A ferida ainda não cicatrizou…

A família Piquet venceu o processo contra a Renault. A equipe pediu desculpas e irá pagar até uma indenização pelas falsas acusações que Briatore e cia. jogaram à Nelsinho e Nelson ano passado. Um episódio que parece não sair da memória de ninguém e ainda é (e será) uma sombra na carreira de Nelsinho. Briatore realmente merece todo nosso desprezo.

Claro que Piquet foi culpado também, pois preferiu aceitar a chantagem de Briatore em troca de seu assento em 2009. Uma atitude, no mínimo, mal-pensada, pois muito bem Nelsinho poderia ter aberto ao mundo a chantagem, defenestrando a Renault já em 2008 e saindo como herói de uma das polêmicas mais sujas da F1.

Mas não isso que ocorreu e, infelizmente, hoje Nelsinho faz um baixísismo papel de vítima perante a mídia. Realmente foi ele quem estragou sua carreira e futuro na Fórmula 1, e não Briatore (apesar de este ser uma pessoa chantagista). É uma pena que um piloto competitivo, que ficava muito mais próximo nos tempos de Alonso do que Massa este ano, não possa estar na F1 por aceitar bater propositalmente para dar a vitória ao seu “colega” de equipe.

Mas vítima, certamente, ele não é. Fez porque quis, porque queria ter um lugar em 2009. Pois agora está aí o resultado: Nem sequer correu a temporada do ano passado completa e agora se manchou para o resto da vida. É um exemplo para não ser seguido pelos próximos brasileiros que chegarem à F1 no futuro.

15 respostas para “A ferida ainda não cicatrizou…”

  1. é uma pena ver um piloto que demonstrava ter tanto potencial se perder em meio a algo tão sórdido. não que ele seja inocente(muito pelo contrario), mas acho que ele não foi mau caráter foi apenas fraco. e isso demonstra que cada vez mais a formula 1 é um lugar onde os fracos não tem vez

    1. E não sei se tem como comparar Nelsinho com Massa. Em 2008 Alonso não estava lá essas coisas, e foi superado pela primeira vez na França. E em 2010 Massa não teve um ano bom, muito pelo contrário. Não podemos ter uma base do Piquet, comparando-o com o Massa 2010.

  2. Concordo Lucas. Só para ressaltar, o segundo lugar em Magny-Cours foi uma pura coincidência do destino.

    Então aguardemos o ano de Massa em 2011. Mas de qualquer forma são comparações teóricas.

      1. Foi o que originou o CingapuraGate. Com observando o golpe de sorte na Alemanha que Symonds e Briatore planejaram a falcatrua.

        O Nelsinho chegou em segundo pela mesma “estratégia”. Pus a palavra entre aspas pois foi sem querer. Sorte mesmo.

  3. Concordo que a culpa por ter afundado na F1 seja do próprio Nelsinho Piquet, afinal, ele poderia ter se negado a participar daquele esquema podre e acabou cedendo à pressão.

    Porém, se a F1 fosse coisa séria, Alonso, Briatore e Renault teriam sido suspensos da categoria por pelo menos uns 02 (dois) anos a 05 (cinco) anos, e não foi isso que aconteceu.

    Alonso está na Ferrari, Briatore circulando pelos padocks e gerenciando carreiras (Webber segundão é um dos pilotos Briatore) e Renault fornecendo motores e estampando o nome de uma equipe.

    O único que se deu mal na história foi o piloto iniciante que, de certa forma, apesar de também ser culpado, foi mais vítima dos esquemas sórdidos de Briatore, Alonso e Cia. Aliás, nem a vitória foi retirada da Renault e de Alonso, o que é um total absurdo.

    A corda arrebentou, como sempre, para o lado mais fraco.

    Quanto ao desempenho em pista, Nelsinho tinha equipamento sempre de 01 (uma) a 03 (três) corridas defasado em relação a Alonso. Já Massa, apesar de ser obrigado pela Ferrari a dar passagem ao espanhol, sempre lutou com o mesmo equipamento, ou seja, Nelsinho fez mais com bem menos.

    1. “Quanto ao desempenho em pista, Nelsinho tinha equipamento sempre de 01 (uma) a 03 (três) corridas defasado em relação a Alonso. Já Massa, apesar de ser obrigado pela Ferrari a dar passagem ao espanhol, sempre lutou com o mesmo equipamento”

      Exatamente Cassius. Por esse e outros motivos achava que, se não fosse essa chantagem da Renault, Nelsinho teria futuro na F1. Mas caiu na equipe errada, com a pessoa errada e deu no que deu.

  4. E tudo acabou em Pizza (pelo menos prara Briatore, Renault e o Bebê chorão)! Que outra forma poderia acabar essa novela suja da vida real? Nelsinho deveria ter se recusado a aceitar uma proposta tão suja como essa prá começo de conversa.

      1. Pressão e medo de ficar sem equipe para 2010, o que, na realidade aconteceu do mesmo jeito!! Uma pena, acredito que Piquet era uma das promessas da F1.

  5. Vamos com calma Tomas.

    Para ele denunciar a chantagem e sair como herói, ele deveria produzir o que se chama de “materialidade do crime”. Tivesse ele gravado a conversa com Pat Symonds e Briatore, seria o suficiente.

    Só que ele não o fez. Se se recusa a correr denunciando isso, não teria como ele provar. Ficaria a palavra dele contra as dos diretores (esportivo e técnico).

    Não é tããããão fácil assim meu caro.

    Uma vez pego de surpresa com a ordem, ele poderia instalar no macacão as escondidas alguma escuta. Ter pedido para revisar a ordem com os diretores. Aí sim, sai, fala não vai fazer porra nenhuma, sobe nos paddocks aonde estavam os fiscais e denuncia. Beleza.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s