O campeonato paralelo (estatísticas)

A F1 vive das circunstâncias nas corridas para deixar o resultado final em pauta (as vezes o tapetão ajuda..). Por exemplo, a batida de Webber e Kovalainen na nona volta do GP da Europa mudou o rumo da corrida e do campeonato. A batida de Lewis em Barcelona. O esquecimento de tirar a tampa de refrigeração do motor de Button em Mônaco. O acidente de Vettel e Webber em Valência e por aí vai…

O que poucos pensam é como estaria o campeonato se levássemos em conta o resultado no treino classificatório. Ali, o panorama é um pouco mais “real”, a não ser se tivermos chuva ou batidas individuais de pilotos (Alonso em Mônaco). Pois eu tomei a liberdade de calcular os pontos dos pilotos no mundial se estes fossem contabilizados no treino. O resultado é absurdo, com um banho extraordinário da Red Bull:

(Posição-Piloto-Pontos no treino- Pontos reais)

  1. Webber 180 (106)
  2. Vettel   178 (115)
  3. Hamilton 103 (127)
  4. Alonso     81 (98)
  5. Rosberg   69 (75)
  6. Massa     68 (67)
  7. Button    68 (121)
  8. Kubica    52 (83)
  9. Schumacher 42 (34)
  10. Sutil      16 (31)
  11. Hulkenberg 14 (1)
  12. Barrichello 14 (19)
  13. Liuzzi 10 (12)
  14. Kobayashi 4 (7)
  15. Petrov 3 (6)
  16. Buemi 0 (7)
  17. Alguersuari 0 (3)
Notamos que sem dúvida Vettel e Webber estariam disparados e incrivelmente “quase empatados”. Eles também são os maiores prejudicados em corridas, perdendo 63 pontos com Sebastian e 74 com Webber.
Button seria disparadamente o maior beneficiado com posições em corrida, com 53 pontos a mais.Se contássemos os treinos, estaria apenas em 7º no campeonato. Na “vida real”, está em segundo.
A situação de Felipe Massa é praticamente a mesma, com apenas 1 ponto de vantagem em relação a treino.
  1. Red Bull 358 (218)
  2. McLaren 171 (248)
  3. Ferrari  149 (165)
  4. Mercedes 111 (109)
  5. Renault  55  (89)
  6. Williams  28  (20)
  7. Force India  26  (43)
  8. Sauber  4   (7)
  9. Toro Rosso  0  (10)
Nas equipes, a Red Bull continuaria com a diferença monstruosa, tendo mais do dobro de pontos de sua concorrente mais próxima, a McLaren. “La trás”, Williams passaria Force India e Sauber a Toro Rosso.
Com isso, acredito que todos preferem mesmo é a situação atual e real. Pois senão, a Red Bull estaria dando um banho épico e o campeonato estaria reservado a uma fantástica disputa entre Vettel e Webber. Azar seria de Hamilton, Button, Alonso e cia.

2 respostas para “O campeonato paralelo (estatísticas)”

  1. Que belo trabalho Tomas, show de bola.

    Para quem ainda tinha dúvidas de qual é o melhor carro do grid, ta aí a resposta.
    Ainda bem que a RBR teve bastante contra-tempos, senão esse campeonato ja tava no papo, não teria a mínima graça.
    Até as trabalhadas da FIA ajudaram no equilíbrio das forças rsrsrsrs….

    Só o Massa que não lucrou nada com isso né? Impressionante como o Massa tá fraco esse ano, e ele ainda vem dizer que acredita no título? Fanfarrisse pura!

    Abraço

    1. Obrigado Dorfão!

      É mesmo, as corridas estão sendo vitais para a sobrevivência do resto das equipes no campeonato.
      Engraçado o paralelo de Button e Webber.
      Mark gostaria que tudo terminasse nos treinos, assim teria 180 pontos e seria líder do campeonato.
      Já Jenson não, ele tem quase o dobro de pontos em situação de corrida…

      abraço

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s