O destino da Lotus em nossas mãos

Já discutimos na semana passada, rapidamente, o complexo assunto da guerra entre a Proton e Tony Fernandes pela possessão do nome “Team Lotus”, que nada mais é do que a Lotus que um dia foi de Colin Champan. Agora, mais um capítulo desta história acaba de começar- e o que parece ser a desistência de Tony por manter o lendário nome.

Trata-se da já desesperada alternativa que Fernades, vendo a crítica situação em que está metido, iniciou no seu twitter uma “mini-campanha” em que pede aos seus seguidores que mandem sugestões de nome para a sua equipe na próxima temporada.

É um modo de fazer com que a Lotus seja mais “democrática”, com a intenção de ver, ao mesmo tempo, se os fãs da equipe malaia aprovariam uma mudança de identidade ou se incentivariam Tony a continuar sua luta pelos direitos autorais.

E o RT de Tony no seu twitter ao “I HATE dany bahar!” (CEO da Lotus Cars), demonstra um pouco até onde foi o drama.

Vale lembrar que nos testes de novatos hoje, a equipe estampou no T127 a mensagem “thank you Lotus fans”, e, apesar de que este assunto envolvendo o nome Lotus, que foi tão marcante na história da F1, esteja já sendo levado a alturas deselegantes, não custa nada enviar alguma sugestão à Tony. Sejam criativos!

5 respostas para “O destino da Lotus em nossas mãos”

  1. Gostaria que o Fernandes conseguisse o tão desejado nome, Team Lotus, pois acho que essa equipe, apesar de ser malaia, e não britanica, é uma legitima Lotus, pelo menos em espirito, acho demais ter ela com esse nome.

    Abraços

  2. Na verdade, Lucas, ele já possui o nome “Team Lotus”. O problema está em que a Proton (o mesmo que Lotus Cars) agora o quer, pois planeja comprar os 25% da Renault e assim colocar o nome Lotus associado aos franceses, que agora seriam a Genii e Proton.

    E como a FIA não permite duas Lotus simultâneas no grid, agora toda a pressão está contra Tony, e a sua decisão irá ser peça chave nesta história.

  3. Essa história vai dar muito pano prá manga!! A Lotus Cars é uma montadora, fabrica carros de passeio esportivos (muito bonitos, por sinal), um deles é o Evora, então o interesse dela pela escuderia na F1 também faz sentido, já que é um ótimo lugar prá se vender a marca e testar novidades que podem ajudar a desenvolver seus carros. O Toni tá meio sozinho nessa briga, vai ser difícil prá ele!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s