A falta de profissionalismo na F1 e a justiça na punição sobre Schumacher

A F1 não se encontra em um eixo central de “certeza” ultimamente. A constante dúvida sobre tal regra, ou uma punição que deixa muita gente inconformada está deixando a F1 com um ar de infantilismo ou falta de profissionalismo. Em Mônaco, isso foi visto mais do que nunca em 2010.

O brilho da vitória de um fantástico Webber e o mérito de liderar o campeonato sucumbiu a discussão sobre a punição da FIA para a manobra de Schumacher sobre Alonso na última volta do GP de Mônaco de ontem, quando o Safety Car se retirava da pista e as luzes estavam verdes.

Eu não vou entrar nos detalhes da decisão dos comissários porque isso já sabemos de cor, ou não, mas a impressão que fica para o mundo é que a tão poderosa e inabalável Formula One está cada dia mais indecisa em suas escolhas para punir ou não certo piloto.

O acréscimo de absurdos 20 segundos por uma ultrapassagem com o SC em pista retumba em algo que não tem muito sentido. Não era mais fácil e óbvio devolver a 6º posição a Alonso e deixar Schumacher em 7º? No meu modo de ver, era. Mas Damon Hill não viu assim.

Aliás, essa história de que Damon Hill está “por trás” da penalização a Schumacher é coisa de quem não sabe. Damon agora tem um dever, nesse momento não entra em cena a manobra de 1994. E para esclarecer dúvidas, temos um regulamento disponível para qualquer um no site da F1. Pronto, não há como discutir.

Mas não é suficiente. A Fórmula 1 precisa de mais simplicidade, briga na pista e sem tantos “mimimi” dos pilotos e equipes. Vejamos que o que salvou o GP de Mônaco foi esse lance, e que ainda foi reforçado pela presença do Safety Car e a punição a Schumacher deu a cara de “nerd” a F1. Ou seja, em vez da disputa real importar, vale mais o que está escrito em um papel. Me poupe.

Justiça na punição sobre Michael? Que foi descoberta a irregularidade na manobra e algo de justo teve na “simplicidade” da coisa. A Mercedes apela, mas pelo que vi a decisão final já foi tomada. Para Alonso, a sorte soprou mais uma vez ao seu lado em um GP atípico para ele, largando em último.

Para Schumacher, muita injustiça (e cadê a justiça?). Deveria ter a FIA se precavido em punir tão severamente Michael jogando-o para o 12º posto?

Amigos, ainda há muito a ser dito sobre isso. E quero saber o que vocês tem a declarar sobre o fato do fim de semana. Foi justo?

46 comentários em “A falta de profissionalismo na F1 e a justiça na punição sobre Schumacher

  1. Na minha opinião, a justiça será feita quando o resultado final for igual ao do termino da corrida com Shummi na frente de Alonso, pois tava todo mundo sinalizando bandeiras e luzes verdes, Shummi não foi sujo em sua manobra, Alonso errou perdeu a posição na pista e lhe deram de novo de forma injusta.

    • “Shummi não foi sujo em sua manobra, Alonso errou perdeu a posição na pista e lhe deram de novo de forma injusta.”

      Sim, concordo. Mas a FIA não viu assim. Porque?

  2. Achei que Schumacher tivesse recebido punição por ultrapassar antes da linha de chegada, mas se ascendeu a luz, verde, isso vi pela televisão, os comissários erraram em punir o alemão.

    • Erraram em colocar a bandeira verde, isso sim. Mas se Schumacher ou a Mercedes conhecia melhor o regulamento, acredito que não teria acontecido.

  3. Tómas, penso que está ficando ridículo para nós comentar sobre a toda poderosa máFIA
    (Federação Internacional do Auto-Trambicagem-Mobilismo), não foi a decisão de ontem, que nos estarreceu, foi a continuas decisões sujas que essa Federação poderosa toma.

    • Acho pelo contrário Luiz, porque só os inteligentes debatem sobre a FIA com clareza como nós aqui. Está na hora de algo acontecer neste regulamento, que na minha vista foi muito mal feito.

  4. Achei a punição severa demais.
    Porém, a regra diz que mesmo que o Safety Car se recolha, não pode haver ultrapassagens antes de se cruzar a linha de chegada.

    • Exato Bruno. Mas como eu disse, a grande confusão ocorreu pela bandeira verde.
      Se o regulamento dizia que era proibido, Schumi foi bem punido, mas eu concordo contigo, foi severa demais…

  5. Tómas, regulamentos devem ser analisados diferentes do normal, quando os fiscais de pista erram, quando a luz verde é acionada erradamente, tenho certeza que não teria nenhuma polêmica a devolução do sexto lugar para o Alonso.
    Não esqueço de um caso na Formula Indy onde um piloto na largada estava só um pouco mais lento que o normal e foi ultrapassado por outro piloto, antes da linha, não teve punição para o que passou e nem perdeu a posição, mesmo tendo um regulamento que proibia a ultrapassagem antes da linha.

    • Todo regulamento, regra e lei tem interpretações, tipo em monaco onde Shummi vinha, ele não tinha visão do Safety car e nem se ja tinham passado a linha de chegada, Monaco é cheio de curvas cegas, então se o piloto ve bandeira e luz verde a frente vai embora, dai o cara ser punido por isso é sacanagem pura, olha que não gosto do Shummi (torço contra) mas nessa sacanearam o Alemão.

      Damon Hill, e essa cambada de piloto ingleses de comissários so andaram fazendo merda, veja essa parodia legal do Bruno Montovani sobre o zig zague de Hailton http://mantovani.zip.net/

      • “Todo regulamento, regra e lei tem interpretações, tipo em monaco onde Shummi vinha, ele não tinha visão do Safety car e nem se ja tinham passado a linha de chegada, Monaco é cheio de curvas cegas, então se o piloto ve bandeira e luz verde a frente vai embora, dai o cara ser punido por isso é sacanagem pura, olha que não gosto do Shummi (torço contra) mas nessa sacanearam o Alemão.”

        Mas Claudio, lembremos que mesmo que Schumi não soubesse, foi prejudicial para ele, acabou perdendo a posição e os pontos. Aí é como eu disse, a FIA segue o regulamento ao pé da letra, e não pensa nos pilotos e suas condições;

    • Luiz, bom exemplo esse que você citou da F Indy, até porque a F1 realmente leva as regras ao pé da letra.
      O problema nesses casos é o que não deveria estar acontecendo, de haver tanta dúvida com relação a tal acontecimento na pista.
      e não é difícil ver algo do tipo acontecer não..

      • Esse caso é diferente, um piloto está lento e o outro passa sem saber das condições dele. Na corrida Schumacher não viu Alonso lento, ele apenas ultrapassou no instinto de ganhar posição.

        Cláudio hoje existe de forma presente o rádio e que nos últimos anos os piltos se guiam mais pelo que eles ouvem nele do que por qualquer marcação na pista.

  6. Na verdade, a precaução mandava, que a corrida acabasse com o carro de segurança na pista. Todas as nossas duvidas não existiriam agora. A direção de prova quis ser mais realista que o rei e deu no que deu, agora já colocam em duvida até a lisura do Hill, se era para acabar tudo como estava, era só dar bandeira quadriculada para todos os carros que viessem atrás do carro de segurança e ponto final. Em todas as corridas em que o carro de segurança entrou na pista, eu sempre ouvi o pessoal dizer, “o carro saiu”, agora é só passar a linha de chegada e reinicia a corrida, já ontem, por alguma razão, resolveram questionar a luz verde e deixaram de lado a linha de chegada, alguém tem uma gravação de alguma corrida quando o mesmo aconteceu? Assim que o carro de segurança saiu a luz verde foi acionada, alguém disse que podia ultrapassar antes da linha. Eu confesso, que só ouvi isso ontem, e olha, que eu vejo corrida de FI desde os tempos do Emerson. Ontem eu me diverti em malhar o Alonso, copiando os internautas que adoram malhar Massa, Rubinho, Bruno e Di Grassi, como brasileiro não podia perder a oportunidade de baixar o paú no espanhol, mas com certeza não acreditei em nenhum momento, que o Schumacher estava certo em sua ação, e convenhamos o Alonso tomou mesmo foi um chega pra lá na pista e isso ninguem vai mudar.

    • Essa regra de “linha de safety car” é nova, foi colocada este ano.

      • “Essa regra de “linha de safety car” é nova, foi colocada este ano.”

        Exatamente, Francis.

    • Newton, essa de tirar o Safety Car metros antes da linha de chegada foi uma absoluta bobagem na minha opinião. E mais, colocar a luz verde foi algo que nem eles entenderam.
      Mas todas as soluções vem com o artigo 40.13 …..

  7. Isso é uma vergonha para a F1, pois, um gênio como o Schumi, alguém que tem uma capacidade maior que seus adversários não pode mais usa-la. Daqui a pouco vão proibir as ultrapassagens na F1, só poderá haver trocas de posições quem for mais rápido no pit stop, façam-me o favor. Parabens pro gênio SCHUMACHER, só faz isso quem “CRAQUE”

    • Concordo plenamente, coisa de genio. A Dona FIA faz tempo que tá querendo acabar com as ultrapassagen na F1, e parece que vai conseguir…

      • Engraçado que o que Bernie mais quer é ter MAIS ultrapassagens, porém o efeito está sendo contrário. Mas Mônaco dá um panorama bem diferente do esquema, lembremos.

    • Falar que o shumacher é um “craque” por ultrapassar quando é proibido é pura igenuidade. é o mesmo que um piloto não respeitar a limitação de velocidade nos boxes e ultrapassar aquele que respeita.

      Pessoal, a bandeira verde é acionada para indicar que a volta que vai abrir está verde para ultrapassagens, todos os carros que ainda não passaram a linha de chegada ainda estão na volta em bandeira amarela, por isso o shumi foi punido.
      Sobre a punição, tem que ser severa sim, todo piloto tem que saber o regulamento e além do mais, poderia ter causado um acidente.

      • “Pessoal, a bandeira verde é acionada para indicar que a volta que vai abrir está verde para ultrapassagens, todos os carros que ainda não passaram a linha de chegada ainda estão na volta em bandeira amarela, por isso o shumi foi punido.’

        Sim, é basicamente isso que se discutiu ontem a todo vapor e hoje também. Foi justo puni-lo, mas eu discordo na parte severa, não entendo porque 20s de acréscimo, a FIA tem que se explicar.

      • Não Senhor, a bandeira amarela sinaliza que o(s) pontos(s) em que era(m) sinalizada(s) bandeiras(s) amarela(s) não representam mais perigo ao andamento da prova e que está liberada…

      • “Não Senhor, a bandeira amarela sinaliza que o(s) pontos(s) em que era(m) sinalizada(s) bandeiras(s) amarela(s) não representam mais perigo ao andamento da prova e que está liberada…”

        E então?

    • Fábio, aqui ninguém está desprezando o Schumacher.
      Apenas que, devido as condições naquela hora, em que os carros estavam todos colados e Alonso quase bate no muro e em Rosberg, Schumacher passou.
      Veja bem, ele passou não –ultrapassou–, afinal Alonso errou, deu um balanço no carro.

      Mas eu concordo em dizer que a F1 está ficando com regras demais, que tirar a raça e talento da categoria. Pouco a pouco, uma mudança está acontecendo.. Comparemos os anos 50 e hoje. Só isso.

    • Ele pode usar toda a sua genialidade, só que dentro das regras e em condições, das mesmas, iguais para todos.

  8. A ultrapassagem não valeu por ser a última volta. Parece que a regra diz que o SC sai da pista na última volta apenas para os pilotos receberam a bandeira quadriculada, estando proibida a ultrapassagem.

    Se não fosse a última volta, as ultrapassagens estariam valendo depois da “linha do safety car”, que não é a linha da chegada! É esta linha na última foto do post. Logo, esta ultrapassagem do Schumacher estaria valendo. Assim, como valeram as ultrapassagens de Hamilton, Vettel e Alonso sobre Webber na relargada do Gp da China antes da linha de chegada (na verdade, na curva anterior a reta de largada).

    Parabéns pelo blog Tomas!

    • Bruno, se é assim como você esta colocando, não seria mais uma forte razão para o carro de segurança permanecer na pista até o final da prova, todo esse diz que me disse não estaria sendo evitado agora. Se, realmente existem duas regras para a relargada, a direção de prova errou feio, prá variar!!!

      • Newton, realmente seria mais fácil e muito mais simples. Mas se a FIA quis assim, só resta as equipes e os pilotos saberem o regulamento para não serem prejudicados como foi o caso do Schumacher e da Mercedes.

        Quem sabe se para acrescentar esta nova regra a FIA não teve que ter o aval das equipes?

    • “Se não fosse a última volta, as ultrapassagens estariam valendo depois da “linha do safety car”, que não é a linha da chegada! É esta linha na última foto do post.”

      Isso mesmo Bruno. Aliás, a ultrapassagem foi feita tecnicamente em cima de esta linha, como eu ilustrei na 2ª imagem do post.

      obrigado e abraço!

  9. é…dificil a discução..
    Regra é regra….Mas em muitos momentos as regras da F1 n são levadas a sério…
    Do meu ponto de vista, a f1 tem um regulamento muito mutante, e quem em varios mmomentos deixam todos confusos…
    já faz tempo q lacunas no regulamento da trabalho na categoria…
    Schumacher n deveria ter passado Alonso, a regra indica 20 seg de punição…
    mas na minha opiniao foi uma punição muito severa…
    e qm diz q Hill esta por tras disso, acho q é um pouco de exagero…..Hill deve ter em sua memoria ate hj o episodio de 94….
    Mas dai falar q ele fez isso p revidar, acredito q é demais

  10. Na minha opinião foi justa não foi primeira vez que ele fez isso!!!

  11. grande maioria de usuários tem usado o recorrente argumento de que após a tal linha do safety-car é permitido ultrapassar e que as luzes verdes estavam piscando ali no espaço entre a Rascasse e a Anthony Noghes, o regulamento continua sendo claro. A ele.

    Só que o pessoal está esquecendo outros detalhes e notas complementares, específicos para o caso em questão. Neste ano houve, sim, uma mudança, que é expressada na tábua de regras da FIA sempre em cor rosa, provavelmente para mostrar que é algo recém implantado. O artigo 40.7 tem o seguinte parágrafo: “Com as seguintes exceções, ultrapassar é proibido até que os carros alcancem a primeira linha do safety-car depois que o mesmo retorne aos pits.”

    Muito que bem. Todos vimos a tal linha do SC. Portanto nas CNTP da corrida, em seu decorrer, passar os demais é permitido. Não precisa, pois, esperar a linha de chegada.

    “Ultrapassar só será permitido nas seguintes circunstâncias”, e depois dos dois pontos, o segundo item aponta um artigo específico, o 40.14, que nada tem a ver com a patacoada, e o quinto item confirma o que foi dito acima, que, “quando o Safety Car está voltando aos pits, pode-se ultrapassar os carros assim que a linha for cruzada”.

    Do mesmo modo que este artigo é novo, o 40.13 é igualmente recente.

    E “se a corrida terminar enquanto o SC estiver na pista, este vai entrar nos pits no fim da última volta e os carros vão receber a bandeira quadriculada normalmente sem ultrapassagens”, que se aplica ao que aconteceu em Mônaco hoje. A punição para tal é de 20 segundos.

    Para quem alega que a luz verde piscada, também há uma explicação: artigo 40.11. Toda vez que o Safety Car entrar nos pits, sem exceção, as placas que sinalizam sua presença são retiradas e luzes e bandeiras verdes entram em ação.

    “Excetuando-se a última volta, quando o safety-car estiver se encaminhando para os pits, as ultrapassagens são permitidas a partir da primeira linha após sua entrada”. E o fato de anunciarem o “safety-car in this lap” na volta final é meramente ilustrativo. Pronto.

    Portanto, esqueçam do que vale para a largada. esqueçam para meio da corrida.
    Era ultima volta, então o que está valendo é os codigos 40.13 e 40.11

    ou seja, o safety car vai para os boxes e não se ultrapassa mais ninguém e recebem bandeira quadriculada. Em conjunto acendem-se luzes e bandeiras verdes.

    É só pró-forma, é para o safety car não chegar em primeiro e os pilotos atrás. Mas ultrapassagens não são permitidas. Simples de entender.

    Se acontecer na segunda volta duma corrida? vale o safety entrar no pit lane e então apos bandeira verde está valendo relargada.
    Vale o mesmo para 15/20/30/40 – o numero de voltas que tiver a corrida.
    Ultima volta? cod. 40.13 + 40.11

    O que voces nao conseguem entender nisso?

  12. Caralho Wilson,muito bem explicado o caso,eu tambem me pergunto por que e tao dificil de entender…sera por que foi o alonso o ultrapassado que custa tanto entender esa regra? e vou dizer mais uma coisa tou lendo em tudos os sites do brasil que o Alonso errou….errou nada,, ele sabia que era proibido ultrapassar..ja tinham falado pra ele e o massa que nao ultrapassaram ninguem por que era proibido…e ainda vou arriscar mais,tenho certeza que o alemao tambem sabia,so que nao deu pra ele aguentar o Alonso sair de 24 e ficar na frente de ele…

    • Esse é o ponto Javi, não digo de todos mas alguns “jornalistas” e torcedores só não entenderam pq era Alonso o companheiro de equipe do Massa.

  13. Olha Tomas.
    Do meu ponto de vista,
    Errar todos erram. Nem todos conhecem realmente bem as regras. Eu acredito que os fiscais ao abanarem as bandeiras verdes, e ao serem colocadas acesas as luzes verdes, todos erraram. Agora julgo que não se pode pegar nisso, e passar por cima de uma lei.
    Lembro-me de numa corrida no Brasil, o Pelé, não dar a bandeirada de xadrez ao vencedor por estar distraído. Mas não deixou de ser vencedor, só porque não levou a bandeirada. Todos erram.
    Os fiscais erraram, Charlie Withing errou ao acender as luzes verdes, mas se a lei da FIA diz que a corrida na última volta com a presença do Safety Car, este sai, para ficar uma imagem de fim de corrida mais “perfeita”, o que é que se há-de fazer? Lei é lei. E acho muito feio como já vi, colocar as culpas do acontecido no Damon Hill; Bem, quando não se gosta de algumas pessoas, não há quem consiga pensar direito.

  14. Eu acho que a punição foi correta, não somente pelo fato de cometer um ato ilegal. Existe uma pensamento de que uma punição não só serve para reprimir uma atitude errada,mas também como de exemplo e aviso para quem comete e para os outros possíveis infratores.

    Eu não diria que Schumacher foi sujo, mas que a sua ação só demonstra como é seu caráter. O alemão sempre esteve na linha entre o ético e o não-ético.
    Acredito que ele fez a ultrapassagem sem pensar se era correto, meio que jogando a responsabilidade para os comissários e diretores. Digamos que usou a sua imagem para “pressionar” os julgadores.

    Cocnordo com vc Tomás, uma grande reclamação de anos anteriores era de que quem decidia não tinah vivência em pista. Agora que são colocados ex-pilotos para ajudar, ficam com essa história reclamar que estão julgando de acordo com razões pessoais.
    Eu discordo quanto a história da FIA estar tolindo a disputa entre os pilotos, é necessário regras e sanções quando elas não são cumpridas. Se a regra é correta aí é outra discussão, mas que são necessárias isso são.

    Abs

  15. digo mais, alguns sites apontam que há uma indecisão da mercedes em protestar.
    Porque? porque não há o que protestar. Eles sabem disso. Tudo palavreada na mídia para impressionar ao informar, afirmarem que iriam recorrer.
    Pessoal que não gosta do alonso diz que é a imagem do século, que foi uma manobra do alemão para ficar na história.
    Eu também acho: só que invertido.
    Baita merda da equipe mercedes, porque quem autorizou foi a equipe do schumacher.
    Os pontos deveriam ser descontados dela. Mas, enfim, a corrida terminou, alonso foi sexto, schumacher 12º é zéfini.
    É claro o mais obvio: as redbull continuar assim se encaminham para campões esse ano.
    Mclaren e Ferrari até poderão melhorar, mas não acho mais a ponto de tirar essa vantagem que as redbull tem.
    Quando abrirmos o olho vai estar na metade campeonato e provavelmente a redbull com alguma vantagem na frente.
    Daí só torcendo para errarem, quebrarem ou coisa do gênero.

    Outra coisa, é que li em vários lugares que Massa e Kubica passaram em cima da linha amarela ao sairem do box, e pelo regulamento isso é drive trough.
    Mas por algum motivo ou por não ter sido talvez tão declarado, notório – nada se fez.

    Então que venha próxima corrida.

  16. confirmado:
    mercedes não irá protestar.
    Um doce pra quem adivinhar o motivo e postar aqui!

    • Na verdade não é nem chute, a Mercedes disse em comunicado para a imprensa qeu era para o “bem do esporte” :). Algum palpite de algo que ficou nas entrelinhas, rs?
      Fiquem na paz!

  17. “O alemão sempre esteve na linha entre o ético e o não-ético.”

    O Senna foi ético ao quebrar o contrato deixando a Toleman na mão em 84?(a equipe irada até o proibiu de correr o GP da Monza/84).
    O Senna foi ético ao exigir toda a equipe Lotus ao seu lado, impedindo até a contratação de Warwick na equipe?
    O Senna foi ético ao usar pneus velhos no treino de Mônaco85, dar várias voltas na pista para atrapalhar outros pilotos a fim de segurar a pole? Mansell, Alboreto e Lauda furiosos foram buscar o piloto no boxe da Lotus, e Senna admitiu a TRAPAÇA!!!
    O Senna foi ético ao quebrar um acordo com o Prost em Imola 89? O Prost depois chamou o Senna de moleque, acordos são para homens, quis dizer o fancês!
    O Senna foi ético ao deixar a Mclaren na “mão” se transferindo para a correr com o carro de outro mundo na Williams? Quando entrou na Mclaren o carro era de outro mundo e ele não reclamava…
    O Senna foi ético ao correr com carro irregular no GP da AUS87? Acabou punido depois!
    O Senna foi ético ao pegar o carro reserva no GP Brasil/88 quando não era mais permitido? Acabou punido depois!
    O Senna foi ético ao cortar a chicane no GP Japão/89? Se esta na regra que não podia então tem que ser punido!
    O Senna foi ético ao jogar o carro a mais de 250 km em cima do Prost no GP Japão, nessa hora ele estava se lixando se alguém fosse se machucar, vc vai querer comparar um possível acidente do Schummy em baixa velocidade com o acidente de Prost x Senna em 90?
    Para finalizar, o Senna foi ético ao agredir fisicamente vários profissionais entre eles: pilotos, jornalistas, fiscais de pistas e até(barbaridade) um mecânico da Mclaren?

    E ainda vc e o Galvão vem questionar o caráter dos outros, brasileiro na Formula 1 nunca foi “santo”, Piquet aprontava direto na F1(só que era esperto, nunca foi pego, ele mesmo admitiu que em 87 usou de várias artimanhas na Williams para ser campeão), o Senna fazia imagem de bom moço por puro marketing diante da tv Globo, mas no mundo da F1 tinha outra personalidade, era um baita mala sem alça, recentemente Piquezinho foi envolvido em um dos piores casos de trapaças na F1, Schumacher pelo menos quando erra, faz para todo mundo ver, muito diferente dos casos de Singapura e caso de espionagem em 2007, onde o Alonso fez trapaça escondido trocando e-mails com De La Rosa com informações secretas da Ferrari. Hamilton também fez parte do jogo sujo em 2007, depois fez trapaça no GP da AUS/09(foi punido), o mesmo Hamilton teve ética ao fazer zigue-zague para impedir a ultrapassagem do Petrov tempos atrás? Recentemente Kubica teve ética ao “cortar” fila nos treinos para levar vantagem? Schumacher teve vários companheiros de equipe, somente um foi CHORÃO, Massa não tem reclamações de Schumacher virou até amigo do alemão, Rosberg recentemente defendeu o velho tedesco dizendo que as pessoas tem opinião errada sobre Schumacher, essa distribuição de peso nos carros Mercedes já era esperada pois os 2 carros se mostraram lentos já na primeira corrida, Schumacher depois apenas usou um chassi da pré-temporada que se ajustou melhor ao seu estilo de pilotagem, qual o problema? O Senna não tinha toda a Williams para ele em 94? Quem era D.Hill na equipe…NINGUÉM!!! Tudo era feito para Senna na equipe, até mudaram a suspensão numa tentativa desesperadora de melhorar o carro para Senna, lembrando que o piloto disse “horrores” sobre o carro, curioso é que Hill nunca reclamou do carro, e ninguém perguntou a ele se podiam trocar a suspensão para melhorar o carro do Senna…bom mas ele não existia na equipe, então como iam lembrar dele! Brasileiro é muito CHORÃO, e pior MUITO MAL INFORMADO, sempre da atenção ao que o Galvão fala, ele adora inventar novos vilões, a lista é enorme: Prost/Mansell/Schumacher/J.Villeneuve/Raikkonen e agora o Alonso, curiosamente todos foram companheiros de pilotos brasileiros (mas quando o Berger era CAPACHO do Senna por 3 anos ele não falava nada, soltava fogos). Se esta na regra que o Schumacher não podia passar então que faça do modo certo, terminando a corrida com bandeira amarela, o que aconteceu em Mônaco foi uma piada, Burt deixou muita gente na expectativa se Schumacher ia ou não conseguir ultrapassar Alonso, se tivesse as bandeiras amarelas Schumacher nem ia tentar, já sabia que não podia, até nós pela tv saberíamos. Schumacher deve estar rindo a toa, porque a imagem que fica foi da ultrapassagem, todos sabem que ele não agiu errado, se a luz verde acendeu então a corrida começou, o que vale para Schumacher é que na pista Alonso TOMOU do alemão, e é evidente que se o espanhol pudesse evitaria a ultrapassagem. O que não falta é jogo sujo na F1, mas só sabem pegar no pé do alemão, o A.Senna podia “aprontar” ou errar e os outros não? O que vale pra um não vale para todos? Brasileiro adora uma hipocrisia…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: