Porque a Red Bull tem que apostar em Webber para o título

Talvez pouca gente preste atenção a um fator que possa ser determinante para uma equipe na conquista de um título: o motor. Como sabemos, o propulsor da Renault é um dos mais econômicos da categoria- e ali pode se enxergar um pouco da vantagem da Red Bull no campeonato. Mas, como até foi provado ano passado, o time sofre muito com a falta de confiabilidade dos seus motores Renault. O GP da Europa de 2009 foi o cúmulo desses problemas, onde Vettel sofreu duas quebras no mesmo fim de semana. Depois disso, os problemas ficaram menores e o temido penalty pela falta de motores à disposição não aconteceu. Tivemos também antes do início da pré-temporada este ano o boato de que a Red Bull trocaria os seus propulsores Renault por Mercedes, fato que no final não acabou ocorrendo.

Na verdade, a Renault parece ter ficado com uma imagem ruim diante da confiabilidade de seus motores graças às quebras de Vettel (porque Webber e a dupla da equipe francesa ano passado não teve maiores problemas). O pior é que Horner vive dizendo que lhe falta potência aos seus motores.

Problema é que a equipe não admita que Vettel possa ser um dos causadores de tantos inconvenientes nos motores do time austríaco, inclusive esse ano como vimos no Bahrein. Obviamente que não podemos jogar a responsabilidades desses fatos no alemão, mas é incrível que justamente com ele é que o RB6 tem mais incômodos e problemas.Será, então, que Vettel exige mais do que o carro pode dar?

Provavelmente e a uma grossa maneira, sim. Em 2010 os problemas de confiabilidade nas últimas corridas não se efetivaram (talvez por uma repentina melhora da equipe no propulsor), mas esta imagem consiste em ficar colada em Vettel. Ano passado, no GP da Turquia (palco do acidente entre ele e Webber semana passada) Sebastian perdeu a segunda posição para Webber na largada e tentou recuperá-la na última perna de corrida forçando o equipamento enquanto Webber economizava o seu.

O que nos faz entender que o australiano economize muito mais o seu motor induzindo assim, teoricamente, a menos erros- coisa que Vettel dificilmente faz. Tanto que em circuitos travados, como Mônaco, Sebastian não tem um bom retrospecto: em 2009 estourou seu motor e esse ano não superou ao companheiro. A tática da Red Bull para vencer no campeonato é, apesar de poucos acreditarem, o motor Renault.

Porém, como o estilo arriscado de Vettel não se assemelha à ele, é provável vermos finalmente a Red Bull trocá-los pelos fortes Mercedes em 2011. Se Webber sai ganhando no setor motor, ele é, sem dúvida, um dos grandes favoritos para vencer o mundial. A equipe sabe disso, mas terá que se postular firmemente diante do Aussie.

Canadá nos traz um panorama diferente do episódio, já que não tivemos a edição Canadense em 2009 com Vettel e Webber correndo com os mesmos carros. Mas, voltando para 2008, temos uma prova espetacular do alemão saindo dos boxes e chegando em 8º.

Mas, se Vettel não quiser assistir de camarote a Red Bull colocando seus esforços em um econômico Mark, terá que rever seu estilo agressivo de pilotagem e cuidar mais dos preciosos motores. Senão, o time terá um porque de apostar em Webber para o título daqui para frente para combater a McLaren de Jenson Button…

41 respostas para “Porque a Red Bull tem que apostar em Webber para o título”

  1. Acho que é por que, Webber é muito mais consistente que Vettel, isso nos já sabemos. Acho que eles temem que o Vettel de 2010, pra aposta do título, faça como o Hamilton de 2007, que jogou o título pela janela.
    Mas Sebastian Vettel é um grande piloto, acho que a RBR deveria apostar mais fichas nele do que em Webber.

    1. “Acho que eles temem que o Vettel de 2010, pra aposta do título, faça como o Hamilton de 2007, que jogou o título pela janela.”

      Ele já fez isso em Istambul…

  2. Nossa, Tomas. Acho muito arriscado falar que certo tipo de pilotagem contribui mais para quebras de motores. Não faz sentido. Mesmo uma diferença grande no estilo de pilotagem, o que menos se tem diferença de comportamento é o motor. Enfim, acho que o fato de motores terem quebrado mais com o Vettel é pura coincidencia. Não acredito nessa historia de que o piloto quebra os motores. Acredito que estilos diferentes de pilotagem tem efeitos muito diferentes em freios e pneus, por exemplo, mas em motor não.

    1. Tem sim cara. Varios fatores como aceleraçao, hora de freiar, trocar a marcha. Tudo influencia no motor e consumo de combustivel.

      1. Já imaginaram alguns pilotos de hoje, dirigindo carros de FI com cambio manual. Os caras iam se dar muito mal.

      1. O Vettel trata muito mal suas “namoradas”. A “Amélia” (RB5), a “Kate, prima safada” (RB5), e a “Lucious Liz” (RB6) que o digam.

        Vamos ver se o Sebastian pega leve com a “Mandy”.

        Mas ainda eu sou contra o jogo de equipe e favorecimento para um ou outro piloto. E parece que os pilotos também, a julgar o acidente do GP que ainda não acabou (Turquia) e o Race Edit.

      2. A minha dúvida,Bruno, é o que a Red Bull ganha em favorecer Vettel, tendo em vista que Webber está muito mais calibrado e se controla mais.

        Vettel teve a chance ano passado, esse ano Webber tem a chance de sua vida.

  3. Em 2009 o Vettel bateu em monte carlo….
    Acho que sim, o Vettel força mais os motores que Webber, mas não tanto assim… Teriamos de analisar os números de stress do motor para termos certeza…
    Canadá é Motor Mercedes na cabeça, assim como Monza se tudo continuar da maneira como está..

  4. O Vettel é agressivo demais e causa erros e problemas nos motores, como você disse. Webber mais conservador, porem rapido, consegue chegar vencendo e com seu carro em boas condições. A Red Bull ainda não tem em quem apostar todas suas fichas, é muito cedo. Mas se a carruagem continuar andando desse jeito, Webber deve ser o ajudado no final do ano. Se continuar com essa velocidade e estilo de pilotagem, o australiano irá dar um baile em cima do Sebastian.

  5. Sim Lucas, mas eu não digo que a Red Bull tem que apostar todas as suas fichas agora. Preste atenção no último parágrafo do texto:

    Mas, se Vettel não quiser assistir de camarote a Red Bull colocando seus esforços em um econômico Mark, terá que rever seu estilo agressivo de pilotagem e cuidar mais dos preciosos motores. Senão, o time terá um porque de apostar em Webber para o título daqui para frente (o que não significa exatamente depois de Canadá,claro) para combater a McLaren de Jenson Button…

    1. ´” A Red Bull ainda não tem em quem apostar todas suas fichas, é muito cedo”

      é o que eu disse.

  6. Tomás, mudando um pouco de assunto, tanto a F1 como a Formula Indy, tem uma previsão de motores turbos para 2012.
    A Formula Indy parece que vai mudar radicalmente, será praticamente uma nova categoria e a Formula Um também não fica atrás em uma grande mudança.
    Você poderia ir fundo nessa nova visão que as duas categorias estão projetando!

      1. Acidente feito na Indy. O carro de Simona bateu e pegou fogo. Ela está bem agora…

        E depois dizem que a Indy rivaliza com a Fórmula 1. Sei… o amadorismo do fiscal de pista se enrolando com o extintor de incêndio diz tudo.

      2. É fiquei abismado com tanto amadorismo, já vi um acidente com fogo na Stock car do Brasil e também demoraram a apagar o fogo no piloto que depois veio a falecer por puro amadorismo.
        Você pode ter certeza que vai ter consequencias de graves queimaduras.

      3. Com a diferença que a Indy é muito melhor, mais conhecida, com mais dinheiro e com pilotos de carreira interncional maior.

  7. Sobre a Red Bull, Webber ou Vettel???
    Penso que no final vai sair um piloto bicampeão que não é da Red Bull!

      1. Button é um baita piloto, mais o Lewis é um fora de série, mais experiência conta pontos, mais para o Button a burrada da equipe o fez perder pontos preciosos.

  8. Acho que o Webber irá bater o Vettel e provavelmente ganhe o título. Mas uma ressalva vale no final do seu texto, dizendo que o Webber terá que bater “a McLaren de Jenson Button”. Sinceramente, o Hamilton vai passar o Button já na próxima corrida, talvez na Europa, pois o Button não tem braço pra combater o Hamilton.

    1. Mas o Button poupa mais o motor que Lewis.
      Seja isso o mesmo motivo que você diz que o Webber irá bater o Vettel e provavelmente ganhe o título.

  9. Tomás

    Parabens pela análise meu caro, bastante correta.

    O estilo de pilotagem dos pilotos influencia e muito a durabilidade de quaisquer componentes dos carros. Este estilo “deixa que eu chuto” ou afoito do Tião poderá estar comprometendo a confiabilidade do RB6. Seria muita, mas muita coincidência mesmo que nessas 7 corridas já realizadas, houve 4 ocasiões onde aconteceram problemas no carro dele durante as corridas (vela, no Bahrein – freios, na Austrália – freios novamente, na Espanha – chassi trincado(?), em Mônaco). O Webber teve zero problema nessas 7 provas. Seria muita ingenuidade botar na conta “azar de um e sorte do outro” todas essas quebras.

    Não seria devido a notória deficiência do Vettel em lidar com outros adversários, quando não larga na primeira fila, que estaria fazendo com que ele exija demais do carro para evitar o confronto? A possibilidade de ter que lutar por posições durante as competições pode estar fazendo com que o pé dele fique demasiadamente pesado e as consequências disso sejam este alto índice de problemas mecânicos.

    É um caso a se pensar.

    saudações

    1. Muito obrigado Celso;

      “Não seria devido a notória deficiência do Vettel em lidar com outros adversários, quando não larga na primeira fila, que estaria fazendo com que ele exija demais do carro para evitar o confronto?”

      Boa questão levantada. Do meu ponto de vista acho que é um dos fatores que contribiu para isso. Agora, se realmente for, Vettel nunca será campeão. Onde se viu em uma promessa da F1 ter deficiência em lidar com outros adversários, quando não larga na primeira fila?

      1. Tomás, Nelson Piquet quando tinha um carro com condições de fazer a pole, saia logo no inicio do treino derradeiro e fazia o seu tempo, depois ficava no box.
        Não vejo atualmente nenhum piloto fazendo isso, estão sempre errando em algum ponto da pista e o tempo não vem como gostariam, ai vai novamente, novamente, novamente.
        Treino é treino e qual é o motivo para o piloto tentar fazer o melhor tempo nas seções da Q1 e Q2, se a única a contar para a largada vai ser a Q3??????
        Será que esses pilotos não compreendem que estão forçando o carro?????
        Esqueci que em todas as voltas de classificações ele erram alguma coisa!

      2. “Será que esses pilotos não compreendem que estão forçando o carro?????”

        O Vettel não.rs

        Mas é verdade Luiz, só que os tempos de Piquet eram diferentes (e você sabe muito mais do que eu sobre isso). e também temos que falar que Nelson Piquet era um baita piloto, já experiente e rodado, diferente do Vettel.

  10. No ponto de consistência, o Webber é melhor opção, tendo em vista que o Vettel força mais, arrisca e pode em um lance, pôr tudo a perder, podendo prejudicar os planos da equipe austríaca na disputa pelo título.

    Neste ano, os protagonistas das melhores disputas de pista, estão sendo sem dúvida, a dupla da Red Bull e Lewis Hamilton.

    1. Mas veja o seguinte Diego;

      Webber é mais “calmo” com o carro do que Vettel (está na frente do companheiro no campeonato)
      Button é mais “calmo” com o carro do que Hamilton (está na frente do companheiro no campeonato)

      Sinceramente, esta não é a temporada do arrojo.

      1. Tomás, essa temporada ainda não terminou!
        25 pontos pela vitória faz uma grande diferença.

      2. A verdade, é que Senna foi um só, dirigia no limite sem perder a calma, tinha a frieza, mas era arrojado e arriscava muito e raramente errava. Era um piloto, que sozinho sintetizava : Button+Hamilton+Schumacher+Alonso=Senna.

      3. “essa temporada ainda não terminou!
        25 pontos pela vitória faz uma grande diferença.”

        Eu sei disso Luiz. E é por isso mesmo que esse ano os arrojados não tem vez- porque eles não pensam nos 18 pontos na mão, eles vão pelos 25 e podem ficar sem nada.

        O maior exemplo disso é sem dúvida o que Vettel fez domingo passado…

      4. Essa foi uma das diferenças de Senna e o que o torna um dos melhores da história da F1 (para mim Fangio foi e será sempre o melhor)- arriscar e não errar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s