Kubica e o massacre em cima de Petrov

A Renault ressurgiu das cinzas em 2010. Passou por grandes problemas em 2009, perdeu Briatore e Symmonds, viu Alonso migrando para a Ferrari e nasceu novamente com ares renovados de Eric Boullier, Robert Kubica e Vitaly Petrov (o 1º russo da F1) para embalar em busca das vitórias novamente.

A meta de fazer um bom campeonato está sendo feita bravamente, e lindamente. Kubica é simplesmente “o cara” do time, que já emplacou um 2º lugar em Melbourne e um 3º na semana passada, em Mônaco. Somando outros bons resultados, o polonês aparece em 6º na tabela, com 59 pontos, a frente de Hamilton, por exemplo.

Porém, analisando e revendo números da dupla KUB-PET este ano, dá para notar que Kubica está fazendo um verdadeiro massacre em cima do russo. Nem o 7º lugar de Vitaly no chuvoso GP da China, inclusive com direito a ultrapassagem sobre Schumacher, aliviou o quadro.

Em seis corridas, o “placar” é o seguinte:

Pontos:

6º – Kubica- 59
13º – Petrov- 6

  • Treinos: Kubica 6 x 0 Petrov
  • Corridas: Kubica 6 x 0 Petrov
  • Média de posições de largada:
  • 5º – Kubica: 6.83
  • 17º – Petrov: 14.67

Q3: Kubica- 6, Petrov- 0

Obviamente, temos que levar em consideração que Petrov é novato na F1. Não tem experiência com outros carros, ao contrário de Kubica, e talvez não se sinta tão a vontade na equipe. Mas, por outro lado, se esperava muito mais dele, por parte da Renault em 2010. A Genii Capital, dona da equipe, está investindo pesado para o desenvolvimento do carro, já anunciou mais um sócio de peso: PetroSaudi. Passo a passo, um grande time vai se formando para 2011.

Mas, e Petrov? O russo vai tendo um árduo trabalho para enfrentar algumas dificuldades com o R30, e ainda mais com o favoritismo de Kubica. Só para se ter uma ideia da velocidade de ambos, Robert passou todas as vezes para o Q3 em classificações, e Vitaly, nenhuma.

Um time que procura exceder fronteiras e trazer a glória recente tem que contar com um piloto talentoso, tudo o que Kubica é neste momento. Mas Petrov necessita de tempo, precisa completar uma temporada para conhecer todas as pistas e renovar em 2011, assim como Boullier luta e se rasga em elogios a Kubica:

Ele está trabalhando muito bem com a equipe e gosta do espírito do time. Acho que os novos pacotes que planejamos trazer e as ambições que temos são muito positivas.

Petrov, mais um dos pilotos “pagantes” da F1, foi muito subestimado no início do ano. Mas, apesar do massacre que ele esta levando de um sucedido companheiro, o considero como um dos melhores da novíssima leva de novos pilotos (junto com Alguersuari e Kobayashi). Porém, os resultados são o que interessam, e este tem que melhorar.

Posso ter certeza que o papel de Petrov está sendo muito melhor do que Grosjean ano passado, mas ainda precisa de uma lapidada  para ser comparado com Nelsinho. Kubica, exerce tecnicamente o papel de Alonso, e que o vai levando muito bem.

Na seção de comentários, quero ver o que vocês aí do outro lado tem a dizer sobre este massacre. Sobre a Renault e a convivência com Petrov.

Ele merece um lugar de maior importância na F1?

10 comentários em “Kubica e o massacre em cima de Petrov

  1. Petrov terá que provar a que veio no futuro. Não é vergonha andar atrás de Kubica no primeiro ano. Concordo com você.
    No segundo semestre e no início do ano que vem, aí ter algum resultado será decisivo para a carreira dele. O Kubica é “candidato a gênio” desde a primeira prova que andou de fórmula 1. O Petrov ainda não é.
    Quanto ao Kobayashi, fiquei muito impressionado com ele ano passado. Depois de Katagramas, Suzukis, Inoues e Kamikases, é o primeiro japonês que leva jeito mesmo na F1. Simpatizei com ele. Risos. Um dia, quem sabe, a comemoração de um pódium pode ser com saquê. Arigato. Heheheheh.

  2. Tomas
    Kubica manda muito bem…Um monte de gente fica falando q ele “perdeu” dois anos dos tres anos na BMW para seu companheiro “Quick” Nick….
    Isso é muito relativo, se formos pensar assim Nickteria q estar na F1, e a F1 n tem Nick, ela é assim…injusta mesmo..
    Mas ai vai de cada pessoa querer ver as qualidades de cada piloto, todo piloto que chega na F1 tem qualidades, e em algum momento já mostrou seu valor…
    Mas o trabalho do ppolones esse ano esta fantastico…Esta conseguindo manter uma boa relação com os mecanicos…e mantendo eles motivados para o desenvolvimento do carro, isso reflete na motivação de Kubica tbm, que vem pilotando muito bem

    Petrov por sinal esta tendo um bom inicio de carreira, vem sabendo o seu lugar na equipe, que é de aprender, e ja mostrou qualidade em alguns momentos…

    Pessoalmente já gostava do trabalho do polones, desde seus tempos de piloto de testes…E agora ele vem mostrando seu valor, e chamando a atenção das equipes maiores que poderão em algum futuro lhe dar um carro mais bem trabalhado!

  3. Pra mim , não cabe qualquer tipo de comparação , a distância entre esses dois pilotos é muito grande .
    Cada piloto tem sua história , o Kubica já é um fora de série , enquanto o bom piloto russo , está apenas começando , e logo ao lado de Kubica , então pra mim é impossível fazer qualquer tipo de comparação .

  4. a sorte do petrov é não ter o Briatore como chefe de equipe senão ele já estava com outro pioto na cola dele…A Renault é aquela equipe só prepara um carro, se der tempo ve o outro. Mas sempre contou com pilotos excepcionais no carro que eles cuidam, digamos assim.

  5. Não vejo nexo em comparar esses dois pilotos , pois como vc Tomas ja disse no post o Petrov está iniciando agora na F1 ja o Kubica eh um piloto experiente…

    Daki uns 2 anos sim podemos falar do Petrov e compara-lo com seu companheiro de equipe que provavelmente será outro 🙂

  6. Eu sou muito condescendente com rookies. afinal de contas, a diferenção com um carro GP2 é inmensa, como confirman vários outros. vamos a avaliar o cara em 2011 pra ver o que acontece

    mais , muito importante, Kubica é um piloto de primeira. muito agressivo, está sendo mais frio na ultrapassagem (seu principal defeito é a falta de frialdade) e impresionou muito a Genii. a diferença entre eles é abismal, o que joga a favor de petrov que pode não estar sendo comparado com kubica e sim com outros rookies no grid

    e comparado ao di grassi, bruno senna, karun chandok…. e kamui kobayashi (tá bom, pelo menos a Sauber devia de ter um carro na altura da Renault) o vitali está fazendo o seu trabalho

  7. O Kubica desde o início mostrou-se um piloto diferenciado. O ambiente da Renault ele já conhecia, pois é um dos investimentos da escuderia francesa.

    No primeiro ano substituiu Jacques Villeneuve e na terceira corrida que disputou foi 3º colocado, em Monza, superado apenas por Schumacher (Ferrari) e Raikkonen (McLaren), a frente das duas Hondas e de Fisichella, com Renault, carros que tinham melhor rendimento em relação ao BMW do polonês.

    Kubica elogiou muito a estrutura da Renault, falando que eles têm uma mente mais aberta que os bávaros. Ele está se adequando bem ao ambiente e os franceses não irão liberá-lo com facilidade para a Ferrari, ainda mais na atual temporada, que tem andado próximo das quatro principais equipes (McLaren, Mercedes, Ferrari e Red Bull).

    Para Petrov, a experiência é valiosa, estrear ao lado de um grande talento lhe renderá muito, principalmente se o russo andar próximo do companheiro de equipe, mas como citasse acima, Tomás, ele ainda tem muito a aprender.

  8. Eu não sei como vai estar o mercado de pilotos no final do ano, mas em condições normais, é óbvio que ele não pode disputar uma vaga na F1 com Ralf S. ou Helfied, mas tem condições de brigar com novatos para se manter na categoria.
    Acredito que Petrov não está indo tão mal no seu primeiro ano na F1, uma barbeiragem aqui e ali, alguns pontos marcados com um carro “bom” se considerarmos que Petrov é estreante… Todos já sabíamos que o russo levaria uma boa “surra” de Kubica e por enquanto Petrov não está com desempenho nada de anormal para seu início da F1. E imagino que nem a Renault esperava mais de seu piloto pagante, mas este tem que ser o seu maior crítico para conseguir se manter na categoria… Afinal, se manter na categoria para ele pode ser para o russo mais difícil do que parece, ele precisa mostrar serviço até o final do ano. Haja vista o concorrido mercado de pilotos da F1: concorrendo a sua vaga em 2011, Petrov tem os pilotos de testes de diversas equipes da principal categoria de automobilismo mundial, os pilotos oficiais das equipes nanicas e a turma da GP2!
    Vamos ver o que dá até o final do ano!

  9. Você não achou que os dois iam andar em igualdade após 2 ou tres provas não é?
    Comparações infelizes Tomas.

    • Cara Dorly;
      eu não estou dizendo o que esperava ou não.
      Na análise, o objetivo é mostrar como um novato tem dificuldade quando se encontra em um time relativamente Top com um piloto sucedido. Comparações, não.

      Ou seja, as vezes temos que saber lidar com algumas coisas, assim como Petrov está lidando com o favoritismo de Kubica.

Deixe uma resposta para Ester Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: