Bruno Senna pode perder vaga na Fórmula 1 para japonês?

Pelos rumores que já estão burbulhando no paddock, sim. Claro que ainda há muita água para rolar no ano, mas já não é de hoje que a Hispania está insatisfeita com a sua dupla de pilotos-e curiosamente e especialmente, com Bruno Senna.

Ele que só completou duas corridas de sete até agora, contra 4 de Karun. E constantemente é ultrapassado pelo companheiro em treinos/corridas. A tática da Hispania é trazer um piloto com experiência para ajudar no desenvolvimento do carro neste ano e aperfeiçoá-lo dentro das condições financeiras açli para 2011. Aliás isso já foi dito pelo pessoal da equipe. Os pilotos que já roubaram alguns minutos de treino de Senna e Chandhok foram Cristian Klien e Sakon Yamamoto.

E incrivelmente, pelo que circula no paddock e segundo a publicação da revista italiana Autosprint hoje, é o japonês Yamamoto que aparece como pretendente e favorito a tirar a vaga de Bruno ainda este ano na F1.

Talvez os patrocínios que o japa traga serão importantes, mas trocar um piloto que, ok, não está correndo tudo aquilo e andando atrás do companheiro, mas que carrega um sobrenome importante e alguns patrocínios também é algo arriscado. Porém é isso que está sendo o peso nas costas da equipe.

As palavras que abrem a matéria no site italinao chegam a pesar na consciência:

A semelhança física e o sobrenome são as únicas coisas que Bruno Senna traz do lendário tio Ayrton, o inesquecível craque brasileiro considerado por muitos o maior piloto de todos os tempos. Quanto ao resto, é mais que um abismo.

Quanto a Sakon, ele que é reserva da equipe este ano, possui 14 corridas na F1 em seu currículo, disputadas em 2006 e 2007, quando defendeu, respectivamente os carros das já extintas Super Aguri e Spyker.

Negócio, sinceramente, não sei se será. Mas talvez o que nós pensamos a respeito de Bruno não seja aquilo que pareça.

Na seção de comentários, fiquem a vontade para comentar a respeito.

56 respostas para “Bruno Senna pode perder vaga na Fórmula 1 para japonês?”

  1. Nem carro de F-1 a Hispania possui pra querer cobrar alguma coisa de seus pilotos! Essa equipe é uma vergonha, junto com essas outras novatas!

    São carros de GP2 correndo junto com F-1, tenha dó! (correndo nao né, rastejando!).

    Façam um carro de F-1. enteguem a seus pilotos e deixem que eles mostrem o que podem fazer…, ai sim a equipe faça suas escolhas!

    1. ‘Essa equipe é uma vergonha, junto com essas outras novatas!”

      Se bem que vejo futuro na Lotus, ela parece ter investido mais.
      A Virgin não sei como está aí, e a Hispania com muito sofrimento pode ter mais uma chance.
      Difícil.

    1. Imagina que a pior equipe da categoria venderia revista, isso tem mais a ver com constatação de que a coisa não deu certo mesmo. Alias, ele correu o risco de perder o lugar antes mesmo do campeonato, quando a equipe teve a troca de controle, então…

      1. ‘Imagina que a pior equipe da categoria venderia revista, isso tem mais a ver com constatação de que a coisa não deu certo mesmo.”

        Concordo Valdir.

    2. Will, acho que essa notícia não se compara a de Massa fora da Ferrari.
      É mais realista, ou menos falsa.
      Quanto a que ocorra realmente, aí é outra coisa.

  2. O dinheiro, sempre o maldito dinheiro falando mais alto. E, não adianta espernear não moçada, se alguém chegar com um saco cheio de dinheiro, tira até o Massa da parada, imaginem uma Hispania. Infelizmente, tem muita empresa ganhando rios de dinheiro no Brasil (Telefonica, Santander etc….) mas na hora de investir, só se for no piloto da terra.

      1. Mas Lucas, ao contrário do primeiro-sobrinho, que nem consegue bater o companheiro de equipe e tem tomado tempo dele, o Petrov tem mostrado sim serviço, apresentando um certo destaque, até…

      2. É verdade…

        mas só citei o Petrov por causa da “grana” injetada, não fiz comparação entre as situaçoes.

        Pelo a briga entre Kubica e Petrov é guiando um carro de F-1! srsrs

      3. Petrov realmente é um caso aparte, ele tem certo talento, só precisa lapidá-lo.
        Apesar de estar levando um notório 7×0 de Kubica na Renault (assim como Lucas está levando de Glock na Virgin) ele já pontuou e fez uma ótima corrida na Turquia até um apressadinho Alonso furou seu pneu.

        Mas a Renault sabe disso e tem algo muito bom em mãos, um piloto experiente e que pode chegar às vitórias (Kubica) e outro piloto de destaque e que aind atem money.
        De olho na Renault hein pessoal…

    1. Acho que não é surpresa para ninguém que o dinheiro é muito importante para a F1.
      Para as novatas então, é um tesouro, já que ela não tem tanto dinheiro para desenvolver seus carros e tocar o projeto para frente.
      Mas o talento conta também.

  3. Tomas;
    Acho dificil que isso ocorra, não seria interesse da Hispania, neste momento, trocar de piloto, principalmente o que está “rapido”, mas nada é impossivel, principalmente para uma equipe que fez um carro de GP2 para F1.
    Acredito que terá mudança em 2011…

    Grande Abraço

    1. Na verdade, o interesse da equipe é de ter alguem que saiba desenvolver o caso, o que não tem ocorrido até agora. Eles se sentem mais tranquilos com o indiano do que com o primeiro-sobrinho.

      1. “Eles se sentem mais tranquilos com o indiano do que com o primeiro-sobrinho.’

        Isso é curioso. Porque será, falando seriamente?

      1. Palpite, o indiano levou o carro até o final por muito mais vezes, então é bem mais ‘rodado’ que ele. Assim, o feed-back é mais completo. Essa é a minha teoria.

  4. Tecnicamente falando, melhorando o carro para se atingir melhores niveis, o Bruno se afastara em muito do seu companheiro em termos de desemprenho vide a turquia, onde os bons tanto carros como pilotos se sobresaem, e bruno se classificou a frente e enquanto esteve na pista era 2 segundos por volta melhor que o indiano, agora se trocarem ele, pode até ser bom pra Senna, guarda grana e compra uma vaga melhor em uma equipe melhor.

    1. …desde que exista uma vaga a ser comprada por ele. Um monte de gente fica dizendo que ele deve procurar uma vaga na Toro Rosso, na Sauber etc, mas a pergunta é: será que as equipes o querem?

    2. Muito bom esse tema lançado por vocês.
      olha, já se falou muito da ida dele para a Toro Rosso. Lá é uma equipe boa para um iniciante, sem pressão, com dinheiro (já que é a filial da Red Bull) e que possui um carro satisfatório até.
      A questão é que Bruno, queiram ou não, perdeu a batalha contra Alguersuari pela vaga.
      Buemi parece ser a estrela sendo feita, mas ele não me parece ser tudo aquilo o que se imaginava, Jaime, sim, esse é bom.

      Para 2011, é sonhar alto ver Senna na Toro Rosso. Ele já entrou na F e a imagem dele não está boa. Como Valdir disse, vamos ver se as equipes o querem.
      A vaga mais realista, não sei se há. Mas a STR é uma boa opção também por Berger, que correu com Ayrton e se dá bem com Bruno.
      Mas contratá-lo é outra coisa.

      Quanto a Sauber, por enquanto parece distante.

      1. A Sauber quer trocar o De la Rosa pelo Lucca Felippe, portanto, não acho que ali ele possa vir a ter lugar…sinceramente, só se a Lotus realmente tiver o patrocinio da Petrobras ou se o Sutil sair da Force India, se bem que o di Resta já está na fila…

      2. “A Sauber quer trocar o De la Rosa pelo Lucca Felippe”

        Isso seria algo muito errado.
        O De La Rosa é um ótimo piloto, ele merece mais oportunidades.
        E a Sauber está um vexame traz outro, só agora que se colocou na linha e pontuou com Kobayashi (só pela quebra do Vettel) com De La Rosa 0,002 atrás.
        Briga boa, se o carro deixar.

  5. Não vejo sentido algum mesmo nessa troca. E não vejo Chandhok como melhor do que Senna em termos de corrida. Em ritmo de corrida estão ambos ruins, mas Chandhok se arrasta na pista para conseguir chegar no fim e Senna explora mais os limites do carro.

    Senna se deu mal na escolha da equipe, mas creio que não fará sentido algum colocar ninguém no meio do ano. Talvez, contudo, quiçá, se colocarem Klien, q não é lá nada demais.

    1. De jeito nenhum…o primeiro-sobrinho tem falhado muito e não mostrou nada até agora, ao contrário do Chandok que tem andado bem melhor que ele. Quanto a mostrar serviço, basta lembrar a (tentativa de) ultrapassagem no Di Grassi, oportunidade em que ele errou feio e foi parar fora da pista, mesmo tendo um carro visivelmente mais rapido…

    2. “e Senna explora mais os limites do carro.”

      Tanto que completou a metade das corridas de Chandhok.
      Com carro ruim não se exploram limites, porque ele tem limites muito rasos.
      Esse é um segredo também.

    1. Bah Ridson, também não é assim cara.
      Eu não considero meu blog grande, muito pelo contrário.
      E realmente eu só ando comentando raramente no F1 Around, o que não significa que não passe pelo História e Velocidade, Ron Groo, Splash and Go, Marcelo F1, GP Séries, No Mundo da Velocidade, Galáxia F1, Continental Circus, Octeto, Formula UK e toda essa turma muito querida para mim.

      Eu realmente não estou com tanto tempo como se imagina.
      Mas prometo que vou tratar de comentar sim Ridson.

      E mais, quem disse que “vocês” são low profile?
      Nada a ver, todos os blogs tem seu mérito próprio, independente dos que são muito comentados, pouco comentados, e etc…

      Somos todos simples mortais e blogueiros de F1 😉

      Um grande abraço!

  6. A equipe não deu um carro competitivo para os dois, e principalmente o Bruno pode melhorar e muito seu desempenho. A questão de não terminar corridas, não tem sido culpa dele. Eu não me lembro de um abandono causado por ele. Outro motivo para não trocar tão cedo os pilotos, seria que, se viessem ou o Klien ou o Yamamoto, por serem mais experientes (não melhores, mas, experientes) deveriam ganhar mais do que os dois atuais, o que levaria a equipe mais pra baixo ainda.

    1. Teve sim abandono causado por ele, em Barcelona, quando ele passou reto sozinho, antes mesmo de completar a primeira volta…não é porque é brasileiro e tem o sobrenome que tem que ele deva ser defendido assim, cegamente, vamos ser imparciais…a verdade é que ele é a decepção do ano, junto com sua equipe falida…quanto a ter outras chances, vai ser dificil, não por deméritos, mas porque o tempo passa e tem muitos outros pilotos com igual (ou maior) capacidade e com mais dinheiro para investir…

      1. É eu realmente não me lembrava desse abandono. Mas eu não o defendi, se você ver os seus restropectos ele é bem melhor do que isso. O carro atrapalha o Senna e o Chandock.

      2. Também achei que dizer que Bruno foi ou é a decepção do ano é um pouco forte.
        Ele não precisa mostrar nada a ninguém, o grande problema para ele é o sobrenome. poderá acontecer o que ocorreu com Nelsinho.
        com a diferença que Nelsinho pelo menos tinha um carro “bom”…

    2. ‘Outro motivo para não trocar tão cedo os pilotos, seria que, se viessem ou o Klien ou o Yamamoto, por serem mais experientes (não melhores, mas, experientes) deveriam ganhar mais do que os dois atuais, o que levaria a equipe mais pra baixo ainda.”

      Yamamoto pedindo mais do que Bruno e Karun?
      Só se ele for um cara de pau e a Hispania uma tola!

      Klien vale muito mais a pena. Mas aí entra o que você disse.

      1. Não eu digo não por qualidade, mais por experiencia.

      2. “Não eu digo não por qualidade, mais por experiencia.”

        Yamamoto correu apenas 14 corridas na F1 faz anos.
        Bruno já tem 7 e a última foi a 3 dias.

  7. Como vocês devem ter notado amigos, o blog sofreu algumas alterações.
    como por exemplo nas partes do comentários, e no calendário.
    Para esclarecer, foi o WordPress que instruiu essas mudanças, ou seja, não fui que que as fiz.
    nos últimos dias eles estão mudando alguns detalhes, inclusive ontem ficou umas 3 horas sem serviço.

    aqui nos comentários ficou um pouco mais confuso, as respostas mais estreitas, porém com a hora nelas.
    E os comentários meus não ficam mais verdes. vamos ver se temos mais mudanças pela frente.

    1. Lucas, eu considero sim, para os fãs do mito que foi o tio dele e que apostavam todas as fichas, ele é uma decepção sim. Não venham com a história de que entrou em equipe menor, com menos pressão etc., pois a pressão é grande (vide a platinada que enche a bola do rapaz direto) e, então…

      1. Pra ser sincero eu tenho 13 anos e (infelizmente) não acompanhei a carreira do Ayrton Senna. Não sei se seria uma GRANDE decepção pois ele e a equipe são novatos. Deveria esperar um pouco mais para julgar os dois

      2. Mas Valdir, aí temos que analisar o que seria decepção.

        Porque pontuar, isso é ultra-mega-impossível.
        Depois disso, andar o melhor possível, e na frente do companheiro,coisa que as vezes não faz.
        Ele não pode também fazer milagres com essa carroça. Ninguém faz.

        Mas eu digo, o que pesa é o sobrenome. Senna.

  8. A única coisa que diferencia o dono do blog de vocês comentaristas é um simples asterisco um pouco ao lado do nome. acredito que não é definitivo, mas….

      1. Sim, até ficou bom Lucas.
        Mas o problema é esse mesmo, o destaque dos meu comentários.
        e o espaço curtos para as respostas, deixa o outro lado vazio.

  9. Olha pessoal, longe de dizer que não gosto do primeiro-sobrinho, acho que ele entrou no momento errado e na equipe errada, mas ele não tem demonstrado nada, não tem um diferencial e dificilmente anda mais (ou fica mais tempo na pista) que seu próprio companheiro. Sendo realista, o retorno para a equipe é praticamente nenhum. Somando-se a isso a teoria de que ele não é pagante (e que insistentemente é confirmada) se pode concluir que a noticia tem um certo fundamento, pois o progresso da equipe não está recebendo nenhuma colaboração por parte dele.
    Evidente que isso pode mudar de uma hora para outra, mas como essas equipes novatas não estão mostrando nada, ele é apenas mais um, num universo de pilotos nivelados por baixo.

    1. Pois é Valdir, eu também compartilho a sua opinião de que a notícia tem fundamento.
      Até por isso eu fiz um post.
      Não é nada de outro mundo, mas como o piloto é brasileiro a mídia especializada daqui puxa um pouco a bola. Mas foi a Autosprint que noticiou, afinal os sites do Brasil só fazem “replays” das notícias….

      1. Mas sem duvida ele pode sair da equipe mas acho que seria errado pelo lado da equipe que não deu condiçoes dos seus pilotos disputarem qualquer coisa.

    2. Não que ele entrou na equipe errada, não tenha duvida, mas ele queria e precisava entrar na categoria. Só assim ele irá arranjar vagas em equipes melhores.

  10. Mas a Hispania não tinha como dar um carro bom para Chandhok e Bruno com o desenvolvimento que este teve.
    perdeu TODA a pré-temporada e mostrou o carro 1 semana antes do mundial começar.
    Aliás, o trabalho que está sendo feito é milagroso.

  11. Se levar dinheiro, pode ser que fique com a vaga. Bruno Senna não dispõe de equipamento capaz de fazer muita coisa, em termos de resultado. Bruno terá o mesmo problema do Nelsinho (do grande Nelson Piquet) e do Christian Fittipaldi (sobrinho do campeão Emerson), a sombra de um sobrenome forte.

    A Hispania tem o pior carro do grid e uma situação complicada, precisando de dinheiro e investimento, portanto, se aparecer algum piloto de aluguel, o sobrinho do glorioso Ayrton, ou o Karum Chandhock poderá dançar.

    Até agora, foi o primeiro boato, temos que ver como será o negócio. Neste ano, a dança das cadeiras começou mais cedo. Normalmente, começa na metade da temporada, em meados de julho, agosto. Desde abril já fala-se nas vagas para 2011.

  12. “E constantemente é ultrapassado pelo companheiro em treinos/corridas”.
    Isso aí é frase de corneta, sinceramente. Pois nas corridas ele sempre anda melhor. Nem sempre ele vai melhor, claro, ninguém é perfeito, mas essa matéria aí é puro boato, se for pra tirar, duvido que tirariam o Bruno que tem mais bagagem pra trazer patrocinador do que o Chandhok.

    Agora veja no carro da Hispania, pegue os patrocinadores do Bruno e veja se tem algum ali do Chandhok. Simples não?

    1. Sinceramente, a realidade demonstra que ele tem ficado atrás do companheiro de equipe, isso não é cornetagem mas, constatação…
      Como já frisei algumas vezes neste post, o simples fato do Chandok ficar mais tempo na pista (leia-se, terminar corridas e ter maior quilometragem) o gabarita a ter uma resposta melhor a equipe.
      E não se engane com o fato dele ser indiano, para dizer que não tem patrocinio. Tem muita grana por trás dele, não somente um nome.

      1. Com certeza, mas por exemplo, se acabar a grana e não tiver patrocínio que supre essa falta de grana, fim da linha para ele.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s