Qual foi o melhor GP da temporada?

Dias lotados aqui na “redação”, tendo ainda que finalizar os últimos 4 capítulos da retrospectiva. Ainda assim, coloco em pauta, como foi sugerido e aprovado anteontem, a escolha do melhor GP da temporada. Deixarei, como de costume, a escolha livre, já que cada um possui seus gostos. Nos próximos dias, um artigo com o eleito pela maioria. Fiquem a vontade na seção de comentários…

43 comentários em “Qual foi o melhor GP da temporada?

  1. Pra mim o GP da Austrália foi o melhor. A chuva no começo deu um toque especial a corrida. Na largada já tivemos um toque. Depois tivemos um show de ultrapassagens, em uma pista bastante apertada. Button arriscou tudo trocando para os pneus slick, e lembro bem do Galvão, e seu achismo costumeiro, dizer que Button estava errado em trocar aquilo, e era um carta fora do baralho, no fim da bela corrida o inglês levou. Alonso também deu um show, tenho que admitir. Rodou na curva 1, foi para ultimo, e se recuperou de uma forma brilhante e chegou em 4ª.

  2. Pra mim foi o da Austrália também. Muita confusão, alternância de posições, piloto praticamente fora da corrida voltando e ganhando (Button), Webber e Hamilton se estranhando, Alonso se recuperando, Kubica chegando em 2° com a Renault e todo mundo com o pneu no osso nas voltas finais se segurando. Foi muito foda!

    Pra não dizer que estou sendo injusto escolhendo um GP com chuva, o GP mais legal com pista seca foi o da Turquia.

  3. Fala Tomas, eu achava que o pessoal não iria se lembrar, mas realmente o melhor GP para mim, foi o da Austrália. Muitas ultrapassagens, batidas, barbeiragens, estratégia, todos os elementos que fazem um GP ser memorável.

  4. Na minha opinião o melhor GP foi o do Canadá. A começar pela quebra da hegemonia de poles da Red Bull até então. Sem contar que aquela cena do Lewis empurrando seu 25 de volta pra garagem vai ficar marcada por muito tempo.
    E o domingo começou muito emocionante. A diferença de performance que começou a se perceber a partir da 5ª volta pelo desgaste prematuro de quem calçava macios proporcionou ótimos momentos de suspense se quem calçava duros passaria ou não. E depois, quando os duros também não aguentavam mais nada, percebeu-se que os pneus realmente fariam a diferença naquela corrida. Mas o que fez do Canadá a melhor corrida foi o fato de termos ultrapassagens pelo 1º lugar. Se não me falha a memória, essa foi a única corrida no ano onde isso aconteceu. E o que é automobilismo senão querer chegar em primeiro e passar quem estiver na frente para isso?

  5. Eu gostei bastante do GP do Brasil. Apesar de poucas surpresas, as alternativas eram interessantes. A pole do Hulk, a largada do Vettel, as mudanças de estratégia, algumas ultrapassagens…

  6. Austrália sem dúvidas!
    Foi o GP que me incentivou a voltar acompanhar de perto a F1.

  7. Bahrein! rsrsrs. Brincadeira.

    O melhor GP do ano foi o da Austrália. O fator chuva sempre traz muita emoção.

  8. O GP da China também foi muito bom, com alternâncias de estratégias de pneus, SC, todo mundo embolado e várias ultrapassagens (foi a prova com mais manobras no ano, 82!). Mas acho mais justo o voto ir para uma prova no seco, então tem que ser a do Canadá. Será que a Pirelli vai fazer pneus que esfarelam daquele jeito?

  9. A do Canadá foi a melhor, quando tivemos a disputa entre Alonso e a McLaren, vencida pela escuderia de Woking. Foi uma corrida bem empolgante, cheia de alternativas, várias ultrapassagens.

  10. Canadá, seguido de perto pelo GP da Austrália.

    Quando vc não entende nada do que está acontecendo na TV, é pq a corrida está sensacional. E o Canadá foi isso.

    Entretanto, no meu blog, creio que a postagem sobre o GP da Austrália leve destaque… Reproduzo abaixo o texto que postei na época…

    “GP da Austrália: flashback

    A dupla da McLaren prometia uma disputa acirrada. Ayrton Senna se deu mal na classificação por causa de uma inesperada queda de pressão nos pneus traseiros e largou em 11º. Alain Prost por outro lado conseguiu melhor posição no grid, quarto, embora ambos tenham tido dificuldade com a baixa temperatura da pista no fim-de-semana.

    Debaixo de garoa fina, como era de se esperar, Senna fez uma excelente largada pulando a oitavo logo nos primeiros metros. Prost não conseguiu aderência e perdeu uma posição. Logo depois, com Senna voando baixo, Prost foi ultrapassado pelo brasileiro com muita facilidade. Percebendo o desgaste dos pneus de chuva e a melhora das condições da pista, resolveu voltar aos slicks e se antecipou ao resto do grid.

    Na sétima volta, ainda com a pista muito molhada, o Professor chegou a passear na brita, mas em questão de instantes começou a virar dois segundos mais rápido que os carros que ainda se mantinham nos pneus de chuva. Quando todos pararam para fazer seus pitstops, Prost pulou para segundo, tentando manter a distância para o primeiro colocado.

    Enquanto isso, Senna, que havia ultrapassado muita gente, perdeu posições para colocar também os slicks. Quando voltou à pista, deu um show. Um festival à parte. O exímio piloto brasileiro ultrapassava por dentro, por fora, deixava para frear no último momento. Fez fila com os adversários. Fez valer seu talento.

    Prost se mantinha em segundo na tentativa de salvar os pneus e manter a vantagem. Ele sabia que não podia alcançar o primeiro colocado dada a diferença de performance entre seus carros, mas sabia também que, sendo prudente, garantiria o segundo lugar e o pódio sobre o companheiro, por muitos considerado muito melhor do que ele.

    A fome de vitória de Senna o fazia atacar as zebras de forma agressiva, tirando o máximo do carro. O piloto era incrivelmente mais rápido que todos os outros na pista. Entretanto, sua inexperiência o fez cometer um erro e deixar a estratégia nas mãos da equipe, enquanto Prost fez o contrário e decidiu permanecer calçado com os mesmos compostos do início.

    A McLaren chamou Senna para uma segunda troca e o piloto perdeu mais de 20 segundos e muitas posições, mas ao voltar à pista, tornou a fazer fila com os adversários. Ayrton virava até 2,5 segundos mais rápido que as Ferrari que estavam à sua frente.

    O brasileiro alcançou os adversários rapidamente e parecia determinado a ultrapassá-los, mas, por afobação, tentou ultrapassar uma das Ferrari sem considerar o perigo que poderia vir por trás. Foi abalroado pelo piloto que vinha da retaguarda, que errou o ponto da freada, e acabou sendo jogado para fora da pista. Perdeu uma posição e ali ficou.

    Prost, mantendo tempos de volta meticulosamente estáveis tinha pneus para pelo menos mais 50 voltas. Mantendo a calma e a concentração, ganhou a vitória de presente quando o carro que liderava teve problemas de freio. Lugar certo, hora certa. O francês venceu e o brasileiro ficou em sexto. O brasileiro deu show, mas o francês deu aula de pilotagem inteligente e subiu no lugar mais alto do pódio, além de amealhar o maior número de pontos possível.

    O piloto da corrida? Senna. A pilotagem da corrida? Prost.

    A dupla da McLaren reeditou na Austrália uma bonita disputa entre arrojo e conservadorismo, impetuosidade e inteligência, arrogância e experiência. Esses foram Jenson Button e Lewis Hamilton. Simplesmente demais.”

    Fonte: http://splash-and-go.blogspot.com/2010/03/gp-da-australia-flashback.html

  11. voto no canadá, tivemos uma corrida mto boa lá. Se fosse só o treino o melhor foi disparado interlagos! hehehe

  12. Turquia foi muito boa….acho que foi um ponto crucial no campeonato deste ano, além de ter vistos várias disputas pelo o primeirissimo lugar…

    Abraços

  13. Canadá pelos vários líderes e também pelo fato da gloriosa ter feito dobradinha eehhehe.

  14. O Gp que identifica o ano de 2010 (sem jogos de equipe) sem sombra de dúvidas seria o da Turquia, mas como é para escolher o MELHOR GP vou de australia pela ousadia de Hamilton.

  15. Pingback: E o melhor GP da temporada foi… « Blog Fórmula 1

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: