Austin- A nova casa dos Estados Unidos na F1

Perto do final de semana do GP da Turquia estamos de cara com uma notícia que certamente é um bom Up-Grade para a F1- Os Estados Unidos voltarão a sediar um GP na categoria, e para felicidade (ou espanto) dos fãs, será em Texas, mais precisamente em Austin, capital do estado americano.

Bernie Ecclestone já está se agilizando e não duvidou em anunciar a parceria da Fom e a Full Throttle para já se iniciarem as obras na área local onde se hospedara o circuito. As contruções da pista tem um prazo até 2012, data da estreia do GP oficialmente.

Uma excelente tacada do chefão da F1 em trazer uma corrida “genuína” ao país, totalmente diferente de Indianápolis, uma mistura de circuito “normal” e oval, usado na Fórmula Indy. Soma-se a isto uma parceria de 10 anos, que durará até 2021.

O projeto ainda não foi revelado, e a dúvida fica com quem será oi projetista de mais uma maravilha arquitetônica. Vamos esperar que não seja um tal de Sr. Tilke, o que duvido muito.

A forma geográfica do lugar favorece muito as condições para se construir uma pista de F1, o que a deixa com um relevo bastante sublime, assim como Interlagos é atualmente. Um dos melhores circuitos da F1 vindo pela frente?

Difícil dizer. O que me preocupa ainda é qual será a quantidade de provas daqui para frente, mais precisamente a partir de 2011. Atualmente já são 19, sem esquecer que temos índia na corrida, agora Austin no Texas confirmado, Roma, e alguns outros projetos interessantes.

O negócio já foi fechado, vamos ver o que podemos esperar da mídia mundial, a reação de equipes e pilotos e como as obras irão avançando. Vendo a auto-estima de Bernie, tudo parece estar sendo muito bem encaminhado e para ser um sucesso.

E vocês, apoiam a volta da F1 ao Texas?

10 respostas para “Austin- A nova casa dos Estados Unidos na F1”

  1. Politicamente e ideologicamente, não morro de amores pelos Estados Unidos. Por outro lado, é um mercado muito importante para a Fórmula 1, a principal categoria automobilística do mundo, por ser uma das principais economias do planeta.

    Presente durante boa parte da categoria, é interessante uma corrida em solo ianque. Lá estão muitas das montadoras e o interesse pela principal modalidade de carros perdeu espaço após a passagem de Michael Andretti. Se o projeto emplacar, será bom, pois os norte-americanos voltarão a levar pilotos à Fórmula 1, tendo em vista que possuem a Nascar e a Indy, altamente rentáveis e populares entre os estadounidenses.

    Torço para que dê certo, deixando de lado minhas diferenças políticas e ideológicas com o imperialismo deles.

    1. Ah, claro, os interesses econômicos vão rondar sempre, e são eles o que puxam essa ideia para frente.
      Sem dúvida uma boa quantidade de dinheiro será investida.

  2. eu preferia que fosse em outro circuito, Watkins Glen por exemplo. Mas eles querem gastar dinheiro, tomara que não seja nenhum circuito by Tilke…

    1. É, a ideia é fazer algo inédito, sem resgatar antigas lembranças.
      Ou será uma decepção, ou será um show.
      Como eu disse, o terreno do lugar é muito bom para se fazer um circuito de qualidade.

  3. Só quero ver qual pista vai deixar o calendário para essa entrar. Do jeito que a coisa anda qualquer circuito bom e cheio de desafios, que são raros no calendário atual sobra. a FOM adora os circuitos de Hermam Tilke.. pena. Mas o mercado americano não podia mesmo ser esquecido pela F1.

  4. Poxa… o Tio Bernie tá apostando alto para conquistar o mercado dos E.U.A, 10 anos de parceria com um circuito que ainda vai ser construído, é um lance muito corajoso! Mas eu gosto da ideia de um circuito nos E.U.A, eles são apaixonados por velocidade, vide Nascar e Indy, vamos ver se eles pegam gosto pela F1!
    O que é mais engraçado é que em “poucos” anos de F1 nos E.U.A, os locais das corridas já mudaram “dez vezes”. Mas acho que a solução tá mesmo na perseverança para ver se o público americano começa a se interessar mais por esse esporte ainda “tão europeu”. Espero que dê tudo certo nesse circuito no Texas, e como a maioria aqui também deve estar torcendo, espero que o Tilke passe longeeeeeee daquele circuito! Seria bom se fizessem igual a galera de Silverstone, que segundo os organizores do GP, no momento de planejar as atualizar dos circuitos, decidiram não fazer “reformas tilkódromas” para não correr o risco que o projeto fosse estragado, rs… Porque o Tio Bernie não poderia ser mais maleável e pensar como esses ingleses, rs, ;)!
    Já sobre a quantidade de GPs na F1, é fato que alguns circuitos vão precisar sair de cena, e seria ótimo que os tilkodrómos “dessem o fora” logo, pena que alguns, como os de Xangai ainda são muitos novos… Mas não vamos perder as esperanças! 😉
    Fiquem na paz, tudo de bom para vocês, que Deus os abençoe grandemente!

  5. Se tem uma coisa, que os americanos sabem fazer como ninguém no planeta, é dar show. É só observar as outras categorias, que eles tem por lá, para se constatar, que os caras sabem como fazer. Como os demais, espero, que o projeto da pista seja baseado na eliminação de tudo o que as outras tem de ruim, mas com certeza o projeto só tera vida longa e publico, se aparecer algum piloto americano para brilhar, nesse aspecto, os americanos não diferem em nada dos europeus, produzem o show para eles brilharem.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s