Toro Rosso- A pior do bloco intermediário

A simpática equipe de Faenza, uma espécie de “filial” da grandiosa Red Bull, está caindo a cada ano. Depois de fazer frente aos touros, e vencer com Vettel em 2008, o rendimento dos italianos não é nada bom, tanto que em 2010 a Toro Rosso amargou como a pior equipe do bloco intermediário- ou seja, apenas melhor que as novatas.

Na verdade, a Toro Rosso começa pouco a pouco a se transformar em apenas uma equipe satélite da Red Bull, ou uma escola de talentos que, talvez, são enviados para os de Milton Keyes no futuro. Pelo menos foi isso o que ocorreu com Vettel, e a tática deu certo.

Mas apesar de querer encontrar forças, o desafio está difícil. Na temporada passada, Buemi e Bourdais somaram 8 pontos, 6 e 2 respectivamente, no regulamento antigo (Alguersuari substituiu Bourdais a partir da Hungria, mas não somou pontos). Em 2010, Buemi somou 8 e Alguersuari 5, o que totaliza 13 unidades. Mas, se fôssemos passar estes pontos aos regulamento vigente em 2009, o resultado real seria apenas 1 mísero ponto.

Enquanto isso, Dietrich Mateschitz mantém sua empresa estável, depois de comprá-la da Minardi. Como sabemos, poucos dias atrás Daniel Ricciardo foi confirmado como terceiro piloto da equipe para 2011. Não duvido que, em caso de uma temporada fraca de Buemi ou Alguersuari entre Daniel, e este parece ter bagagem dentro da marca de energéticos para ser um futuro Webber.

O carro:

O carro desenhado pelo projetista italiano Giorgio Ascanelli, diretor técnico da Toro Rosso, tem seus méritos: É o primeiro modelo produzido integralmente pela equipe, sem cuidados da Red Bull. Talvez por isso a temporada tenha sido difícil, mas seguindo a linha de independência ao time pode vir a crescer lentamente no decorrer dos anos.

Batizado de STR5, é clara a inspiração no RB5 da Red Bull em 2009, seu predecessor. Sem dúvida uma boa base e que Ascanelli pretende trabalhar para chegar ao sucesso.

Mesmo assim o carro não se mostrou com potencial, não tendo chegado nem uma única vez ao Q3 da classificação. O melhor resultado em corridas foi o oitavo lugar de Buemi no Canadá, onde este, insolitamente, chegou a liderar por uma volta a corrida- sendo fortemente pressionado por Hamilton e Alonso.

A esperança, portanto, é de um STR6 melhor, e Buemi andou muito ansioso no avanço do projeto, dizendo que até agora está impressionante.

Estatísticas:

  • Pontos: 13 (1 com o sistema de pontuação usado até 2009)
  • Vitórias: 0
  • Pole Positions: 0
  • Pódios: 0
  • Posição no campeonato: 9º
  • Voltas mais rápidas: 0
  • Voltas na liderança: 1
  • Melhor posição de largada: 11º, Buemi (Valência) e Alguersuari (Bélgica e Cingapura)
  • Melhor posição de chegada: 8º, Buemi (Canadá)

Buemi vs. Alguersuari:


Buemi, que começou a carreira na própria Toro Rosso (assim como Alguersuari) no início de 2009 já venceu as duas batalhas internas nos dois anos na equipe italiana. Mas, apesar dos bons resultados na temporada de estreia, este ano não foi assim. Ok, apesar de ter conquistado o melhor resultado da equipe no ano, ter marcado mais pontos do que Alguersuari e ter sido superior em Qualifyngs, o que não é pouco, Sebastién não parece ser superior a Jaime, apesar de que os números indiquem o contrário.

Vale lembrar que Alguersuari estreou muito jovem na metade da temporada anterior, sendo alvo de críticas. Mas deu a volta por cima e beliscou alguns pontos com este novo regulamento. É mais arrojado, tanto que fez boas ultrapassagens no ano, e cresceu diante de Buemi com espantosidade, tendo se classificado melhor, no braço, do que o companheiro nas últimas 5 etapas. Além de ter pontuado em Abu Dhabi e fechado o ano em alta.

Alguersuari tem grandes chances de ser superior a Buemi em 2011, pois agora com mais experiência e tendo corrido em todos os circuitos, pretende lutar com mais intesidade do que o suíço pelos pontos e Q3. A equipe gosta dele, e quem sabe Alguersuari vá um dia para a Red Bull.

Estatísticas, Sebastién Buemi:

  • Pontos: 8 (1 com o sistema de pontuação usado até 2009)
  • Vitórias: 0
  • Pole Positions: 0
  • Pódios: 0
  • Posição no campeonato: 16º
  • Voltas mais rápidas: 0
  • Voltas na liderança: 1
  • Melhor posição de largada: 11º, Europa (Valência)
  • Melhor posição de chegada: 8º, Canadá

Estatísticas, Jaime Alguersuari:

  • Pontos: 5 (0 com o sistema de pontuação usado até 2009)
  • Vitórias: 0
  • Pole Positions: 0
  • Pódios: 0
  • Posição no campeonato: 19º
  • Voltas mais rápidas: 0
  • Voltas na liderança: 0
  • Melhor posição de largada: 11º, Bélgica e Cingapura
  • Melhor posição de chegada: 9º, Malásia e Abu Dhabi

Conclusão:

Como já foi dito, a Toro Rosso pode sim vir a evoluir em 2011. A dupla de pilotos já vai se entrosando e adquirindo experiência, o que acaba sendo um ponto positivo para o próximo carro, o STR6. Dependendo de como as outras equipes se posicionem, poderá se pensar em pontos desde o começo, mas o carro precisa ser notavelmente melhor do que o deste ano.

É nisso que Ascanelli trabalha e Buemi e Alguersuari se preocupam, visando mais pontos e algumas idas ao Q3 na próxima temporada. Alguém aí do outro lado aposta que eles consigam? Fiquem à vontade no espaço destinado aos comentários.

18 comentários em “Toro Rosso- A pior do bloco intermediário

  1. O carro é muito ruim, muito. Era melhor ficar debaixo da asa da Red Bull pra sempre, do que fazer um carro desses, que além de tudo é fraco. Na China isso foi provado, Buemi poderia ter dançado se fosse Monâco, por exemplo.
    Nos pilotos, vejo algo mais no Alguersuari, mesmo não vendo isso nos numeros, mas na pista, o acho melhor. Porem, no fim nenhum dos dois devem ser “promovidos” á Red Bull.

    • Alguersuari tem mais garras, e por ser tão jovem pode ter futuro, dependendo dos resultados que conseguir.

      Fez grandes ultrapassagens no ano que merecem destaque, ao contrário de Buemi.

  2. Lembro-me que critiquei Alguersuari quando ele estreou na F-1. Não estava pronto. Porém, como disse, Tomás, ele evoluiu bastante principalmente nesse final de temporada, se mostrando no mesmo nível ou até melhor que Buemi. Só que duvido que a dupla termine a temporada: um dos dois será substituído pelo ótimo Ricciardo.

    Para o ano que vem a equipe deve continuar “independente” da Red Bull, o que não sei até que ponto é bom. Os austríacos podem querer apenas colocar seus pilotos júnior para correr nos bólidos da Toro Rosso, mas se os carros virarem carroças não adianta nada. É esperar o resultado do STR6.

    • “Só que duvido que a dupla termine a temporada: um dos dois será substituído pelo ótimo Ricciardo.”

      Isso geralmente acontece, como ocorreu com Bourdais em 2009 (veio em seu lugar Alguersuari).

  3. A Super AGuri era a equipe B da Honda… que investia rios de dinheiro para ter uma equipe B fraca e uma equipe A média-boa. Quando a nascente começou a secar, a equipe B faliu e 1 ano depois a propria Honda.
    Na época da 1a vitoria de Vettel pela STR, a RedBull tinha uma equipe boa (RBR) e uma média (STR). Deram-se conta que isso não valia a pena: nada mais de dinheiro para a STR (que está afundando desde então), e da-lhe investimento na RBR.
    Resultado: O título da equipe A com Vettel e as STRs lutando contra Kovaleinen.
    Precisa sim de talento para um bom projeto, precisa de trabalho duro mas a F1 é dinheiro!

    • “Na época da 1a vitoria de Vettel pela STR, a RedBull tinha uma equipe boa (RBR) e uma média (STR). Deram-se conta que isso não valia a pena: nada mais de dinheiro para a STR (que está afundando desde então), e da-lhe investimento na RBR.
      Resultado: O título da equipe A com Vettel e as STRs lutando contra Kovaleinen.”

      Exatamente. Mas ainda a Toro Rosso é a porta dos novos talentos da Red Bull. Ricciardo é uma prova disso, e nem sequer é titular ainda.

  4. Temos que ver até que ponto essa “independencia” da Toro Rosso em relação a RedBull será benéfica prta ela…
    Até porque como voce disse se “desafio está difícil” talvez fique mais complicado quando se tem que aprender a caminhar sozinho e com as próprias pernas.

    • Benéfico não está sendo, principalmente pela queda dos resultados. Mas a independência de criar um próprio carro é louvável, e aos poucos isso se torna uma ponto forte. O STR6 de 2011 já será o segundo carro “da casa”.

  5. achei que o Alguersuari fez uma boa temporada, já Buemi não foi tão bom quanto em 2009. Veremos como será o desempenho deles em 2011, embora eu não levo mta fé neles não…

  6. é triste ver a equipe que revelou o atual campeão do mundo nessas condições.
    mas com uma dupla formada por Buemi e Alguersuari não há muito o que se esperar.

    Tomás, você poderia colocar o link do Motorizzados aqui no seu blog?

    abraços

  7. Pingback: Tweets that mention Toro Rosso- A pior do bloco intermediário « Blog Fórmula 1 -- Topsy.com

  8. É, este ano eles não foram bem. Vejo o Buemi e Alguesuari como bons pilotos; mais experiência e um bom Toro Rosso eles podem surpreender.

  9. Engraçado, parece que só bastou o Vettel sair que a equipe nada mais conseguiu.

  10. Pingback: Red Bull: Finalmente campeã! « Blog Fórmula 1

Deixe uma resposta para Thiago Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: