2011: O ano da redenção para Schumacher

Talvez a volta do piloto com mais títulos na F1 não tenha sido como se esperava, ou como era para ser. Schumacher retornou, mas não subiu nem uma vez ao pódio em 2010. Foi uma volta corajosa, é bom dizer, pois enfrentar a nova geração de pilotos que é fabricada a cada ano não iria ser algo fácil para um homem de 41 anos.

Mas Michael conseguiu pontuar com regularidade, e se estabelecer na nona colocação do mundial- algo pífio em comparação aos tempos de Ferrari. Só que essa comparação chegaria a ser cruel, superficial e injusta. Schumacher voltou, mas não na Ferrari que dominou a metade da década de 2000.

Voltou na Mercedes, uma equipe que está iniciando o trabalho nesta nova era e se reestruturando. Não são todos os pilotos que conseguem reerguer times do zero. Michael iniciou o trabalho agora, três anos depois do seu último GP em 2006. São 19 corridas de um outro Schumacher, mais velho, desgastado, mas com sede de vencer e pronto para a batalha- como sempre.

Vale lembrar, no entanto, que é normal o que ocorreu. O circo da F1, tão acostumado a ver Schumacher vencer corridas e títulos consecutivamente, não esperava não ver Schummy nem sequer no pódio em 2010. Mas a explicação talvez se resuma a uma única coisa, que é o Mercedes W01, um carro que nesta temporada não tinha o potencial de vitória. Ninguém é mágico.

Mas, se 2010 não foi o ano, 2011 pode ser. Ou tende a ser, provavelmente pelo motivo de não se aceitar que Schumacher não vença e dispute títulos. O primeiro passo a ser dado para a redenção é combater o problema com os pneus, e a entrada de uma nova marca dá a chance de iniciar do zero, assim como todos os outros 23 pilotos. Ali a capacidade de aprendizagem estará sendo posta em ação para o Kaiser.

Depois, o que já não é um problema, mas sim uma questão de trabalho, é o W02, possível nome do carro da Mercedes no próximo ano. Se o W01 começou com problemas para Shumacher, é de se esperar que agora, com dados certos, tendo em base a temporada que passou, o carro seja, dentro do possível, mais confiável e guiável para o alemão. Vencer corridas já é a meta de Michael.

Ainda temos as mudanças internas, onde alguns empregados serão trocados de posição, como no caso de Andrew Shovlin, engenheiro de Schumacher neste ano (e campeão com Button em 2009), que agora passará a ser engenheiro-chefe da equipe. Ninguém será demitido, mas ninguém será contratado. De qualquer modo é um ponto positivo, já que a tendência é que se forme um grupo mais forte, com informações e dados precisos na evolução do projeto em conjunto.

E, obviamente, com a troca de posto de Shovlin, Michael terá um novo engenheiro de pista. O homem que é o favorito para ocupar esta posição é Mark Slade, engenheiro bem-sucedido, que trabalhou na McLaren com Mika Haikkinen, Kimi Raikkonen e Heikki Kovalainen. Nesta temporada Slade se mudou para a Renault, ocupando o posto de engenheiro de Petrov. Nico Rosberg também mudará seu engenheiro, e tudo aponta para Tony Ross, que trabalhou com o próprio Nico nos tempos de Williams.

Ainda se comenta que Ross Brawn e Norbert Haugh também troquem suas posições, com Ross não tão presente nas corridas e ocupando um papel mais importante na sede da equipe.

Ou seja, é notável que a Mercedes está se focando seriamente em 2011, e talvez seja uma força que incomode as três dominantes do momento, como Alonso comentou alguns dias atrás.


Será importantíssimo, como base, um carro competitivo. Depois, ver se essa competividade for forte como para vencer ou não. Se não for no Bahrein, será necessário evoluir, para ser páreo nas próximas etapas. Um sucesso logo de cara seria interessante para a Mercedes e o próprio Schummy.

E não esqueçamos de Rosberg, que foi muito melhor que o velho alemão nesta temporada. Ainda faltam um pouco menos que dois meses para as apresentações dos carros, mas  o trabalho já começou.

Vocês apostam em Schumacher voltando à velha forma e vencendo corridas em 2011? A seção de comentários está logo abaixo.

36 comentários em “2011: O ano da redenção para Schumacher

  1. Se tiver um carro competitivo nas mãos, acredito que ele dê muito trabalho aos adversários, como fazia nos tempos áureos de Ferrari.

    Na Fórmula 1, o piloto também depende de um bom carro para ter resultados mais expressivos, e almejar vitória, pódios e títulos.

    Neste ano, Schumacher voltou depois de três anos sem dirigir um carro da categoria, que passou por diversas mudanças, além de perder ritmo, o que também influiu bastante nos resultados inexpressivos que teve ao longo do ano.

    • Como disse, o desempenho do W02 será essencial- aliás, isto até é uma obviedade.
      Mas muitas vezes a adaptação não é tão simples, e aí mora o problema.

  2. Lembrem-se que Schumacher elevou a Benetton à um patamar de bi-campeã, reergueu e Ferrari à uma potência de ganhar titulos, logo…

    • Só um pitaco no seu comentario, quem preparou e muito bem a Benetton para Schumacher, foram os pilotos Piquet e Moreno, que acertaram o carro, que o Schumy usou no ano seguinte. Eu, particularmente não tenho a menor simpatia pelo Piquet, mas não poderia deixar de fazer esse comentario em sua defesa, afinal, eu acompanhei a peregrinação e todas as dificuldades, que tiveram para acertar aquele carro e todo mundo sabe, que o Piquet é um dos poucos Pilotos/mecanico, que passaram pela FI.

      • Sim, inclusive acertaram o próprio carro de 1991, pois Schumacher estreou na Benetton apenas no GP a Itália, a corrida número 12 da temporada, quando entrou no lugar de Moreno.
        Nesse mesmo ano, antes, Piquet já tinha vencido um GP (Canadá, o último de sua carreira) e marcado três pódios. Schummy chegou já com o carro todo desenvolvido e pontuou 3 vezes nas últimas 5 corridas.

    • logo… não quer dizer nada, pois estamos em uma outra época, onde evoluir um carro do zero é uma missão muito mais difícil, e Schumacher já não tem a mesma idade da sua melhor época, nem um carro invencível e Briatore na equipe, como na benetton.

    • Sim ,mas isso foi há anos atras, com uma equipe de primeira ( Birne, Brawn, Todt)….o cara ta desgastado…..

  3. Ér, realmente ele deixou todos tristes; mas mostrou que uma readaptação demora. Esperamos que 2011 o “Schumacher” volte de verdade.

  4. O Schumacher, tambem teve sérios problemas de adaptação com os pneus, todos apostam que no proximo ano, muita gente ira melhorar a performance, já que este item é hoje um dos mais importantes para o bom desempenho do carro. Quanto aos reflexos, bem isso já implica em outro fator, que infelizmente não pode ser melhorado, infelizmente só piora com a idade, e disso o Schumy não escapa com certeza.

  5. Ele estava a 3 anos sem correr, e voltou com um carro razoavel. Eu mesmo não esperava muita coisa dele. E c0ntinuo sem acreditar em algo mais do que 1 ou outra vitória. Com um novo carro e um novo pneu, ele pode conquistar isso.
    Sobre as trocas de posições de Brawn e Haug, acho dificil pois o Haug está em todas as corridas no DTM, e acho dificil ele sair de lá.

    • Schumacher tem esta chance, de começar o trabalho com os Pirelli desde zero como todos os outros. É uma vantagem, por um lado, pois ninguém está preparado.
      Vamos ver se os dados que a Mercedes coletou são frutíferos.

  6. Eu espero ansiosamente a temporada de 2011 para ver Schumacher guiando. Não sei se vai vencer, subir no pódio, mas vai melhorar.

  7. Fazendo uma aposta sem saber como a Mercedes estará competitiva, aposto em pódios. Depois, de uma corridas do mundial, saberemos se será duficiente para vencer.

  8. É, ano que vem tem tudo para que Schumacher faça um temporada melhor do que a que passou…
    Eu não sei, mas as vezes eu o via com sorriso no rosto igual a quando estamos “apenas” nos divertindo sem compromisso.

  9. Em 2011, Schumi deve ter um ano melhor que este. Ele e Massa tem estilos de pilotagens praticamente iguais, o que me faz pensar que se, se um se adaptou aos pneus, o outro também. Só se falta saber se os carros estarão a gosto deles.

  10. O Ico postou, recentemente, em seu blog, um vídeo do Jackie Stewart falando sobre como pilotar em Mônaco. Achei sensacional, e como o próprio blogueiro disse, uns dos melhores vídeos do YouTube. Quero propôr que, depois da análise da temporada de 2010, podíamos discutir esse tipo de coisa, vindo das lendas da F1, como o próprio Stewart, o Emerson, Senna, Piquet, Prost, entre outros. Cada vez está mais raro essas coisas na atual F1, aonde tudo é segredo. Claro, apenas uma simples sugestão, uma ideia.

  11. Piquet foi o responsável também pelo desenvolvimento do carro Benetton em 93,94,95? Me desculpe, mas Piquet só venceu na Benetton quando alguma coisa dava errado com Mclaren ou Williams, carros de dominaram os anos de 90/91/92/93. Piquet ainda na ATIVA na Lotus e Benneton pouca coisa fez, ele mesmo admitia que sua fase boa já tinha passado. Schumacher com pouca experiência fez um ótimo trabalho em 92, manteve o nível da Benetton nos anos anteriores, mas a motivação na equipe em 91 era maior com o alemão que com o brasileiro, Schumacher até chegou a frente das Mclarens em 92, para um novato isso foi muito relevante na época, lembrando que o alemão também andou na frente de Senna em algumas corridas na chuva, isso também chamou muito atenção! Agora, não dá para querer comparar o Senna com 9 anos de F1 contra um alemão que tinha apenas 22 corridas ao final de 92, uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa. O que tem que se destacar é a performance de Schumacher ainda novato entre os grandes da época, e quem viu sabe que o alemão com carro inferior incomodou muito, mas isso é até normal, sempre um novo talento chega incomodando! O que Schumacher fez nos primeiros anos de Ferrari, ele já tinha feito na Benetton, mas resolveu sair da equipe campeã para correr em uma equipe que era uma piada, no caso a Ferrari! Schumacher tomou essa decisão depois da morte de Senna, com o brasileiro vivo Schumacher não sairia da Benetton, pois já tinha formado uma super equipe, estava em alta na pilotagem, com certeza ia trocar títulos com Senna até a aposentadoria do brasileiro, mas Senna só ia conseguir disputar títulos com Schumacher se tivesse um grande carro, Senna seria campeão se ficasse na Lotus em 88/89/90/91? Seria campeão se ficasse na Mclaren em 94/95/96/97? Essa é a diferença, Senna sempre dependeu de um grande carro para disputar títulos, já Schumacher, onde ficou fez o carro chegar ao título, nunca chegou e foi campeão em um carro pronto, quando chegou ao domínio nos anos 2000 foi porque desenvolveu o carro antes! Schumacher ia dominar mais ainda na Benetton, mas sua motivação não era a mesma, precisava de um novo desafio, por isso trocou uma equipe que ganhava TUDO em 94/95 para correr de lixo em 96, o curioso é que logo no primeiro ano de Ferrari venceu 3 corridas históricas(lembrando que a Ferrari só venceu 2 corridas entre 91 e 95). Hoje no Blog do Gomes vi um post destacando o belo trabalho do Badoer como piloto de testes, mas o trabalho do italiano era mais focado para resolver o problema de confiabilidade(não dá para o titular fazer tudo), precisava rodar milhares de Kms para resolver o problema de quebras! Já a função de Schumacher era deixar o carro cada vez mais veloz, a equipe só progrediu desde sua entrada em 96. Todos os setores da Ferrari teve que chegar ao nível do alemão, lembrando que a Ferrari corre com chassi/motor/câmbio da mesma marca, ou seja o trabalho é muito mais complicado. Um bom ex é a Mclaren em 1987, tinha um ótimo chassi desenvoldido pelo Prost, mas a Porsche não tinha mais motivação na F1, o motor em 87 não fazia mais a “diferença”, o que a Mclaren fez? Fechou contrato com o melhor motor daquele momento, o Honda, que curiosamente foi desenvolvido na Williams por Piquet, e na Lotus pelo…Satoru Nakagima!!! Em 88 a Mclaren tinha o melhor chassi e o melhor motor, não teve pra ninguém, Senna só sentou e pilotou, não desenvolveu nada, o curioso é que Senna só foi campeão graças ao regulamento de descartes, na pista Prost foi melhor…

    Engraçado que o Galvão e o R.Leme sempre destacaram a sorte de Schumacher, Hamilton e Alonso, mas nunca se lembram da sorte do Senna nos “descartes” de 88, ou das várias quebras da Willimas em 91! No caso de Schumacher na Ferrari as dificuldades foram muito maiores, a equipe estava em crise a vários anos, quando o motor era um foguete, o chassi não ia bem, quando resolvia o problema de motor e chassi, o câmbio deixava na mão(fora resolver o problema de aerodinâmica, que começava ter papel cada vez mais importante no final dos anos 90). Quando o motor/chassi/câmbio deixava na “mão”, não tinha essa molesa de trocar por outro mellhor, tudo tinha que ser desenvolvido. Entre 91 e 95 (época negra), a equipe conseguia no máximo alguns pódios ou uma rara vitória, mas brigar por títulos não passava de sonho. Era nítido que a equipe sentia falta de um grande piloto, mas nem Prost e Mansell conseguiu sucesso. Depois que Schumacher fez na Benetton, a Ferrari viu que ele seria o piloto certo, dizem que 80% do orçamento de 96 foi somente para contratar Schumacher/Brawn/Byrne, ou seja, fora o orçamento normal a Ferrari teve que colocar mais grana em cima. E pra quem pensa que foi Schumacher quem levou Brawn para a Ferrari, aconteceu justamente o contrário, foi Brawn quem convenceu Schumacher a ir para a Ferrari, se tivesse sucesso na equipe italiana, faria mais história que ser campeão pela Benetton, Schumacher topou o desafio. Todt já era da Ferrari, mas até ele teve problema para segurar o ego de Berger e Alesi na Ferrari. O francês fez um pacto com Schumacher, jamais o piloto iria criticar o carro em publico, como fez Prost em 91, Todt também pediu para a exigente mídia italiana dar um “tempo”, com Schumacher mostrando serviço na pista, estava decretada o fim das crises na Ferrari. Muitos vão choramingar que o alemão sempre foi o número um da equipe, e qual o problema? O Senna foi primeiro piloto destacado em 84/85/86/87/90/91/92/93/94 e ninguém reclamava, achavam até JUSTO Senna impedir Warwick de correr na Lotus, achavam lindo ver Berger de CAPACHÃO! Se Senna tinha essas mordomias, porque outros não podem ter tratamento de número um? Se o piloto corresponde na pista, não vejo nada de errado! Fangio/Clark/Stewart/Andretti/Lauda/Scheckter/Jones sempre foram tratados como primeiro piloto em determinada época, o mesmo aconteceu com outros grandes dos anos 80 e 90, o próprio Piquet foi primeiro piloto em 80/81/82/83/84/85/88/89/90/91, em 86/87 teve equipamento igual ao Mansell, o mesmo aconteceu com Senna em 88/89 com Prost, mesmo assim Piquet e Prost reclamavam de favorecimentos aos companheiros.

    Pra mim Schumacher foi além dos outros grandes pilotos, nas pista não deve nada aos grandes, era mais rápido que Prost(principalmente na chuva) e era mais cerebral que Senna(o brasileiro jogou várias vitórias e bons resultados fora, dava show, mas tinha dia que fazia cada besteira), Schumacher também sabia desenvolver equipamento como Piquet e Prost, mas o alemão fez mais, nunca um piloto conseguiu motivar uma equipe como ele, e depois do sexto título, a própria Ferrari duvidava de sua motivação em 2004, acabaram vendo o quinto título seguido! Desesperada, a FIA mudou drasticamente o regulamento em 2005 para deter o domínio do alemão, já tinha feito isso em 2003, acabaram vendo Schumacher campeão contra um regulamento feito contra ele! Em 2005 enfim, a FIA teve exito e a Ferrari perdeu o domínio, mas Schumacher conseguiu “erguer” a equipe, foi terceiro no mundial em 05, ótimo resultado porque o carro era um lixo, Schumacher ainda disputou o título em 06, não foi campeão, mas venceu 7 corridas colocando a Ferrari no topo novamente, Raikkonen nunca seria campeão em 07 se pegasse a equipe em baixa, vencer um campeonato é bom, mas “erguer” uma equipe e ser campeão, é muito melhor. Evidentemente não dá para fazer sempre, Piquet foi campeão na Lotus e Benetton? Mansell e Prost foram na Ferrari? Lembrando que Senna nunca “ergueu” uma equipe até o título, na Lotus quando viu que não dava mais, foi correr com o melhor carro da época, quando Mclaren caiu de nível técnico foi corer de Williams que vencia tudo! Começar por baixo e ser campeão depois com o mesmo carro, só vi aconteceu com: Piquet, Lauda, Prost, Schumacher, Alonso na Renault e até Vettel que de certa forma começou por baixo de Toro-Rosso, seguido de RBR que é do mesmo dono, o resto pra mim, só sentou e pilotou até o título. Na Ferrari o espanhol não vai ter tanto trabalho, a equipe não corre o risco de entrar em crise, ela aprendeu a reagir com o alemão, além disso o espanhol tem a mesma fome de Schumacher, em 2011 vem mordido! Schumacher deu mais que vitórias e títulos a Ferrari, resgatou a confiança perdida. Sobre a volta de Schumacher, não entendo porque o mundo esta tão preocupado, faz diferença ele vencer corridas ou ser campeão de novo? Ninguém dá valor(dor de cotovelo), se Schumacher tivesse na RBR e vencesse corridas muitos ia falar que ele pegou um carro pronto para vencer, mas com Alonso aconteceu isso e ninguém falou nada. Rosberg na RBR poderia ser até o campeão, mas Schumacher não ia fazer feio! Se ninguém dá valor, pra que Schumacher vai se preocupar com os críticos, com estatísticas, ou se é o não, o mais lindo, o mais maravilhoso de todos os tempos? Esta certo ele de voltar, volta porque gosta, volta por um novo desafio, voltar pra tentar ser competitivo contra os mais novos, Schumacher começou correndo com Piquet/Prost/Senna/Mansell, venceu corridas com carro inferior, com pilotos de sua geração foi campeão duas vezes, dominou a geração seguinte de pilotos mais novos como: Kimi/Button/Alonso/Montoya/Ralf/Massa/Webber, hoje volta desafiando outra geração com: Hamilton/Vettel/Rosberg/Kubica, ninguém ousou tanto, porque Prost/Piquet/Mansell não continuaram, ficaram com medo da nova geração, ficaram com medo de estragar o curriculo? Hoje, o desafio maior de Schumacher não é se “entrosar” com a nova F1, isso ele pega com o tempo, o problema é justamente a idade, a cada ano vai ser mais complicado, com certeza vai fazer essa Mercedes melhorar, mas não sei se vai estar em condições de disputar com os mais novos, Schumacher esta indo contra a lei da natureza, quem ganha com isso é justamente Rosberg, o jovem alemão no iníco do ano rebateu o conselho de Rubens, disse que não viu nenhum problema em trabalhar ao lado de Schumacher. Ótimo para Schumacher, porque aguentar mais um chorão na equipe ninguém merece, Schumacher teve vários companheiros, só um ficou na choradeira…

    Schumacher não voltou por causa de pódios, poles, vitórias e títulos, isso ele já tem, seu foco é outro, o desafio…melhor não duvidar do velho alemão, ele pode fazer essa Mercedes melhorar com o tempo e fazer corridas de espera sem graça(isso ninguém lembra) como Prost sempre fez, muitas posições caem no colo com os erros dos outros, e se for notar, Schumacher errou muito pouco em 2010, estava sem ritmo, mas isso é normal depois de 3 anos parado, com certeza 2011 vem melhor, o carro na primeira corrida começou tomando 44 segundos do vencedor, não era veloz, dificil fazer milagres em poucos meses, até Rosberg na ativa sentiu o drama! Pra finalizar, Piquet foi um grande piloto sem duvidas, mas curiosamente NUNCA bateu um campeão em confronto direto, foi campeão em 81 em cima de Reutemann que nunca foi campeão, foi Bicampeão em 83 em cima de Prost que ainda não era campeão, foi tricampeão em cima de Mansell que pra disputar títulos era um desastre. Schumacher pelo menos em 2000 bateu Hakkinen que foi bicampeão em época que a Mclaren estava em alta, no mínimo Schumacher impediu que um piloto pela primeira vez na Mclaren vencesse 3 títulos seguidos. Fangio também foi outro que nunca bateu campeão em confronto direto, Schumacher esta longe de ser piloto medíocre como muitos afirmam, ele teve seus méritos, já escreveu sua história, não deve nada. Essa história de melhor de todos os tempos foge muito da realidade, o mais justo são os melhores de sua época ou década. Schumacher pelo menos já fez sua parte, esta entre os grandes. Agora, pra quem acredita que Rubinho hoje é melhor que Schumacher, boa sorte em 2011, porque vai passar muita raiva, eu pelo menos não troco 10 Rubinhos por um Schumacher-Returns-Fora de forma!

    Vi esse ano Schumacher dando boas risadas, isso não ocorreu com Massa…

    • Mac
      Concordo com algumas coisas… discordo de outras…
      Mas isso não devia entrar no blog apenas como um comentário, e sim como um post novo, traz muita informação interessante.
      Sou fã de F1, mas você retratou algumas questões que eu (e muitos) ainda não havia refletido.
      Muito bom.

    • Nunca pensei, que um simples comentario sôbre o Piquet, fosse provocar a elaboração dessa defesa de tese, sôbre quem é quem na FI. Como eu disse, nunca fui com a cara do Piquet, mas reconheço nele um grande piloto, afinal eu testemunhei pessoalmente as suas corridas, do Emerson, Senna, vi a estreia do Schumy e tantos outros que passaram pela categoria nas ultimas decadas, mas em momento algum me atreveria a avaliar quem foi o maior, melhor ou coisa parecida. Todo grande piloto vai ter seu grande momento, independente da nossa vontade, ou das teses, que possamos criar em torno de sua performance. Eu por exemplo, jamais iria perder o meu tempo defendendo o Senna de qualquer acusação, pois quem viu o cara correr, não precisa procurar defesas para ele, suas ações falam por ele.

      • Eu penso o mesmo que você, só que tenho a preferencia a Schumacher, não gosto de entrar em brigas por causa de quem é melhor, ou o que, apesar de concordar com muita coisa que o Mac falou.

        Acho que quem viu o Senna correu, irá preferir ele, e assim achar ele o melhor que já teve, os que viram o Schumacher, o mesmo.
        Eu vi o Schummy, assisti varias corridas do Senna, gravadas aqui…mesmo assim.

  12. Schumacher demonstrou uma melhora nas últimas provas do ano. Depois do vexame de Cingapura, fez boas corridas, principalmente no Japão, e mostra que pode. Além dos testes em Abu Dhabi, quando ele ficou satisfeitíssimo com o rendimento.

    O carro da Mercedes deve vir melhor na próxima temporada, pode ter certeza. Ano passado Ross Brawn não pode se dedicar muito ao projeto do carro de 2010, mas por ter largado muito cedo a temporada desse ano e ter o dinheiro da montadora, o carro será no mínimo melhor, mesmo que não hajam mudanças muito radicais no regulamento.

  13. Nunca simpatizei com o Schumacher e nunca o achei o melhor piloto.
    Mas o considero um bom piloto.
    Eu costumo se bastante lógico nas análises que faço, pra isso colocaria a seguintes situações:
    1- Quando o schumi foi campeão com a Benneton claramente eles estavam trapaceando,essas foram as palavras do Senna comentando com o Prost;
    2- Quando ele venceu com a Benneton, que apesar das trapaças do Briatore, eles tinham relamente o projeto do carro bem nascido e que tinha uma tonelada de dados deixados pelo Piloto mecânico Piquet, que inclusive se encontrava em um estágio igual ao vivido pelo próprio Schumacher atualmente(todos sabem do que estou falando);
    3- Não teria ele sido campeão na Benneton em cima de pilotos medianos pra ruim, como o Daemon Hill e Jack Vilienneve? inclusive levando a disputa até o final da temporada. Se ele era um super piloto e com super carro, como alguns falaram, não teria sido ele campeão por antecipação?
    Esteivesse vivo o Senna, teria ele se dado bem, com essa moleza toda?
    4- Quando ele foi pra Ferrari, com o desafio de ganha milhões de dólares, com todo o staff contratado pela SF a peso de ouro, como um dos melhores projetista como o Rory Byrne, deveriam ter feito um carro ruim?Faço a mesma comparação com a RBR atual(Vettel não desenvolve nem a si mesmo e o Mark Webber quase sendo campeão).
    5- O que a SF tinha de pior era o Staff técnico, um bando de mafiosos incompetentes. Com essas contratações , era de se esperar que era uma questão de tempo pra terem o carro vencedor. Claro que um bom piloto, passando as informações certas ajuda, mas não tem milagre. O que vale mesmo é acertar a mão na hora de projetar ou evoluir um modelo que está em ascenção(Olha o RBR 2009 e 2010 aí gente);
    Por tudo isso, não acho que o Schumi vai se dar bem em 2011, a não ser que todas as outras equipes errem em seus projetos, o que é quase impossível. RBR vai evoluir o carro deste ano, Ferrari vai vir mais forte. Maclaren vai vir mais forte, inclusive a Mercedes. Olhando com meu olhar frio e lógico, o Schumi vai levar dessa gurizada roda, até do Sushiman!!!
    Perdoem a minha ignorância automobilística, mas foi o que consegui analisar!

  14. “Foi uma volta corajosa, é bom dizer, pois enfrentar a nova geração de pilotos que é fabricada a cada ano não iria ser algo fácil para um homem de 41 anos.”

    Na verdade, eu trocaria o ‘corajosa’ por ‘presunçosa’.

    Com 41 anos, a época dele já passou há pelo menos 10 anos…

    • Como eu já passei por lá, posso lhe afirmar, que até os 36 anos, apesar de diminuido, os reflexos ainda trabalham a nosso favor, mas com certeza, depois dos quarenta, o corpo já não funciona mais como a gente gostaria. Como pilotos tem condicionamento apurado e exigencias, que vão alem do limite natural de um ser humano, eu sei, que nessa faixa dos quarenta, a coisa fica bem mais complicada. O que com certeza, não impede o Schumy de correr e talvez, quem sabe, até vencer, mas sera preciso, que os pilotos mais jovens, façam muitas bobagens, o que na FI atual, tambem não é impossivel. Enfim, performance e fisico estão muito ligados na FI atual, mas um otimo carro, ainda faz toda a diferença. Não podemos nos esquecer, que experiencia é conhecimento e conhecimento é melhora de performance, se o Schumy conseguir somar tudo isso, quem sabe não faz uma surpresa para essa garotada prepotente, que a FI apresenta hoje.

  15. Apesar da sua perfomance mediana em 2010, estou muito contente por voltar a ver o SCHUMACHER a competir e acredito na sua vontade imensa de vencer e provar que não está “velho”. Como fã incondicional do piloto, o meu desejo é que ele volte rapidamente aos 1ºs lugares e consiga obter uma boa posição no final do campeonato.
    Força shumy, com 41 anos ainda és um “menino” e essa vontade de vencer corre-te nas veias!

Deixe uma resposta para Mac Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: