Qual é a sua escolha?

O que se discutia intensamente no paddock de Mônacodias atrás foi adiado pelo desentendimento das equipes em relação a qual marca a F1 deverá escolher para fornecer os pneus em 2011: Pirelli ou Michelin

Tem chances de virar mais uma novelinha da FIA, mas pelo que se diz (apesar de sem absoluta certeza), é que a decisão aconteça daqui a duas semanas, quando estaremos no clima para o GP da Turquia.

A “final” dessa disputa será interessante para o futuro da categoria, até porque eu não entendo porque as duas não podem participar e fornecer seus compostos juntas como a Michelin fez com a Bridgestone anos atrás. Seria uma boa.

A certeza é que aquela “reviravolta” na escolha da Bridgestone em não sair e renovar o contrato, não vai acontecer. E  Avon não está mais na jogada. Como dizia, neste fim de semana em Monte Carlo se discutiu sobre o assunto, mas não foi chegada a uma decisão final.

A Pirelli desencadeava como a grande favorita para fornecer seus pneus, mas a Michelin veio a seguir com uma proposta interessante tanto na parte técnica quanto comercial, o que deixou as equipes em dúvidas. Haja paciência.

Domenicali esclareceu um poucos os fatos:

Nenhuma decisão ainda foi tomada. Acho que em uma ou duas semanas nós seremos capazes de encontrar uma solução. Ainda existem duas opções, Michelin e Pirelli. Não vejo nenhuma outra.

E Eric Boullier foi direto ao ponto:

Tem de ser, pois acho que existe um problema técnico e, se ele não for solucionado, nada ficará pronto para o próximo ano. Precisa ser definido na Turquia.

Não sei quanto a vocês, mas a minha escolha é sem dúvida a Michelin. É um pneu com uma qualidade ótima, mas que talvez sofra dificuldade para se adaptar a F1 em 2011 depois de alguns anos de auscência. Mas é a minha aposta. A Pirelli tem altas pretensões, resta saber se alguma delas vai ser conquistada ou se estas decidirem por sua marca na “Hora H”.

E  eu ainda lembro que dias atrás a Michelin declarou que só participará na F1 ano que vem se tiver pelo menos um concorrente. Será que existe, então, a chancr que as duas se inscrevam juntas?

Pergunto, assim, qual é a sua escolha? Michelin ou Pirelli? Ou as duas?

15 comentários em “Qual é a sua escolha?

  1. Quando eu tenho que escolher os pneus para o meu carro, não tenho duvidas, vou de Michelin. Já para os carros de FI acho melhor que duas ou mais fabricas forneçam os pneus, afinal a concorrencia exacerba a disputa pela criação dos melhores compostos.

    • Sim, Newton, acredito que se as duas competirem será mais vantajoso para a F1, mas se tiver que escolher uma ficaria com a Michelin.
      Depois deste “reino” da Bridgestone, a mudança de ares fará muito bem, sem dúvida.
      A minha dúvida é como a Ferrari vai lidar com isso…

  2. Acho que a Michelin tem condições tecnicas para se adapatar a qualquer pacote tecnico, saiu da formula 1 porem não se esqueçam, ela trouxe a emoção de volta a F1, onde junto com a Renault e Alonso acabaram com a supremacia da Ferrari, eles são profissionais e darão um otimo suprote para muitas melhoras na F1.

    Lembrando que pneus mais rapidos e menos resistentes (coisa que não existe esse ano, trariam mais emoção) lembrando que esse ano ainda termos algumas corridas sonolentas como essas duas que se passaram, os pneus podiam ser um fator para ajudar na emoção, porem esse ano os pneus ajudam na Procissão.

    • “Lembrando que pneus mais rapidos e menos resistentes (coisa que não existe esse ano, trariam mais emoção”

      Com certeza Claudio.A Bridgestone fez pneus muito resistentes, e isso é muito prejudicial no sentido de ver emoção na pista em circuitos que “pegam leve” com os pneus.
      Obviamente que quanto melhor a qualidade do pneu, melhor.

  3. Prefiro Michellin…apenas um palpíte…
    o ideal seria varias fornecedoras…..Seria mais uma variável dentro das corridas…
    um carro poderia n ter o melhor acerto, mas com os compostos poderia tirar vantagem ai…

    Agora resta saber se as ingressantes teriam capital financeiro e humano p desenvolverem pneus seguros para a categoria

    • Com duas concorrentes, equipes apostando em tal ou esta marca, traria mais um pouquinho de emoção a F1. Acredito nessa possibilidade, mas também vejo que poucos irão querer a Pirelli. ou não.

  4. Seria bom se as duas, Pirelli e Michelin, fossem as fornecedoras de pneus para 2011. Seria ótimo, pois concorrência é sempre um fator positivo.

  5. Tomás,

    Embarco com o pessoal que quer duas fabricas nas pistas,seria muito mais interessante a guerra da borracha de volta!
    Se fossem duas gigantes então,melhor ainda!

    abraço

  6. A Michellin seria interessante por causa da experiência, mas gostaria de conhecer mais da proposta da Pirelli. Só comentando um fato, Tio Frank falou que não é interessante para a F1 ter mais uma equipe porque isso significa um aumento de custos na disputa entre pneus (ok, e pq o Kers volta?, rs). E por outra razão mais óbvia, o “velho” Frank falou que “ninguém quer” que haja um pneu concorrente que tenha compostos que deem a uma uma diferença de “2s” em certos GPs, segundo ele, a F1 perderia a graça e se ia o espetáculo.
    Se bem… que a diferença de pneus é um “complicador” a mais nas corridas…
    Fiquem na paz, Deus abençoe vocês, galera!

    • “E por outra razão mais óbvia, o “velho” Frank falou que “ninguém quer” que haja um pneu concorrente que tenha compostos que deem a uma uma diferença de “2s” em certos GPs, segundo ele, a F1 perderia a graça e se ia o espetáculo.”

      Mas se ele ver que seus carros serão 2s mais rápidos, aí aceita. É uma jogada interessante, vai na escolha das equipes e no desenvolvimento financeiro e técnico que cada uma delas dará.

    • A pão durisse do Tio Frank o deixa cada vez mais atras, pagou 5 milhões para Cosoworth em vez de pagar 20 milhões pra mercedes Ferrari ou Renault, agora ta chorando falta de desempenho do motor.
      Se prevalecer a logica antiga da pirelli, ela sempre fez os pneus mais duraveis, ai michelan faria os pneus mais rapidos e menos duraveis, ou seja seria Michelin para os grandes e rapidos e Pirelli pra rabeira (mas tudo é mera especulaçao minha).

      • É, não sei quem seria realmente capaz de fornecer os pneus com maior custo-benefício… Mas acredito que o desenvolvimento técnico de compostos de pneus é bem mais rápido do que de outros componentes do carro. E uma fornecedora com dinheiro pode contratar um “Brawn” da engenharia de pneus, dar um boa vantagem de velocidade a suas equipes clientes e aumentar vertinosagemnte o preço dos seus compostos. Não é a toa que a Michellin pediu para ter concorrente na Fórmula, alegando querer desenvolver sua tecnologia…
        Mas também não descarto que o desempenho dos pneus de uma fornecedora para a F1 também depende do circuito, das condições climáticas e até do tipo de compostos. O que garante pelo menos uma pequena guerra de pneus!

  7. tem que ser duas empresas pra ter emoção. o pao duro do frank williams não tem nem um ano e ja esta revendo sua posição quanto a motores. vai de renault ano que vem.
    quero ver michelin e daqui dois anos se as coisas forem acertadas motores turbo com kers e pneus com aro 18 como sondam no momento.

Deixe uma resposta para marcelonso Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: