As incertezas que a guerra traz para a Haas

(Carro descaracterizado no Circuito da Catalunha. FOTO: Instagram Haas)

Nikita Mazepin tem sua temporada na Fórmula 1 indefinida pelos reflexos da guerra do leste europeu no esporte. Mas como esse combate afeta a Fórmula 1 de fato?

Rússia e Ucrânia entraram em guerra há duas semanas e as reações na Fórmula 1 já apareceram. O Grande Prêmio da Rússia, que seria realizado em setembro, já foi cancelado e agora, o que está em jogo são as carreiras dos pilotos.

A Haas optou em ir para a pista da Catalunha, no último dia de testes coletivos de pré-temporada, com carros e motorhomes descaracterizados, afinal, contavam com as cores da bandeira russa e com o patrocínio master da produtora russa de fertilizantes, Uralkali. Sobre o patrocinador, Günther Steiner declarou que a equipe tomará as decisões comerciais nas próximas semanas.

O presidente da FIA, Mohammed Bem Sulayem, declarou que apoia a Federação Ucraniana de Automobilismo que, em troca, fez alguns pedidos, dentre eles, proibir que todos os pilotos com licença russa compitam fora de seus países. 

Entretanto, Sulayem reforçou que se solidariza com o presidente da Federação Ucraniana, mas também declarou que segue as recomendações do COI para tomar as decisões. Portanto, pilotos russos poderão correr com bandeira neutra. Mas isso não é garantia que Mazepin corra a temporada completa.

Mesmo com a decisão da FIA de não proibir os pilotos russos de competirem, a questão financeira que, como já foi dito, ainda será discutida pode interferir. Caso o patrocínio da UralKali, empresa do pai de Mazepin, seja encerrado, existe uma grande possibilidade que o piloto russo saia da equipe.

A guerra no leste europeu também pode afetar caso as fronteiras se fechem para os russos. Por exemplo, se os EUA assim o fizerem, Mazepin perderá duas etapas da temporada. O GP de Miami, em maio, e o GP dos EUA, em outubro.

Algo que já aconteceu foi que as federações sueca, finlandesa e britânica proibiram a participação de pilotos russos em qualquer competição realizada nos respectivos países. Portanto, caso a medida continue valendo até o dia 03 de julho, Mazepin estará proibido de correr o Grande Prêmio da Inglaterra, em Silverstone.

Entre as opções que podem substituir Mazepin, se destacam o italiano que acabou de sair da Alfa Romeo, Antonio Giovinazzi, e o brasileiro que mostrou em 2020, substituindo Grosjean, que pode pilotar em bom nível para a equipe, Pietro Fittipaldi.

Giovinazzi, após deixar seu cockpit na Alfa Romeo, está correndo na Fórmula e pela equipe Dragon, ao lado de Sérgio Sette Câmara Filho. Mas não está conseguindo pegar o ritmo do carro, o que é natural por ter acabado de entrar na categoria. Uma vaga na Fórmula 1 pode ser vista por ele como uma nova oportunidade de mostrar seu serviço e dar a volta por cima na carreira.

Fittipaldi já correu pela Haas quando a equipe precisou dele, substituindo Grosjean, que acabava de sofrer um dos piores acidentes nos últimos anos da Fórmula 1, nas duas últimas etapas de 2020, os GPs do Sakhir e de Abu Dhabi. Na ocasião, o chefe de equipe, Günther Steiner, disse que “Ele fez um bom trabalho.”.

Sobre prioridades, Günther Steiner declarou que não há ninguém melhor que Pietro. “Nos últimos anos (…), ele esteve sempre por perto, conhece a equipe, conhece o carro. Para assumir o carro de um dia para o outro, não há ninguém melhor que Pietro”.

O que realmente vai acontecer? Fiquemos atentos às cenas dos próximos capítulos…


Marcelo Freitas tem 19 anos, é um estudante que atualmente está no 3º período de jornalismo. É um fã de Fórmula 1 da “Geração Drive to Survive” mas que gosta de estudar sobre o passado para tentar prever possíveis cenários do futuro da categoria.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: