Por que Hamilton ainda pode ser campeão em 2010

[estreando o primeiro convidado do blog neste período de férias na F1, Allan Wiese, leitor e comentarista, fala sobre as chances de Hamilton na temporada de 2010 e faz um retrospecto interessante sobre os grandes momentos do inglês no ano].

Atendendo à solicitação do Tomás para falar sobre Hamilton, peço licença para escrever sobre aquele de quem sou fã.

Lewis Hamilton não é mais o líder do campeonato. Seu carro quebrou na última prova e isso o deixou 4 pontos atrás do líder Webber. Olhando de maneira superficial pode-se dizer que ele é, junto com Button, o piloto com menores chances de título, já que seu MP4-25 chegou à parada como o terceiro melhor carro. Mas fazendo uma análise mais abrangente, é possível dizer que Hamilton está mais do que vivo na disputa pelo título.

Juntamente com Button, ele foi o piloto mais constante dessa primeira parte da temporada. Por falha de estratégia não foi ao Q3 apenas em uma oportunidade. Sempre extraiu mais do que o carro era capaz de lhe fornecer e é fácil perceber isso pela comparação com Jenson Button: em 8 oportunidades largou na frente dele e também em 8 oportunidades chegou à sua frente ao término da corrida.

Nas duas ocasiões em que abandonou a corrida, tinha um carro nitidamente mais fraco mas, mesmo assim, não deixou seus adversários distanciarem. Em Barcelona ficou 1.2s atrás do tempo do Pole Position. Estava em segundo lugar – depois de ter dado um chega pra lá em Vettel na saída dos boxes que nem mesmo Schumacher soube fazer com tanta maestria em Kubica – e Webber, que estava em primeiro, chegou a ver a McLaren de número 2 ao seu lado no final de uma reta, além de estar a menos de 5 segundos do líder quando sua roda quebrou e ele abandonou a prova.

Na Turquia, quando “herdou” a vitória, não foi obra do puro acaso. Se não fosse a pressão que ele estava imprimindo sobre Vettel, esse talvez não fosse com tanto ímpeto para cima de Webber. Pode-se perceber nas imagens do acidente entre as Red Bulls que Hamilton estava colado neles (com Button logo atrás). E quando Jenson o ultrapassou Hamilton retomou a ponta na curva seguinte com muita habilidade e autoridade.

No Canadá foi superior em praticamente todo o final de semana. Fez uma pole voadora, fruto de muita habilidade somada à sorte de ter passado sobrando 3 segundos para zerar o Q3, o que lhe permitiu fazer mais uma volta e, esta sim, perfeita, impondo quase 0.3s para o segundo colocado. Na média dos tempos daquele final de semana os pneus macios, que Hamilton usava, estavam garantindo uma vantagem entre 0.15 e 0.2s sobre os pneus duros, que as Red Bulls usavam naquela ocasião.

Não foram apenas os pneus, e nem mesmo a diferença de peso do tanque com menos uma volta de combustível, que o colocou como único piloto até aqui a tirar a hegemonia das poles dostouros na temporada. Nas provas com fatores externos da temporada mostrou todo o seu arrojo. Na Austrália partiu pra cima logo na largada e, ao perder posições devido à troca para os slicks, foi se recuperando novamente até ser atingido por trás por Webber. Na Malásia, depois de largar de 20º, chegou 14 posições à frente, estando na zona de pontuação com menos de 10 voltas.

Lewis ultrapassa Schumacher

Na China, outro show de ultrapassagens e arrojo, que o levaram ao segundo posto da prova. Largadas fortíssimas em várias ocasiões, ultrapassagens arrojadas não importando sobre quem, alguns momentos polêmicos em suas manobras, mas que mostram a sede por vitórias que ele tem.

Aprendizado constante ao lado de um piloto que tem um estilo completamente diferente do seu mas que consegue chegar na frente da mesma maneira que ele. Some tudo isso à uma equipe que tem uma capacidade incrível de evoluir durante uma temporada, que tem uma das maiores confiabilidades do grid e sua alegria em guiar carros de corrida e você verá que, mesmo que a situação pareça desfavorável, Hamilton tem, sim, claras chances de se tornar bi-campeão mundial de Fórmula 1 em 2010.

Por Allan Wiese

41 respostas para “Por que Hamilton ainda pode ser campeão em 2010”

  1. Allan,

    Gostei! Claro que é fácil me agradar quando se trata do Luís Carlos. Também sou seu torcedor. Então, é como pregar pra convertido. Fácil, fácil.

    Tenho lá minhas expectativas com o LC. Mas, sejamos sinceros, esperávamos muito mais da McLaren já pro grande prêmio inglês. Algo como a reviravolta magiar de 2009. E a tal melhoria significativa não chegou. Nas últimas quatro corridas, o gap pras ponteiras só foi aumentado. Fiquei temeroso.

    Vamos ver se pelo menos conseguem diminuir o prejuízo da fase européia até o término desta. E mostrem força no retorno ao oriente e ao continente americano.

    Acho que o campeonato vai seguir apertado. Se for pra ficar na mão da RedBull, acho que Webber tem mais chances. Está destruindo Vettel com parcimônia.

    Quanto à Ferrari, falo sem medo de queimar as pontas dos dedos, é só fogo de palha. Sem a FIA, Maranello não ganha campeonato. Quanta maldade. Chance eles têm, sim. Tou zoando. Mas acho que está muito longe pra eles. Fernandinho é um fanfarrão!

    1. Essa foi a grande decepção para a torcida de Woking, com certeza. Talvez a pressa em trazer as inovações planejadas para Silverstone e Hockenheim no mesmo final de semana podem ter contribuído para isso. Mas assim como a Ferrari começou relativamente bem, se perdeu e voltou a andar forte, o mesmo pode acontecer com Woking. O tempo está mais curto, mas como eu falei, muitas vezes eles já provaram ter essa capacidade.

  2. A McLaren, mesmo em desvantagem em termos de equipamento, Button e Hamilton estão conseguindo pontuar com frenquência, perdendo poucos pontos e seguindo firme na disputa pelo título. Na Turquia, mesmo com o incidente das Red Bulls, ambos estavam próximos e ganharam a liderança de presente. Por enquanto, a equipe de Woking vem conseguindo administrar as disputas entre seus dois pilotos, o que pode ajudar na parte decisiva.

    Fernando Alonso ainda tem chances, mas acho difícil, já que ele tem uma certa desvantagem em relação aos líderes.

    O favoritismo é da Red Bull, mas os conflitos ocorridos entre os dois competidores do time austríaco poderão ocorrer novamente, podendo ajudar os adversários e tirar da equipe das bebidas energéticas uma boa chance de faturar o caneco.

    1. O bom clima entre os dois pode realmente garantir bons frutos no fim da temporada. Se na última prova algum dos dois necessitar da ajuda do outro para defender uma posição ou até mesmo ganhar uma posição para tirar pontos dos adversários, o outro ajudará com certeza. E se a disputa estiver aberta entre eles até no final, com certeza nos darão grandes shows de habilidade pura.

  3. E apesar da goleada q o Hamilton está dando no Button, em corrida e em classificação, a diferença entre os dois é de míseros 10 pts, ou um 5º lugar.

    Bela briga interna entre os dois últimos campeões mundiais.

    1. A prova de que estilos diferentes podem chegar ao mesmo lugar.
      Não tem como não pensar em comparar as duplas da McLaren de 2010 e de 1988…

    1. 2007: vice-campeão.
      2008: campeão.
      2009: campeão do resto (não teve carro em condições de brigar desde o início da temporada, mas foi o melhor entre os que estavam nessa “categoria abaixo”).
      2010: vice-lider sem ter o melhor carro do ano.

      Acho que não se pode descartá-lo mesmo, hehehe…

  4. Stewart, sobre Schumi:
    “Quase vimos algo terrível”
    “A ação de Michael convidava-nos a presenciar um desastre, estivemos a um milímetro de viver algo terrível”.
    “Muito impactante porque um piloto não deve pilotar assim, de forma deliberada, porque as rodas podem travar ao se tocarem naquela velocidade em plena reta, Rubens e Michael, não teriam escapatória.”

  5. Allan,

    O Miltinho, pelo conjunto da obra, que enche nossos olhos seria meu candidato, juntamente com a Canguru, que está sabendo, de uma maneira muito consistente, aproveitar todo o potencial do Newey RB6. São para mim os que mais estão merecendo.

    abç

    1. Celso: se Hamilton não tiver condições de ser campeão, torço para Webber, com certeza! Vettel não merece ainda…

  6. É uma pena um piloto de F1 depender tanto do carro….
    F1 ter braço infelizmente não é o primordial, Hamilton tem mais braço que todos ali, porem o MP-25 tá caindo pelas tabelas, eu torço e muito para que a diferença entre Woking e a Ferrari e RBR seja mesmo o bico flexivel, para que a FIA proíba ou a Mclaren possa entegrar isso ao carro, nivelando a disputa.

    Um talendo como o Hamilton merece condições iguais para poder disputar o título, mas ele é tão bom que mesmo contanto com equipamento inferior é capaz de de dar trabalho aos rivais, fazer pole, ganhar corrida e liderar a tabela.

    Não é impossível!!

    Go AFRO-SENNA GOOO!!

    1. Dorfão,

      Antes fosse só o tal bico…
      Tão dizendo que a asa rígida que é flexível dá uns 0,2 segundos.
      E aí parece estar a principal diferença entre os Ferrari e os McLaren.
      Mas a diferença destes dois pros RedBull é algo “muito além da imaginação”.
      Já penso que a temporada vai acabar e não vamos saber o que foi o RB6 by Newey.

      1. Lembrando que a Red Bull está buscando melhorias assim como o “F-Duct v2.0” e o refinamento aerodinâmico assim como as outras equipes. Portanto o time de Woking vai ter bastante trabalho para descontar essa diferença.

        O próximo GP deverá ser bem animado e com mais surpresas.

      2. Nossa Alexandre, então o negócio tá feio para nós mesmo, e pensar que em 2009 a situação do MP-24 era bem pior que a atual, e mesmo assim conseguiram melhorar aquele carro, aproveitando-se dessa melhoria Hamilton ganhou 2 corridas e poderia ter ganho mais…
        Atualmente o MP-25 esteve lider na tabela tanto nas mãos do Button como do Hamilton e agora vê a distancia de desempenho para os rivais só aumentar….
        Coisas desse esporte chamado F1 ne… paciencia…

        Abraço

    2. A diferença entre Red Bull e os outros é gritante na classificação. Mas na corrida, que é o que importa e onde os pontos são conquistados, o MP4-25 é muito forte e nossos pilotos conseguem capitalizar muito em cima disso. Como falei no texto, mesmo nas provas em que a diferença para o tempo de pole era gritante, o ritmo de corrida permite que andemos juntos com eles para colocar pressão e nos aproveitarmos de possíveis erros ou diminuição de ritmo por motivos quaisquer.

  7. Se a McLaren tivesse este carro da Red Bull, Hamilton e Button seriam os únicos na disputa pelo título. Eu ainda acredito na McLaren, principalmente no Hamilton.

    1. Não há dúvidas disso.
      Mas a Red Bull ainda está aprendendo (que bom, por que se já soubesse como fazer esse campeonato não teria graça nenhuma).

  8. Hamilton ainda vai fazer o Galvão engolir muitos títulos: “o Hamilton não pode ser chamado de gênio ele erra muito” quem é o Galvão para decidir quem é o que na F1? O inglês é muito fera, sarcástico ao estilo Senna/Schumacher/Alonso, joga duro e tem que ser assim hoje se quiser escrever seu nome na história. Gosto do estilo de Hamilton melhor atacar sem se importar com o mundo do que ficar choramingando. Assim como Vettel ainda vai melhorar muito com o passar do tempo! Hoje os brasileiros elogiam muito o Hamilton, mas isso vai mudar quando ele se tornar Tricampeão, Tetra…depois a maioria vão minimizar seus feitos para não ofuscar o “herói” nacional, já vi essa história antes. O Galvão morre de medo do Alonso ser Tricampeão na Ferrari, de ver um Vettel ou Hamilton passar dos 3 títulos, 40 vitórias, 60 poles…e as chances são grandes porque esses dois pilotos tem muito tempo ainda e sempre vão estar nas grandes equipes. Com menos de 3 ou 4 títulos Hamilton e Vettel não saem da F1, Alonso esta com 2/3 da carreira ainda tem tempo para ser até tetracampeão, menos de 3 títulos o espanhol não sai da F1. Hamilton pode ser campeão, mas a equipe tem que reagir, essa quebra na Hungria foi um balde d’água fria! Se Alonso e Hamilton não reagir nas próximas 3 corridas a decisão fica entre Vettel e Webber, e aí a equipe pode até dar uma “ajudinha” ao alemão na busca pelo título, é mais fácil a equipe depois ter “retorno” com Vettel campeão que com Webber, existem muitos interesses comerciais na F1, sempre foi assim nas equipes!

    1. É engraçado ver que, quando Hamilton sai da pista por falha mecânica, ele sempre narra como se a culpa fosse dele e é obrigado a “engolir” quando vê que é falha do carro…

  9. Olha Allan, eu concordo com o que vc diz sim…muito bom o texto!!
    Pode esperar uma melhora da Mclaren nessa próximas corridas, pois são rápidas, caracteristicas que são, ou já foram da Mclaren.

    Abração e até mais

    1. Os speed traps ainda são fortemente dominados pelas McLarens Lucas. E apesar de a Red Bull andar forte em todas as pistas, em algumas delas eles não vão tão bem assim. Foi nessas pistas que McLaren e Ferrari obtiveram alguns de seus triunfos e é em cima disso que eles continuarão trabalhando até o fim da temporada.

  10. Muito bom o texto, escreve muito bem Allan. Quanto ao Hamilton eu desacredito no seu bicampeonato esse ano. As Red Bulls estão muito fortes e, se a Ferrari não vencer o campeonato, pelo menos vai tirar uns pontinhos da equipe inglesa, que precisa melhorar muito.

    1. Luiz: a Red Bull está forte sim. Mas se a Ferrari tirar pontos da McLaren também estará tirando pontos da Red Bull. E isso pode ajudar mais a McLaren do que eles gostariam, já que a briga dos construtores está mais focada entre Red Bull e McLaren.

      1. Você tem razão. Mas parece que os pontos serão tirados apenas da McLaren, pois acho que o carro da RBR está além das duas equipes.

  11. Digo que, ao lado de Webber, é meu candidato ao titulo o inglês. Está guiando muito esse ano e foi lider enquanto pode com um carro inferior. Vamos ver se a McLaren se ajeita até Spa e continua na briga. Torço por isso, até para que o final seja emocionante até porque será o titulo pode ser decidido na chata Abu Dabhi.

  12. Desculpe-me discordar um pouco das opiniões aqui, mas acho que todos estão analisando de forma um pouco equivocada, pois a Mclaren não consegue acompanhar o ritmo da Ferrari que neste momento está muito longe da RBR. Ainda mais que a Ferrari já tem uma grande atualização em sua parte traseira para o próximo grande prêmio, incluindo nova caixa de câmbio, suspensão traseira e novo difusor que parecem, pelas afirmações de membros da equipe, colocar o F10B em um nível maior de aderência. Estes upgrades da Ferrari já vem a bastante tempo sendo desenvolvidos, quando já se falava em uma versão “B” da F10 no começo da temporada. Por tudo isso, vejo a Ferrari como a adversária da RBR nesta fase final de campeonato, mesmo perdendo os pontos da corrida da Alemanha numa possível punição. E, para finalizar, penso que não parou por aí as idéias de Adrian Newey para este carro até o fim da temporada.

  13. Grande iniciativa Tomás bem legal. 😉

    Gostei bastante do texto Allan. Hamilton sem duvidas está disputando o titulo, mas Webber vai incomodar até o fim.
    Lewis amadureceu muito em 2010, não erra mais tanto e é rápido. Porem, o MP4-25, mesmo sendo infinitamente melhor que o antecessor, é “pior” que o RB6 e isso atrapalha, e muito os ingleses. Webber teve a sorte de ganhar um bólido que beira a perfeição, o que ajuda muito, mas não se pode tirar os méritos de Webber.
    Agora, o pessoal de Woking terá de trabalhar forte para copiar a asa flexivel da Red Bull e Ferrari, porque senão ficara muito pra trás no campeonato, tendo em vista que as próximas duas pistas são de alta velocidade (Spa e Monza).

    1. Obrigado Lucas.

      Webber está realmente em um grande momento. Mas, vou dar novamente a minha opinião, se o MP4-25 melhorar um pouco, o que é provável, devido à capacidade de Woking, e Webber voltar a ser o que sempre foi, inconstante, Hamilton está ali pertinho. Essa é a temporada em que Webber tem sido mais constante. E ainda assim vemos provas como Hockenheim, Valência, China, Austrália, onde ele foi mal e, ou não fez pontos, ou fez pouquíssimos pontos. O regulamento desse ano valoriza a vitória, mas com metade das vitórias de Webber, Hamilton está ali colado pela constância.
      O favoritismo ainda é todo da Red Bull e a Ferrari está fortíssimo, mas torcer baseado em um histórico não faz mal a ninguém, não é mesmo?

  14. Que beleza hein Allan, seu texto está rendendo muito meu amigo!
    Essa iniciativa de trazer convidados está muito bacana mesmo. Parabéns!

  15. Hamilton é um piloto extraordinário. É candidato forte ao título, principalmente porque teremos em sequência 2 pistas muito favoráveis ao MP-4/25.

  16. Belo texto. Também acho o mesmo, o Hamilton pode sim ser bi-campeão. Torço para ele. Se não der mais para o Hamilton, torço pro Webber.

    No começo da temporada a gente não via quase nenhuma ultrapassagem, mas quando tinha o Hamilton no meio, ele sempre ultrapassava. Na China se tivesse mais duas voltas ele passaria o Button. Na verdade, atropelaria, isso sim.

    Potencial ele tem, resta saber como a McLaren voltará para a Bélgica.

  17. O Vettel já fez muitas cagadas, mas, mesmo assim ainda acho que é o favorito pela enorme superioridade do carro. Webber vem em segundo.

    Se fosse só pela qualidade da pilotagem o titulo estaria entre Hamilton e Button.

  18. Hamiltom ja que você gosta do piloto Ayrton Senna tri campeão mundial de formula 1 por que você ainda não fez homenagem para ele na primeira corrida de maio deste ano ???????????

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s