Ferrari espera “dar o troco” com seu F-Duct

A quinta-feira no paddock chinês está sendo movimentada. Pilotos já dão as suas primeiras declarações (algumas polêmicas, por sinal), equipes já iniciam trabalhos preparatórios e os pilotos se preparam para os treinos livres de hoje a noite. E no meio desse clima, aparece mais uma hipótese, baseada também por alguns indícios dados pela Scuderia…

Esta seria de que a Ferrari implantasse me seu carro, já nos treinos livres, o F-Duct, sistema tão polêmico (e eficiente pelo que parece) criado pela McLaren e já copiado pela Sauber, mas que agora, no time suíço, não surgiu efeito. Antes de mais nada, temos que saber os beneficios que o F-Duct tras.

F-Ducts- Sauber e McLaren: (clique nas imagens para aumentar)

Bom, o tal sistema traz uma vantagem de velocidade nas retas, algo que Massa chamou a atenção com relação a McLaren, e este permite aumentar a velocidade nas retas de 8 a 10 km/h, graças a válvula que está no cookpit e que ajuda a diminuir a downforce do carro. Algo que não é fácil de se fazer.

Mas, neste momento em que a McLaren já criou a sua invenção, as outras equipes correm atrás para tirar benefício desta ideia e até fazer uma melhor. Isto porque uma vez que você tem o sistema criado, é só aperfeiçoar ele.

Porém a Ferrari não tem a intenção de fazer um F-Duct igual ao do time inglês. A ideia aerodinâmica é a mesma, mas o F10 não é o MP4-25. Seria preciso estudar todo o carro novamente, e como o “lançamento” do sistema já está previsto para a 2ª sessão de treinos, o esquema deve estar pronto.

O objetivo, neste momento, será sair a pista e testá-lo, encontraras variações e ir melhorando no que se pode. Nas imagens que podemos ver da Ferrari nesta quinta, não há sinal de F-Duct. Agora, quando os carros saírem pela primeira vez na pista chinesa, teremos novidades.

Concluindo, a Ferrari se espelha na sua rival para poder tirar vantagem, e é bom ficar de olho para as mudanças no carro da Scuderia. A 1ª sessão de treinos livres começa logo mais as 23:0 hs, horário de Brasília.

P.S.: Está no ar uma ideia para os leitores do Blog. Hoje, assim que os treinos começarem, se iniciará o “Bate-Papo GP”, via msn. Para quem já estiver na minha lista de contatos, enviarei um convite. Para quem estiver interessado em participar mas não estiver adicionado, é só enviar a este endereço: tomasliverpool@yahoo.com.br.

Fiquem a vontade para comentar e até os treinos!

Obrigado, Tomás.

7 respostas para “Ferrari espera “dar o troco” com seu F-Duct”

  1. Será interessante para a Ferrari esse aparato…Só que como Massa disse em entrevista para o Tazio…n adianta fazer uma coisa q n vai funcionar, ou q atrapalhe…Eles precisam acertat a mão…

    Ainda tenho minhas duvidas se realmente teremos essa mudança logo agora…
    ME parece pouco tempo para que a equipe desenvolvesse essa peça…Mas se eles consewguirem melhro para Massa e Alonso!!!!

    E vamos aos treinos Tomas….E ao Bate papo tbm!!!!

  2. Tomas;
    Hoje nada se cria tudo se copia, a Formula 1 é uma forte candidata á provar isso, falando sobre os F-duct, parece que isso resolve mesmo, imagine em monza…

    Abraços

  3. Os estudos e o material exibido em televisão mostraram o êxito do sistema adotado pela McLaren. E, quando algo dá certo, todos nós sabemos que é copiado e melhorado o negócio.

    Os ingleses certamente estão desenvolvendo um sistema aprimorado, tentando manter a vantagem sobre os principais adversários.

    A Ferrari testará o projeto, e, se der certo, irá implementar nos carros vermelhos, tentando algum novo ajuste, visando diferenciar dos concorrentes.

  4. Quando o assunto é McLaren x Ferrari eu sou suspeito pra falar, mas pelo que andei lendo a algumas semanas, o grande problema das outras equipes é o fato de não poderem mais alterar o cockpit dos carros, dada a homologação, e nisso, a McLaren parece ter uma vantagem que continuará intacta até o fim do ano. Enquanto que as outras equipes terão que inventar formas manuais de controlar seus F-Ducts sem mexer no cockpit.

    Não subestimo o poder de criatividade dos gênios da F1, mas não é tarefa das mais fáceis…
    No caso do F-Duct, a McLaren tem tudo a seu favor pra terminar o ano com o sistema mais desenvolvido, mas tem muitas etapas pela frente.

  5. As coisas não são tão magicas e tão rapidas assim, o difusor duplo da Brown GP ano passado levou uns 6 GPs para ser copiado, e pode acontecer de que no fim do ano todo mundo conseguiu, ai eles banem o trem, pergunta que não cala, meus amigos daqui podem ajudar, se todos tivessem exito em fazer o tal duto, teriamos mais ultrapassagens ou as corridas só ficariam interessantes quando o Fator clima entrar na corrida?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s