AlphaTauri e as expectativas para 2022

Foto: Reprodução/Scuderia AlphaTauri

A espera acabou! Neste domingo (20), será dada a largada da primeira corrida do campeonato de 2022, no circuito do Bahrein, corrida esta que poderá determinar o rumo dos construtores e dos pilotos na competição. A AlphaTauri, escuderia italiana “irmã” da RedBull, se apresentou forte nos pré-treinos realizados em Barcelona e no Bahrein, mostrando foco na consistência da equipe e focando no aprimoramento no desempenho dos pilotos.

Na temporada passada, a equipe terminou o campeonato de construtores na 6ª colocação, igualando os resultados adquiridos nos anos de 2008 e 2019, porém, desta vez a equipe totalizou 142 pontos, a melhor somatória da escuderia italiana na história.

Para 2022, a AlphaTauri tem o objetivo de se estabelecer na primeira metade do grid. A meta é alcançar a posição inédita do 5º lugar no campeonato de construtores, lugar este que é disputado com a equipe francesa Apine, que ainda na temporada passada conquistou a marca com apenas 13 pontos à frente da equipe italiana. Apesar do resultado não ter sido o esperado para a equipe, 2021 foi um ano que mostrou a potência da equipe que, durante as qualificações, apresentou velocidade e consistência, conquistando um pódio no GP de Baku, com Pierre Gasly.

Durante os treinos da pré-temporada realizados no Bahrein, os pilotos puderam avaliar o desempenho do carro, que sofreu várias adaptações para o campeonato desde ano. Em depoimento para o site da equipe, o piloto francês Pierre Gasly relatou que os testes geraram resultados positivos e que a equipe pôde trabalhar como haviam planejado.

“O carro te dá sensações bem diferentes do anterior, mas em alguns aspectos, não é tão diferente assim em termos de como você se sente ao pilotar. O carro é mais pesado então escorrega um pouco mais e os pneus são maiores, o que muda a visibilidade do cockpit”, afirmou Gasly.

Já o piloto japonês Yuki Tsunoda relatou que se sente muito mais preparado este ano do que ele estava em 2021, quando estreou na Formula 1, no mesmo circuito. “É verdade que eu preciso entregar mais e reduzir o número de erros que eu cometi no ano passado, mas eu não me sinto pressionado. Eu estou convencido de que eu consigo alcançar e não estou preocupado sobre cometer erros” disse.

Tanto Pierre quanto Yuki se mostraram bastante positivos quanto ao carro e o desempenho que ele pode alcançar. A equipe aparenta estar preparada e alinhada com a dupla de pilotos. A AlphaTauri apresentou resultados promissores nos testes realizados, mas a prova definitiva será determinada no domingo quando as luzes se apagarem no Bahrein indicando a largada, não só de uma corrida, mas também de uma nova oportunidade.


Ethiene Peixoto tem 24 anos, é natural de São Paulo, mas tem o coração 100% soteropolitano. Formanda em Jornalismo e viciada em estudos acadêmicos, ela acredita que tudo pode virar conhecimento científico, principalmente a F1. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: