Ferrari: Lamentando o vice-campeonato de Alonso

Ainda lamentando a perda do tricampeonato de Alonso em 2010, a Ferrari tenta focar seus esforços na próxima temporada. A derrota, porém, teve um peso enorme na equipe, que por um erro de estratégia perdeu o título. E para chegar a isto fez tudo o que se podia e o que não, sacrificando, até, a vitória de Massa na Alemanha.

Apesar de tudo, é de se admirar o poder de reação do pessoal de Maranello em 2010. Tirando a vitória ocasional no Bahrein, o começo do ano foi sofrível. Problemas de confiabilidade, consumo alto e dificuldades com a duração dos motores.

Porém, aos poucos os problemas foram deixados para trás. A instalação do f-duct, de novos pacotes aerodinâmicos e melhorias no F10 foram dando resultado ao longo das corridas. A implantação do escapacamento baixo, copiado da Red Bull, também surgiu efeito.

Tanto que, pela primeira vez, em Hockenheim, a Ferrari andou na ponta desde a largada. Massa e Alonso obtiveram um ótimo ritmo de corrida e a primeira dobradinha “real”, já que em Sakhir ela foi um presente pelos problemas que Vettel enfrentou em uma vela do motor. Apesar do episódio frustante da ordem de equipe, a Ferrari estava de volta as primeiras posições.

O que se segui depois foi uma série de ótimos resultados, incluindo na Hungria, onde mesmo sendo 1 segundo mais lento que os Red Bull, Alonso completou em segundo e Massa em quarto.

Depois de um GP da Bélgica horrível, onde Alonso foi acertado por Barrichello na largada e mais tarde rodou no molhado, o show de Alonso começava. Duas Pole Positions e duas vitórias seguidas se sucederam em Monza e Cingapura, esta última com direito a Grand Chelem. Terceiro lugar em Suzuka, atrás da Red Bull, e depois nova vitória em Yeongam, com uma dose de sorte inimáginável.

O pódio chegou mais uma vez no Brasil, o que o manteve na ponta do campeonato até Abu Dhabi, onde após estratégia errada, com apenas um sétimo lugar, Alonso deu adeus ao tricampeonato, em meio a reclamações para Petrov.

O carro:


O carro projetado por Aldo Costa nunca chegou a ser o melhor do campeonato. Sempre na sombra do RB6 e até o MP4-25, o que marcou o F10 foi o desenvolvimento progressivo até se chegar a forma do último terço do ano. Sempre se atualizando corrida a corrida com as soluções que mais eram apropriadas para os engenheiros, pelo menos foi capaz de catapultar Alonso para 5 vitórias, mesmo número que o campeão Vettel conseguiu.

Foi a equipe que mais evolui na temporada e a ideia, basicamente, é ter o melhor carro em 2011 para disputar pela vitória em todas as etapas. E eu não duvidaria se o próximo carro, que ainda não sabemos com que nome será batizado, siga alguns traços do RB6 em 2011. Veremos.

Estatísticas:

  • Pontos: 396 (158 com o sistema de pontuação usado até 2009)
  • Vitórias: 5
  • Pole Positions: 2
  • Pódios: 15
  • Posição no campeonato: 3º
  • Voltas mais rápidas: 5
  • Voltas na liderança: 168
  • Melhor posição de largada: 1º, Alonso (Itália e Cingapura)
  • Melhor posição de chegada: 1º, Alonso (Bahrein, Alemanha, Itália, Cingapura e Coréia)

Alonso vs. Massa


A temporada que Alonso e Massa viveram em 2010 foram totalmente diferentes. Desde Bahrein, quando Fernando venceu, passado pela ultrapassagem forçada de Alonso sobre Felipe na entrada dos boxes na China e a fatídica ordem de equipe em Hockenheim, a relação entre os dois foi se quebrando em pedaços.

Não existem dúvida que Alonso chegou em Maranello como a nova estrela e piloto a ser batido, e Massa, por uma série de problemas, não conseguiu vencê-lo. Foi fraco o ano inteiro, andando bem apenas na Alemanha, onde apesar disto era mais lento que Alonso, o que acabou se transformando no que todos já sabemos.

Teve seu ponto alto após o término do GP da Malásia, onde, com um sétimo lugar saiu líder do campeonato. A alegria durou pouco, já que nas corridas seguintes Massa ficou fora do pódio até Hockenheim. Assim como é de conhecimento mundial, sofreu em aquecer os pneus e isso acabou sendo o principal problema por  ter classificado poucas vezes a frente de Alonso.

Já Fernando teve um grande crescimento com as melhorias do carro, chegando ao patamar de Pole Positions e vitórias, algo praticamente impossível quando se encontrava a quase 50 pontos da liderança da tabela em certa parte do ano. Realmente Alonso foi considerado por muitos especialistas em automobilismo o melhor do ano.

O que acabou manchando sua temporada foram as excessivas reclamações e falta de ética em Abu Dhabi. Dependendo do carro que a Ferrari criar em 2011, ele será o favorito.

Estatísticas, Fernando Alonso:

  • Pontos: 252 (101 com o sistema de pontuação usado até 2009)
  • Vitórias: 5
  • Pole Positions: 2
  • Pódios: 10
  • Posição no campeonato: 2º
  • Voltas mais rápidas: 5
  • Voltas na liderança: 126
  • Melhor posição de largada: 1º, Itália e Cingapura
  • Melhor posição de chegada: 1º, Bahrein, Alemanha, Itália, Cingapura e Coréia

Estatísticas, Felipe Massa:

  • Pontos: 144 (57 com o sistema de pontuação usado até 2009)
  • Vitórias: 0
  • Pole Positions: 0
  • Pódios: 5
  • Posição no campeonato: 6º
  • Voltas mais rápidas: 0
  • Voltas na liderança: 42
  • Melhor posição de largada: 2º, Alemanha
  • Melhor posição de chegada: 2º, Bahrein e Alemanha

Conclusão:

Ainda, como ilustro no título do post, a Ferrari lamenta o vice-campeonato de Alonso, como se nota nas declarações dos membros da escuderia ultimamente.

Algo normal, principalmente pela forma de como o título foi perdido, e que será sombra até uma eventual vitória ocorrer na próxima temporada. Mas o objetivo realmente, e que todos, sem exceção, estão focando para o ano que chega daqui a duas semanas é um carro vencedor, inspirando-se no RB6.

A pressão por resultados, tanto da mídia italiana e espanhola (e porque não brasileira) é grande, então está ali posto o desafio de ser competitiva. Fica a grande expectativa, também, de como Massa irá apresentar seus resultados. Todas as opiniões serão bem-vindas na nossa sessão de comentários.

65 respostas para “Ferrari: Lamentando o vice-campeonato de Alonso”

  1. Não tem que ficar se lamentando, foi vice brigando pelo título até a ultima prova, se tivesse sido vice apenas marcando pontos sem poder brigar pelo título, seria um vice bem sem graça, Alonso sabe que o título escapou por pouco, sua performance nas últimas corridas foi animadora para 2011, ano que vem ele vem mordido! No último GP de 2010 Alonso ficou mais perto do título que Webber, o mesmo ocorreu no GP Brasil em 2007, o título estava mais para Alonso que Hamilton, Alonso não é um piloto para se desprezar. O Tricampeonato na Ferrari é questão de tempo, sem isso ele não sai da equipe.

    1. Totalmente, Ferrari vem pelo título em 2011. Claro que, como sempre, ficará nas mãos dos projetistas e engenheiros em criar um carro realmente vencedor. Não será tarefa fácil, pois Red Bull e McLaren também querem o campeonato. Isso tirando alguma eventual surpresa, é claro.

      1. 2011 é certeza que a Ferrari-Alonso virá com tudo para levar o título, só estou torcendo para ver um Massa melhor do que o de 2010, melhor ao ponto que possa lembrar o Massa que vi em 2008… abs

      2. Lucas, noto que o anseio de muitos é ter o Massa de 2008.
        Realmente imagino que é o que a própria Ferrari gostaria, principalmente para ajudar no título de construtores.

  2. Foi, junto da Williams, a equipe que mais evoluiu. O carro não é ruim, mas dava pra ver que não era fácil de se pilotar, os erros de Alonso mostram isso. Mas todos os méritos que a equipe poderia ter tido foram transformados em chingamentos e revoltas. Eu sempre admirei muito a Ferrari, mas parei de torcer por ela, agora torço pro Massa sair da equipe, assim posso ter a conciencia limpa, sabendo que não estou apoiando uma sujeira no esporte.
    Alonso salvou o time esse ano, se não chorasse tanto seria o maior merecedor do titulo, mas reclamou na Alemanha, reclamou do Petrov em Abu Dhabi, e não cumprimentou o Vettel.
    Massa foi a maior decepção do ano. Até teve seu melhor começo de temporada, e o pior meio e final. Sofreu com os pneus, e se em 2011 não começar na frente, ou junto de Alonso, pode desistir e sair da Ferrari.
    Em 2011 o carro desconhecido será feito para Alonso. O espanhol é o novo Schumacher da Ferrari (curiosamente os dois chegaram como bicampeões, consecutivos) e Massa precisa de um lugarzinho lá dentro. Uma boa noticia para Felipe é que em 2008 o carro foi feito para Raikonnen e o brasileiro fez sua melhor temporada. Espero ver a briga de cachorro grande que esperavamos esse ano.

    1. O problema é justamente esse, os olhos da Ferrari estão virados para Alonso. E é por isso que Massa precisa estar competitivo, na pista. Assim, não precisará se submeter a ordens de equipe se estiver muito próximo ou a frente da tabela de Alonso.

      Mas isso é difícil, pois quando a equipe não está do seu lado, superar o companheiro se torna mais complicado. O primeiro passo, portanto, é ter velocidade natural e competir décimo a décimo com Alonso nos qualifyings e corridas. Senão, fica para trás aos poucos e depois se vê prejudicando a si mesmo.

      1. Massa virou o jogo quando muitos duvidam em cima do Kimi. Mas Alonso continua motivado, e tem toda a equipe e quase todo o patrocinio do time em seu favor. Massa tem que mostra tudo o que pode, e mais um pouco.

      2. Bem, Lucas, de qualquer forma acho os casos de Kimi e Alonso completamente diferentes.
        O objetivo de Raikkonen era ser campeão. Foi, pronto. Todos sabemos que depois disso ele não se interessou muito por superar Massa nem nada do estilo. Esteve na dele, coletando pontos e vitórias ocasionais- e, sim, Felipe se favoreceu com isso, se superando como nunca.

        Agora com Alonso o caso é diferente. Tendo as contas de que já poderia ser tetra, a obsessão de Fernando pelo tri cresce a cada dia. Já tinha lido ano passado que com o tricampeonato ele estava satisfeito, mas recentemente, com a declaração que quer permanecer pelo menos 10 anos, é claro o que ele visa- Chegar o mais próximo a hegemonia que Schumacher conquistou. Já teria descontado um na diferença se não fossem os clássicos erros da Ferrari.

        Mas aplicando o exemplo que coloquei abaixo, de Massa/08, Alonso chegaria a Abu Dhabi sem chance alguma, já que a sorte que contou esse ano foi gigantesca.

    2. Com certeza a Ferrari não vai fazer um carro para o Massa, disso acho que ninguém tem duvidas. O Massa, só tem que se adaptar ao carro, e nunca mais deixar ninguém dar “ordens” para ele perder, se isso acontecer, com certeza tera emprego em outra grande equipe em 2012, e voltara a fazer bonito em 2011, caso contrario, nem Ferrari, nem nada. Apesar dos dedos venenosos dos internautas, o Massa só não é campeão mundial ainda, por culpa da Ferrari e não apenas daquela ultrapassagem na ultima curva do Hamilton, antes daquela ultrapassagem, a Ferrari já havia feito todas as cagad……possiveis com o Massa, não fosse isso e hoje o Massa já seria campeão mundial de FI., se, alguém puder provar para mim, que estou errado, fique a vontade.

      1. Não é mentira nenhuma,
        sem as cagadas da Ferrari Massa já teria sido campeão,
        da mesma forma que, sem as cagadas da Ferrari,
        Alonso já teria o mesmo número de títulos que tem Ayrton Senna.

    1. Sim Luiz, nesta época do ano, como disse James Allison da Renault, o trabalho é muito pesado. Os projetos, na maioria das vezes, precisam estar prontos até ano novo.

      Agora, uma dúvida que tenho (e que imagino todos também) é como se chamará o próximo Ferrari. Algum palpite?

  3. Na verdade, torci pro Alonso perder porque nunca gostei da Ferrari. E ainda eles vacilaram na última corrida, o que fez eu rir muito. Cadê o Petrov? rsrs

    1. Concordo contigo Élton, nunca gostei da Ferrari ainda mais depois da era Rubinho/Shumi oh tempinho dificil e doloroso de ser ver F1…. foi bom demais ver a Ferrari perder esse titulo com o Alonso, outro que não gosto. Concordo em genero e grau que ele é um ótimo piloto tem tudo pra ganhar mais titulos, porém, pra mim um verdadeiro campeão tem que ter carácter e um pouquinho de humildade, coisa que ele ta longe de ter… abs

  4. Nesta década a Ferrari vinha tendo uma tendência de nomes óbvios, até 2006 (…)

    2000: F2000
    2001: F2001
    2002: F2002
    2003: F2003-GA
    2004: F2004
    2005: F2005
    2006: 248 F1
    2007: F2007
    2008: F2008
    2009: F60
    2010: F10

    Depois, 06 e 07 seguiram a tradição. Em 2009 chegou o F60, em comemoração das 60 temporadas de F1 e da equipe, e neste ano o F10, por 2010. F11 seria o sucessor mais esperado, mas nada se sabe.

    1. O F60 foi o pior carro da Ferrari, talvez da história, justamente o que comemorou 60 anos. O F2004 talvez tenha sido o melhor, também de toda história. Alguém discorda?

    2. O F2004 foi fantástico. Mas eu talvez discorde, até agora me divido no ponto do melhor da história, no que se diz em generalizar todas as equipes- o MP4/4 da McLaren.

      1. Eu me referi ao F2004 como o melhor da história da Ferrari, não de toda a F1.

  5. a ferrari demonstrou a longo do ano que não é tão boa em criar, mas muito competente em copiar, como o carro do ano que vem deve ser praticamente uma copia do rb6 a ferrari só não vai ser a mais rapida pq Adrian Newey deve fazer magica mais uma vez

      1. ele deve estar pensando. faço o melhor carro da historia? ou só humilho todo mundo?

      2. Ele esta pensando, que faça o carro que fizer, a Ferrari vai levar. A FIA sabe disso, o Jean já trabalha para isso, o Alonso sabe disso, só nós é que vamos continuar achando que o FMotorolla da Ferrari vai disputar com alguém ano que vem. Afinal a Ferrari precisa recuperar o investimento no Principe.

      3. No que Newey está a pensar? Deve pensar para consigo,”bem, eu também era projectista na era de Rory Birne e fartei-me de levar na boca, fiz uns projectos de merda,mas estes dois últimos anos têem sido bons. Bem, ver se acerto, senão vem aí uma nova era schumacher.”

        Rory Byrne, tão bom ou ainda melhor que Newey.

      1. é como dizem bons artistas criam, grandes artistas roubam

  6. “Massa só não é campeão mundial ainda, por culpa da Ferrari e não apenas daquela ultrapassagem na ultima curva do Hamilton, antes daquela ultrapassagem, a Ferrari já havia feito todas as cagad……possiveis com o Massa, não fosse isso e hoje o Massa já seria campeão mundial de FI., se, alguém puder provar para mim, que estou errado, fique a vontade.”

    Newton, apesar de concordar com você, e eu também defendo a ideia de que Massa realmente merecia ser o campeão de 2008, respondo sua questão aqui, (já que se respondesse acima o espaço é muito pequeno) via um artigo que Becken Lima, do já aposentado F1 Around, reproduziu do trabalho de Alianora La Canta quanto a esta dúvida. Segue:

    Mas, e se contestarmos a idéia, o consenso geral, de que Felipe Massa perdeu o título graças às falhas da Ferrari e não as próprias? Para fazer tais continhas, teríamos obviamente que também levar em consideração as discutíveis penalizações desse ano que, ninguém poderá negar, deram uma bela ajuda ao brasileiro. Nessa equação incluiríamos também as falhas da McLaren que tiraram algum ponto de Lewis e, óbvio, as falhas da própria Ferrari com Kimi Raikkonen.

    Alianora La Canta, editora do fantástico La Canta´s Magnifico BLOG, fez o trabalho que eu já havia feito sobre o ano passado e o resultado é interessantíssimo.

    A mecânica estabelecida por Alianora é bastante simples. Ela formatou a sua análise recalculando os pontos corrida a corrida. Existem dois resultados entre parênteses acima da análise de cada corrida. O placar original está em oposição ao placar que desconsidera as falhas da McLaren, penalizações de Hamilton e também as falhas da Ferrari. Abaixo do placar, é acrescida ou decrescida à pontuação original mais ou menos pontos, de acordo com a análise que considera ou não se houve algum fator extra desempenho que teria afetado a pontuação original dos pilotos em dada corrida.

    Considerando essa brilhante análise de Alianora, quem venceria o campeonato afinal, Lewis ou Felipe? Confira abaixo, corrida a corrida, a análise e o resultado e, ao fim, opine se concorda ou não com o teórico resultado calculado por Alianora.

    ……………………………………………………………………………………………………………………..

    Austrália (LEWIS 10-0 MASSA torna-se: LEWIS 10-2 MASSA)
    Hamilton 10 + 0 (vitória fácil)

    Massa 0 + 2 (falha de motor enquanto estava em 7º)

    ……………………………………………………………………………………………………………………..

    Malásia (LEWIS 14-0 MASSA torna-se: LEWIS 16-2 MASSA)

    Hamilton 4 + 2 (Lewis perdeu 15 segundos em seu pit stop por falha da McLaren)

    Massa 0 + 0 (Massa roda na pista sozinho)

    ……………………………………………………………………………………………………………………..

    Bahrein (LEWIS 14-10 MASSA torna-se: LEWIS 16-12 MASSA)

    Hamilton 0 + 0 (Lewis choca-se com Alonso)
    Massa 10 + 0 (vitória fácil)

    ……………………………………………………………………………………………………………………..

    Espanha (LEWIS 20-18 MASSA torna-se: LEWIS 30-30 MASSA)

    Hamilton 6 + 0 (terceiro lugar sem polêmicas)

    Massa 8 + 0 (segundo lugar sem polêmicas)

    ……………………………………………………………………………………………………………………..

    Turquia (LEWIS 28-28 MASSA torna-se: (28-28 becomes 30-30)

    Hamilton 8 + 0 (segundo lugar sem polêmicas)

    Massa 10 + 0 (vitória fácil)

    ……………………………………………………………………………………………………………………..

    Mônaco (LEWIS 38-34 MASSA torna-se: LEWIS 40-36 MASSA)

    Hamilton 10 + 0 (vitória sem polêmicas)
    Massa 6 + 0 (segundo lugar sem controvérsias)

    ……………………………………………………………………………………………………………………..

    Canadá (LEWIS 38-38 MASSA torna-se: LEWIS 40-41 MASSA)

    Hamilton 0 + 0 (Lewis colide com Kimi por conta própria)

    Massa 4 + 1 (Felipe foi erradamente abastecido no primeiro pit stop, confusão resultada da colisão de Hamilton. Nesse caso, Kimi deveria estar a sua frente não fosse vítima de Lewis. Como resultado em cadeia, Felipe ganhou um ponto.

    ……………………………………………………………………………………………………………………..

    França (LEWIS 38-48 MASSA torna-se: LEWIS 40-49 MASSA)
    Hamilton 0 + 0 (A penalização por cortar a chicane foi imprecisa, mas nenhuma das versões oficiais permite o corte da chicane como Lewis fez.)

    Massa 10 – 2 (Massa deveria ser segundo em conseqüência do problema mecânico de Kimi)
    (would have been second but for Raikkonen’s exhaust problem)

    ……………………………………………………………………………………………………………………..
    Inglaterra (LEWIS 48-48 MASSA torna-se: LEWIS 50-49 MASSA)

    Hamilton 10 + 0 (vitória sem controvérisas)

    Massa 0 + 0 (Massa rodou por conta própria)

    ……………………………………………………………………………………………………………………..

    Alemanha (LEWIS 58-54 MASSA torna-se: LEWIS 60-55 MASSA)

    Hamilton 10 + 0 (Lewis venceu apesar de um erro tático da equipe) LEWIS 63-65 MASSA)
    Massa 6 + 0 (terceiro lugar sem polêmicas)

    ……………………………………………………………………………………………………………………..

    Hungria (LEWIS 62-54 MASSA torna-se: LEWIS 63-65 MASSA)

    Hamilton 4 – 1 (Lewis perderia uma posição se o motor de Massa houvesse agüentado. A potencial vitória foi perdida por seu próprio erro [na largada])

    Massa 0 + 10 (vitória perdida por uma falha no motor)
    ……………………………………………………………………………………………………………………..

    Europa (LEWIS 70-64 MASSA torna-se: LEWIS 71-73 MASSA)

    Hamilton 8 + 2 (Lewis deveria ganhar a posição de Massa que não foi penalizado pela mesma infração que lhe rendeu um stop and GO em Cingapura.
    Massa 10 – 2 (Teria perdido um pit stop se houvesse sido penalizado por sua saída perigosa dos boxes.

    ……………………………………………………………………………………………………………………..

    Bélgica (LEWIS 76-74 MASSA torna-se: LEWIS 83-81 MASSA)

    Hamilton 6 + 4 (A controvérsia da chicane cortada; em estrita interpretação das regras, nenhuma modificação deveria ocorrer no resultado. Mas considerando a interpretação usada antes e depois do incidente, Hamilton deveria ter devolvido a primeira posição e esperado até Raikkonen errar e assim herdar a posição.
    Massa 10 – 2 (Massa deveria ter perdido a vitória se Hamilton houvesse sido julgado pela estrita letra da regra no lugar de uma interpretação inclusa depois de a regra ser criada.)

    Itália (LEWIS 78-77 MASSA torna-se:LEWIS 83-84 MASSA)
    Hamilton 2 – 2 (Hamilton deveria ser penalizado por cortar uma chicane em ultrapassagem sobre Heidfeld)

    Massa 3 + 0 (sexto lugar sem controvérsias)

    ……………………………………………………………………………………………………………………..

    Cingapura (LEWIS 84-77 MASSA torna-se: LEWIS 91-85)

    Hamilton 6 + 2 (Rosberg chegou a frente de Lewis graças ao atraso da FIA em penalizá-lo)

    Massa 0 + 1 (Massa deveria ter saído dos boxes dez segundos a frente de Raikkonen, mas Raikkonen saiu em 16º após toda a confusão. Dando a Massa mais dez segundos apenas o promoveria a décimo, que se tornaria oito depois do abandono de Trulli e da pobre performance de Fisichella.

    ……………………………………………………………………………………………………………………..
    Japão (LEWIS 84-79 MASSA torna-se: LEWIS 93-85 MASSA)
    Hamilton 0 + 2 (a colisão entre Massa e Bourdais não teria sido o suficiente para que ele herdasse qualquer posição, já que Lewis estava bem atrás. A coleção de incidentes penalizáveis o teriam feito ganhar uma posição, mas ele precisaria de mais três para ganhar outra posição. Nas primeiras posições, ele não poderia ser atingido por Massa na colisão entre os dois e nada fez para ser penalizado na confusão da primeira curva. Hamilton teve uma perda de 43 segundos. A seqüência de eventos corrigida lhe dá a sétima posição, exatamente atrás de Bourdais.

    Massa 2 – 2 ( Massa deveria ter recebido o pênalti que foi aplicado a Bourdais, resultado da colisão entre os dois. Também deveria ter sido penalizado por causar um acidente evitável, outro por cortar uma chicane [os dois na disputa de posição com o Hamilton] e um último por usar uma área neutra para ultrapassar Webber.
    ……………………………………………………………………………………………………………………..

    China (LEWIS 94-87 MASSA torna-se: LEWIS 103-93 MASSA)

    Hamilton 10 + 0 (vitória fácil)

    Massa 8 + 0 (Receber uma posição de Raikkonen é tecnicamente contra as regras, mas a convenção diz que esta situação está correta. Se eu afirmo que Hamilton não deveria ser penalizado por Spa, então eu também posso afirmar que a não penalização de Massa é correta, mesmo não estando de acordo quanto ao jogo de equipe.

    ……………………………………………………………………………………………………………………..

    Brasil (LEWIS 98-97 MASSA torna-se: LEWIS 107-103 MASSA)
    Hamilton 4 + 0 (quinto lugar sem controvérsias)

    Massa 10 + 0 (vitória fácil)

    CONCLUSÃO FINAL: a diferença [original de 98 a 97] foi três pontos menor em relação à [teórica] pontuação com todas as questões de confiabilidade e controversas penalizações deixadas de lado. Ainda assim, o título permaneceria nas mãos de LEWIS HAMILTON.

    Claro que há de se duvidar em alguns pontos. Realmente o título caiu nas mãos de Hamilton pelos problemas de Glock na última curva, mas é algo interessante a se analisar, e que abre um bom panorama de discussões. Bom, deixo que vocês dêem seus veredictos a respeito 😉

    1. Depois de tantas contas, quem sou eu para contestar, Hamilton Campeão e não se fala mais no assunto. O Massa que se vire este ano, para provar que ele é tudo aquilo, que a gente achava, que ele era. Sera que a porrada da mola soltou algum fio na cabeça do Massa. Se soltou, mete solda, pisa fundo e esqueçe o resto, para Massa 2011 é vencer ou vencer.

      1. Bom, voltamos inevitavelmente a falar da mola. Não sei, ninguém sabe os efeitos que ela teve. Massa disse que ele continua o mesmo que antes do acidente, mas, por outro lado, se alegasse que não é mais o mesmo, seria uma derrota lançada.

    2. Este estudo comprova também que a alegada birra que o Massa tem com o Nelsinho – ter perdido o título só por causa de Cingapura – não procede.

      1. Exatamente. E essa briga de Massa com Nelsinho foi erradíssima, por parte de Massa algo sem sentido. Se Glock tivesse permanecido em quinto, isso significava que Cingapura nunca seria citada?

  7. Eu considero o alonso um chorão sem noção. O que perdigotos tinha a ver com ele? Bem feito. A ele é a Ferrari.

  8. Eu era simpatizante da Ferrari, mas, depois que vi do que ela é capaz, a partir do momento que Schumy passou a ser o número 1 por lá, perdi toda a simpatia pela equipe. Hoje sou mais Red Bull, McLaren, Renault e Williams. Agora com o Espanhol chorão por lá, é que eu não torço mesmo pela italiana. Tecnicamente ainda acredito na superioridade da Red Bull para 2011

    1. André, eu assisto FI., desde o tempo, que os carros eram movidos a “lenha”. Nesse tempo todo, nunca consegui torcer por equipes, sempre por pilotos, que por acaso, naquele momento estavam nessa ou naquela equipe. Esse ano, torci muito pelo Barrica, pelo Kubica, que considero o melhor piloto da atualidade e pelo Webber. Quando eu comecei a assistir FI., a Ferrari era apenas mais uma, inventava todo tipo de novidade, como o monstruoso motor de 12cc., que levou a lugar nenhum, e sempre teve a fama por se manter na FI., desde sempre. Eu por exemplo, nunca gostei do Piquet, um cara arrogante, prepotente, que sempre se achou acima do bem e do mal e discursava isso para quem quisesse ouvir. Freira não ganha campeonato, mas o Senna quando morreu tinha gente do mundo inteiro chorando sua morte, os japoneses idolatram o cara até hoje, acho mais até que os brasileiros. O piloto tem que ser agressivo, brigar dentro da pista, fuzilar o adversario de vez em quando, mas tem que ser simpatico com o publico e não se sentir estrela de cinema, como fazem algumas madonas da FI.

      1. Pois é Newton, também não sou tão novo assim, acompanhei Piquet e Senna. Na verdade, comecei a me interessar pela F1 quando o Emersom estava deixando a categoria. Mas também sei torcer por pilotos, admiro Kubica, Webber, Hamilton, Barrichello e outros, mas uma equipe que usa de subterfúgios prá tentar ser campeã, não apoio, nem com brasileiro lá (como é o caso do Massa).
        Piquet, também sempre fui desafeto (ainda sou) e gostava muito do Senna. Mas, como tudo evolui, vamos ver o que será da F1 daquí prá frente!!

    2. O ponto em que falamos da Red Bull e a continuidade de sua supremacia em 2011 é totalmente supositória. O próprio Newey admitiu:

      “É impossível saber. No ano passado conseguimos lutar pelo campeonato, mas nesta temporada tivemos sorte em conquistar o Mundial. No próximo ano, apesar de tudo, podemos ter uma mudança. O automobilismo é assim, não há garantias de que tudo vai continuar igual de um ano para o outro”

      E isso se aplica para todos os times, e ao contrário também.

  9. Acho que a Ferrari tem que comemorar por ter brigado pelo o titulo com a RBR que tinha o carro muito superior…
    Foi um campeonato muito bom para eles.
    Vamos ver ano que vem, pois iram vir com tudo depois desse ano…

    Abraços

  10. Alonso e sua paixão pela Ferrari…

    “Desde que sou piloto Ferrari, a cada manhã, quando me levanto, o faço com um sorriso. Olho para o espelho e sorrio, sou parte desta equipe. A Ferrari é uma religião, um modo de vida, uma honra.

    Acho que encontrei nesta equipe os valores que eu mesmo tenho: a determinação, o profissionalismo, é uma equipe muito feliz.” (Quando estava na Renault e quando voltou para a Renault disse o mesmo).

    Sobre caráter:

    “Quando você faz algo bem feito e tem sucesso, por qualquer razão, tem gente que não gosta de você. Entretanto, quando termina uma corrida em 18º, então você é um cara legal. Por isso, espero seguir sendo mau no futuro.”

  11. O Alonso, apesar de tudo, fez uma grande temporada pela Ferrari. Mas, suas declarações fora das pistas sempre o fizeram odiado por muitas pessoas e até mesmo dentro da Fórmula 1. Além do mais, as atitudes que a equipe tomou este ano só fizeram aumentar a sua torcida contra. Alonso é um grande piloto, mas as vezes quer que o mundo gire somente em volta dele, mas não é desse jeito né?

      1. Tomas, o Senna correu durante muitos anos contra o Sr. Jean Marie Balestre, presidente da FIA e apaixonado pelo Prost. Essa pressão fora das pistas naquela epoca era exercida por esses dois cidadãos. E que pressão.

  12. Eu aprendi FI., onde o piloto era muito, mas muito mais importante que o carro, até porque motor era como o pneu de hoje, só a Ferrari corria com um diferente, o resto todo corria com o mesmo, o braço fazia toda a diferença do mundo. Hoje, não o pneu faz tanta diferença, quanto um bom cambio fazia naquela epoca, saber trocar as marchas, era fundamental para ganhar alguns milesimos de segundo, hoje o carro quase anda sozinho, e para tudo a compensações tecnologicas. Acho, que por isso, torço mais para pilotos, que para equipes.

    1. Newton, acredito que a evolução tecnológica e mecânica é positivo para um esporte como a F1 e para o mundo também. No século passado tudo mudou radicalmente, o planeta muda e evolui como nunca antes.

      E na F1, vimos a evolução também, pois quando comparamos o Ferrari 1950 e o Ferrari 2010 nos assombramos com as diferenças. E tudo tende a evoluir muito mais, tanto que todos os anos os carros mudam notavelmente a e tecnologia substitui muitas ações que o piloto fazia no passado.

  13. O problema é que o brasileiro só olha uma lado, parece o Galvão! A Ferrari teve seus erros em 2008, mas Massa foi escolhido para brigar pelo título mesmo com Kimi sendo campeão em 07! Depois de perder o título os pachecos elegeram os culpados, primeiro foi o motor na HUN, depois a culpa foi a mangueira em CIN, depois a culpa foi do Glock no Brasil, finalmente a culpa foi do Nelsinho pela batida em CIN, que sem dúvidas alterou o resultado e prejudicou Massa, só esqueceram que Massa também fez besteiras em 2008 jogando resultado fora, também esqueceram que a Ferrari fez jogo de equipe DUAS vezes para favorecer Massa, na França Kimi cedeu a liderança a Massa por causa do escape danificado, Kimi chegou longe do terceiro colocado, e nem por isso a Ferrari mandou Massa devolver a liderança a Kimi na última volta. Na China novamente Kimi ajuda Massa, dessa vez cede um segundo lugar(aí ninguém reclama de jogo de equipe), e no Brasil Kimi fez sua parte não atacando Massa e se mantendo a frente de Hamilton, se o título não foi de Massa, paciência! Foi um conjunto de situações que levou Massa a ser derrotado, ele também teve sua parcela de culpa, errou quando não poderia errar, principalmente na reta final no JPN, poderia ter marcado pontos e sairia campeão no Brasil, já foi…

    MAL(Massa roda na pista sozinho)
    FRA(Teve ordem de equipe, só que Kimi se ferrou, Massa foi favorecido)
    EUR(Deu sorte de não ser penalizado)
    ING(Massa rodou por conta própria)
    BEL(Deu sorte, venceu porque Kimi bateu e Lewis foi desclassificado)
    JPN(Poderia ter evitado aquela batida com Lewis no começo da corrida, foi afobado, Lewis foi punido pela largada)
    CHI(Foi ajudado de novo, Kimi cedeu segundo lugar)
    BRA(Kimi estava veloz, mas não atacou Massa, ainda ajudou ficando na frente de Lewis)

    Acho que no JPN pegaram pesado com Lewis na largada, pra mim ele foi apenas arrojado, na BEL é complicado, ele entregou a posição depois da chicane, mas é aquela coisa, tem gente que foi contra, tem gente que foi a favor de Lewis. Mesmo sendo ferrarista acho que não puniria Lewis, me lembrou Monza onde Alonso foi punido porque teria atrapalhado Massa, só que o espanhol estava longe do brasileiro, não foi legal, em todo caso Alonso quebrou o motor na corrida, mesmo não sendo punido não ia conseguir nada na corrida. Os fiscais italianos deram um jeitinho de atrapalhar o espanhol em Monza, mas nem precisou…depois foi a vez do motor do Schummy quebrar no JPN, mas vão reclamar do que? O motor Ferrari estava a muuuuuuuuuito tempo sem quebrar, uma hora ia acontecer, quebrou…

    1. Mac, como você pode ver aqui no Blog eu aceitei a logica dos números, que o Tomas apresentou, voltei atrás e declarei Hamilton Campeão de 2008, sem qualquer duvida. Eu sou brasileiro e como tal, torço pelos brasileiros, mas não sou cego não. Acho, que o Massa ainda tem jeito, basta seguir o conselho do dono da Ferrari e “tirar o irmão dele da direção de seu carro”. E se não fizer isso, ficara bem desempregado em 2012 e não tera do que reclamar. Quanto ao jogo de equipe, que a FI faz descaradamente, tambem não me escapa, o que tira o brilho da competição, e tenho certeza absoluta, que isso não ocorre só contra brasileiros, afinal tem mais gente entregando o ouro na FI. Mas, como tudo na vida Mac, eu achar incorreto não muda as coisas, só não queira nunca, que eu ache o jogo de equipe normal e necessario, pois nessa posição, não tem como eu voltar atras.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s