon, Yoko, Clapton, Bo Diddley, Jerry Lee Lewis, Chuck Berry e Little Rcihard. vale a pena, só não gostei muito do final, a Yoko fica gritando que nem uma doida, mas é criativo, hahah
      aqui: http://en.wikipedia.org/wiki/Sweet_Toronto

      abraço!

  6. Grande Tomás !
    O automobilismo e os Beatles praticamente chegaram juntos na minha vida , o primeiro em 1965 , e o segundo em 1966 .
    Aqui no Brasil os Beatles eram chamados de os ” Reis do iê iê iê ” , por causa da música ” She loves you ” .
    E como muito bem disse o KBK , os caras mudaram o rumo de muita gente .
    Tudo ficou muito diferente depois dos Beatles , tudo mesmo !
    Por exemplo , foi nessa época que a música brasileira mais se desenvolveu : Tropicália , Jovem Guarda , músicos como Raul Seixas que muito citava Beatles … Mutantes … e por aí afora .
    Que bons tempos ! tempos inesquecíveis ! Não tenho dúvidas que foram os melhores tempos da minha juventude !
    Mas depois meu garoto , ali por volta de 1969/70 apareceu( aqui no Brasil ) uma tal banda chamada Pink Floyd , pronto , amor a primeira vista , hoje automobilismo , Pink Floyd e , minha famíla são as paixões da minha vida !
    Agora tá entrando outra … o teu blog …ahahahahah … boa essa heim ?!
    Valeu cara , boa noite !

    • ´Valeu Marco!!!
      legal meu amigo, eu sabia que esta conversa sobre música ia ser muito bacana…
      ‘Aqui no Brasil os Beatles eram chamados de os ” Reis do iê iê iê ””
      Sim, ficou conhecido assim, mas confesso que prefiro (yeah,yeah,yeah), mas enfim, é um detalhe.
      Nossa, Pink Floyd…
      Que banda, gosto muito..
      e ainda teve tantas épocas, com Barrett, Waters, Gilmour, enfim, é muito bom relembrar…
      meus preferidos:
      The Dark Side of the Moon e Wish You Were Here
      Pérolas da música;

      Bom Marco, digo que gostei de colocar um pouquinho de musica aqui, vou repetir a experiencia, acho que deu certo, hehe

      um abração!!!

  7. Rapaz, é engraçado pensar em vc hoje, como beatlemaníaco, na sua idade, e comparar isso comigo, digamos uns 20 anos atrás. A situação era mais ou menos a mesma, ou seja, a banda não existia mais, e eu sempre tinha aquele pensamento: “pq não nasci nos anos 60, teria sido fantástico”. A maior diferença, provavelmente, é que no ‘meu tempo’ não havia internet. Conseguir informações, na cidade pequena onde eu morava, era muito difícil. Era um LP aqui, outro ali, e eu ia gravando aquelas fitas K7. Por outro lado, quando saía alguma coisa em algum jornal ou revista, tipo Bizz, recortava, guardava num caderno de recortes. Raramente achava algum livro em algum sebo.

    Agora, compara com hoje!! Zilhões de sites com informações de tudo que é tipo, acesso a centenas de livros, basta entrar numa amazon e encomendar. É uma maravilha! Mas no meu tempo também era legal.

    Parabéns pela lembrança, boa idéia misturar um post musical de vez em quando. Com música de boa qualidade então, juntando gente com gostos parecidos nos comentários, melhor ainda!!

    • Valeu Janus!
      Imgino sim, aliás meus pais sempre dizem isso para mim, haha
      agora, como você disse, temos milhões de sites com TUDO, aí fica “fácil”..srsrrs

      Acho que deu certo misturar um pouco com música, vou fazer isso semanalmente e se possível, que tenha algo a ver com a F1..
      Na verdade fiz isso pela data e porque nestes dias, sem GP, o paddock fica quieto. pode ver, em outros blogs hoje teve poucos comentários…
      aqui também, mas fico muito contente em saber que ele é visitado e mesmo assim comentado!!

      Um abraço!

  8. Que post BACANA, menino! Muito bom! 🙂

    Compartilho com você a paixão pelos Beatles, pelo esporte (só que no meu caso é futebol), pela literatura…
    Bacana MESMO, viu? E obrigadinha por acompanhar a gente lá no Beatles to The People 🙂 Suas sugestões e comentários são sempre muito bem vindos!

    Beijos

  9. Tomás

    Você com certeza é a reencarnação de algum beatlemaníaco ;-). Com sua idade, e seus pais devendo estar na casa dos trinta, não? Portanto, nem eles, práticamente viram os Beatles. Definitivamente vc é um carinha de outro mundo e no bom sentido, é claro!

    Digo isto porque, quando tinha a sua idade, os Beatles estavam no auge do sucesso (1967) e musicalmente representaram muitíssimo para mim, bem como Jimi Hendrix, Rolling Stones, Stepenwolf, Chicago Transit Authority, Creedance Clearwater Revival, Deep Purple, Led Zeppelin, Cream e tantos outros que fizeram a história do rock ficar bem mais rica num curto espaço de tempo. Para mim, gostar dos Beatles e dessa turma toda é mais do que natural, mas você? É assombroso e surpreendentemente positivo.

    Parabéns pelo seu ótimo gosto meu amiguinho. Não é a toa que vc faz um dos melhores blogs sobre a F1 nessas redondezas.

    abraço

    • Opa Celso, muito obrigado!
      É, meu pai tem 36 e minha mae 38, ele viveram a decada de finais de 80 e total 90, portanto guns, nirvana, e mais são as preferidas deles… mas ele curtem decadas anteriores, e beatles, claro..

      Putz, as bandas que você escreveu aí são mais do que sensacionais!
      Cream, do Eric Clapton, era muito boa.. o cara fazia musicas incriveis, inclusive tocou com Lennon, como disse pro andre melo:
      o Show Sweet Toronto Peace Festival, é uma pérola. tem John Lennon, Yoko, Clapton, Bo Diddley, Jerry Lee Lewis, Chuck Berry e Little Rcihard. vale a pena, só não gostei muito do final, a Yoko fica gritando que nem uma doida, mas é criativo, hahah
      aqui: http://en.wikipedia.org/wiki/Sweet_Toronto

      enfim, estava pensando para um futuro post musical falar dele e do harrison (era amigo do emerson Fittipaldi), que sempre foram a GPs de F1… Fanáticos

      Bom Celso, obrigado pelos elogios a um abraço!

  10. Super Tomas! Um guri dessa idade que curte Beatles e F1 ao ponto de criar um blog sobre isso é de outro planeta! Hehe, brincadeira, fera. Parabéns pelo seu blog!

    • Eba!
      Esse disco é maravilhoso, eu tenho ele, claro, hahaha
      Obrigado pelo seu comentário Aline, um abraço!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: